mm1 mm2 mm3mm4 mm5 mm6 mm7


26
jul 2016

ARQUIVADO EM: Cinema & TV

Título Original: Room

Título no Brasil: O Quarto de Jack

Direção: Lenny Abrahamson

Gênero: Drama

Ano de Lançamento: 2016

 Sinopse: Joy (Brie Larson) e seu filho Jack (Jacob Tremblay) vivem isolados em um quarto. O único contato que ambos têm com o mundo exterior é a visita periódica do Velho Nick (Sean Bridgers), que os mantém em cativeiro. Joy faz o possível para tornar suportável a vida no local, mas não vê a hora de deixá-lo. Para tanto, elabora um plano em que, com a ajuda do filho, poderá enganar Nick e retornar à realidade.

Assisti O Quarto de Jack antes mesmo de ler o livro de Emma Donoghue, que deu origem ao filme. Não lembro sequer de ter lido a sinopse, pois meu intuito era apenas ver o máximo possível de filmes indicados ao Oscar 2016 e definitivamente não me arrependo da linha que decidi seguir, pois do contrário, acredito que minha reação seria um pouco diferente.

A história de Jack me tocou de diversas formas, tanto pela inocência do menino, quanto pelo inabalável amor de sua mãe, que em meio ao cativeiro, consegue conduzir com doçura e criatividade, a dura e sem perspectiva realidade em que se encontra.

O filme é lindo, sensível e tocante, mesmo com toda a atmosfera perturbadora que o envolve. Não me surpreendeu que Brie Larson tenha ganho o Oscar de melhor atriz de 2016, pois sua interpretação aliada a parceria com o pequeno Jacob Tremblay foi primorosa, ela conseguiu imprimir de maneira única todo o  sofrimento e dor daquela mãe, ao mesmo tempo em que consegue transformar um ambiente inóspito, em um lugar lúdico e cheio de magia aos olhos de seu filho.

“Plantas existem, mas não são árvores. Aranhas existem e o mosquito que uma vez chupou o meu sangue. Mas esquilos e cachorros só existem na TV.”

Era extremamente angustiante acompanhar os momentos de aflição daquela mãe, atada a uma situação aparentemente irremediável.

Num ato de desespero, Joy elabora um ousado plano de fuga que conta com a participação decisiva de seu filho. Plano esse extremamente arriscado, uma vez que o pequeno Jack nada conhece do mundo exterior.

“Você tem que entender! A gente não pode mais viver assim. Você tem que me ajudar!”

 Foi uma experiência comovente acompanhar a história contada sob o ponto de vista de uma ingênua criança de cinco anos, confesso que tornou tudo mais leve.

Por esse motivo, essa é uma indicação mais do que recomendada, assista o filme,  leia o livro, a Juh fez resenha dele aqui no blog, e emocione-se também conhecendo um pouco do universo paralelo de Jack e sua mãe.

Finalizo parafraseando a agência de notícias americana Associated Press, que definiu lindamente a trama como uma história inesquecível sobre o poder transformador de uma infância inocente e o amor de uma mãe.

Tem tantas coisas aqui e às vezes dá medo, mas tudo bem, porque ainda somos eu e você.”   



21
jul 2016

ARQUIVADO EM: Cinema & TV

Oi, oi, oi todo mundo!!!

Quem viu um dos últimos posts da Juh já está sabendo que eu e minha mana Kevelym estamos chegando por aqui!

Além da literatura, somos apaixonadas por filmes e (acho que ainda mais) por seriados!!!

Como acreditamos que isso não é uma exclusividade nossa lá de casa, resolvemos conversar com vocês sobre essa delicinha chamada série de TV!

A cada 15 dias eu e a Kevelym iremos alternar com diversos assuntos, novidades e curiosidades ligados à esse tema e se você quer ver algo específico, não faça cerimônia, deixe tua sugestão aí nos comentários que vamos adorar!

Hoje resolvi começar falando sobre o elenco de uma das antigas e que, com certeza,  fez parte da vida de muitos de vocês: Estou falando de Um Maluco o Pedaço!!!

um-maluco-no-pedaço-capa-agambiarra-e1442353801282-1170x480Com longos anos decorridos desde sua estreia nas TV’s  norte americanas, The Fresh Prince of Bel-Air ainda hoje é um sucesso no mundo inteiro que o diga Silvio Santos! e nós aqui das terras tupiniquins podemos até saber os episódios de cór e salteado e cantar a musiquinha  de abertura mesmo sem manjar do inglês mas sempre vamos parar para assistir um episódio quando o SBT resolver reprisar o programa que consagrou o lindo do Will Smit nem tão lindo na época, diga-se de passagem

Mas como será que andam os atores do Elenco principal 26 anos depois do sucesso???

QUEM TE VIU, QUEM TE VÊ…

Will Smith – Will Smith

Imagem7

Sejamos francos, nem deu tempo de sentirmos falta dele né. O cara é um sucesso ambulante. MIB – Homens de Preto, A Procura da Felicidade, Eu Robô e Depois da Terra são apenas alguns exemplos de como tudo o que ele toca vira ouro!

Carlton – Alfonso Ribeiro

carlton I
Depois da série, Alfonso continuou no meio televisivo com trabalhos de menor notoriedade. Em 2014 participou e venceu a versão americana do programa Dança dos Famosos e, claro, que ele usou a célebre dancinha do Carlton como trunfo…

Hillary – Karyn Parsons

Imagem6

Com o fim de Um Maluco no Pedaço, Karyn ainda trabalhou como atriz em algumas outras séries e filmes, mas sem tanta visibilidade. Longe dos grandes papéis desde 2002, ela tem se dedicado aos DVD’s educativos para crianças e à sua ONG Sweet Blackberry, voltada à luta pela visibilidade negra.

Ashley Banks – Tatyana Ali

Imagem1

A interprete da caçula das irmãs Banks nunca saiu da frente dos holofotes. Além de se formar em Harvard, a garota já lançou dois álbuns musicais, e continua atuando como atriz em novelas dos Estados Unidos e em alguns filmes do cinema.

Tia Vivian #1 – Janet Hubert

Imagem2

A primeira Tia Vivian que permaneceu no programa por três temporadas e saiu de cena devido desentendimentos com Will Smit, fez algumas participações em programas como The Jamie Foxx Show, Friends e Gilmore Girls.

Tia Vivian #2 – Daphne Reid

Imagem3

Com a saída de Janet, durante as três últimas temporadas Daphne assumiu o posto de matriarca da família Banks e tia de Will. Depois da série ela participou discretamente de mais um ou outro programa aqui e ali.

Tio Phill – James Avery

Imagem4

Embora tenha tido no juiz Phillip Banks seu papel mais relevante, James fez participações em várias outras séries bastante conhecidas como CSI, Eu, a Patroa e as Crianças e Grey’s Anatomy, entre outras. Todos os seus trabalhos na TV contabilizam 170 produções na TV e no cinema.

Morreu em dezembro de 2013 aos 65 anos, devido à problemas cardíacos.

Geoffrey – Joseph Marcell

Imagem5

Com o fim da atuação como o sarcástico mordomo da família, Joseph voltou à Inglaterra onde brilhou no teatro, interpretou papéis da obra de Shakespiere, como Otelo e ganhou vários prêmios. É membro do Conselho do Globe Theatre, de Londres.

♦♦♦

É isso pessoal, esse foi meu primeiro post por aqui e espero que tenham gostado tanto quanto eu!

Até a próxima!



20
jul 2016

ARQUIVADO EM: Literatura Vídeos

Autor: Richelle Meadsilêncio
Título original:
Soundless
Editora: 
Galera
Número de páginas:
280
Avaliação: 
4/5
Onde comprar:
Amazon | Americanas | Saraiva | Submarino

Sinopse: Pelo que Fei se lembra, nunca houve um ruído em seu vilarejo todos são surdos. Na montanha, ou se trabalha nas minas ou na escola, e as castas devem ser respeitadas. Quando algumas pessoas começam também a perder a visão, inclusive a irmã de Fei, ela se vê obrigada a agir e a desrespeitar algumas leis.

O que ninguém sabe é que, de repente, ela ganha um aliado: o som, e ele se torna sua principal arma. Ao seu lado, segue também um belo e revolucionário minerador, um amigo de infância há muito afastado em função do sistema de castas.

Os dois embarcam em uma jornada grandiosa, deixando a montanha para chegar ao vale de Beiguo, onde uma surpreendente verdade mudará suas vidas para sempre. Fei não demora a entender quem é o verdadeiro inimigo, e descobre que não se pode controlar o coração.

Oi gente! Quem ai também é fã de Richelle Mead? Agora a autora decidiu abordar a mitologia chinesa, que também é muito rica. Gostei bastante, confere aqui a resenha:

E se você também gostou, corre participar do sorteio! Válido até o dia 05/08/16. 🙂

a Rafflecopter giveaway



19
jul 2016

ARQUIVADO EM: Literatura

Beleza-perdidaAutor: Amy Harmon
Título original:
Making Faces
Editora: 
Verus
Número de páginas:
336
Avaliação: 
5/5
Onde comprar: Amazon | Americanas | Saraiva | Submarino

Sinopse: Ambrose Young é lindo, alto, musculoso, com cabelos que chegam aos ombros e olhos penetrantes. O tipo de beleza que poderia figurar na capa de um romance, e Fern Taylor saberia, pois devora esse tipo de livro desde os treze anos. Mas, por ele ser tão bonito, Fern nunca imaginou que poderia ter Ambrose…até tudo na vida dele mudar. Beleza Perdida é a história de uma cidadezinha onde cinco jovens vão para a guerra e apenas um retorna. É uma história sobre perdas, perda coletiva, perda individual, perda da beleza, perda de vidas, perda de identidade, mas também ganhos incalculáveis. É um conto sobre o amor inabalável de uma garota por um guerreiro ferido.

Fern é um doce de menina que ainda acredita em seu status de patinho feio dos tempos de colégio, mesmo que com o passar dos anos, ninguém mais a veja dessa forma.

Ambrose é um verdadeiro príncipe dos tempos modernos que percebe a beleza além das aparências, um guerreiro que mesmo ferido busca redenção para seus pecados e paz para seu coração.

Bailey é simplesmente o melhor amigo que todo mundo deveria ter, e juntos esse trio vai estraçalhar seu coração em mil pedaços e de maneira irreversível.

“Não é amor. O amor que muda quando encontra mudança, ou se move e remove em desamor. Ah, não; o amor é marca eterna, que enfrenta tempestades e não se abala.” (Página 140)

Comecei a leitura de Beleza Perdida durante uma viagem de férias em 2015, quando já havia perdido as esperanças de encontrar uma boa história, algo que fosse realmente significativo e emocionante.

Entretanto, para minha surpresa encontrei a melhor versão contemporânea de A Bela e a Fera dos últimos tempos. É um livro sensacional, maravilhoso e repleto de momentos especiais.

“Sempre me espanta como as pessoas são colocadas em nossa vida exatamente no momento certo. É assim que Deus trabalha, é como ELE cuida de seus filhos.” (Página 297)

Eu não conhecia a escrita da autora, muito menos o conteúdo de seus romances e fiquei absolutamente embasbacada com o que li, a sensibilidade empregada na escrita e a delicadeza com que a história é conduzida me deixaram completamente encantada. Não tenho palavras para descrever essa história, e se tivesse, certamente seriam insuficientes. É tudo tão lindo, tão bem feito, tão bem construído que fica difícil descrever com honestidade tudo o que se passa com Ambrose, Fern e Bailey.

“Mas Ambrose não era um deus com força sobre-humana e não vivia na mitologia antiga. E havia dias em que ele temia mais parecer um monstro que um herói.” (Página 300)

Esse não é um romance convencional, embora seja a releitura de uma história tão conhecida, é um new adult que aborda muito mais do que a aparência, é uma história sobre amizade, recomeços, amor e fé. Um livro lindo e inesquecível que entrou para a lista dos meus favoritos desde que o li, e sinceramente, deveria estar na lista de favoritos de todos os românticos de plantão.



18
jul 2016

ARQUIVADO EM: Vídeos

A gente já está quase no final de julho, mas nunca é tarde para fazer aquele resumão, não é mesmo? O vídeo de hoje é para contar como foram as minhas leituras nesse primeiro semestre, tudo o que foi bom – ou não. Não esqueçam de colocar o vídeo em HD, vai melhorar a qualidade da imagem! 

♥PERGUNTAS

1. O melhor livro que você leu até agora, em 2015.
2. A melhor continuação que você leu até agora, em 2015.
3. Algum lançamento do primeiro semestre que você ainda não leu, mas quer muito.
4. O livro mais aguardado do segundo semestre.
5. O livro que mais te decepcionou esse ano.
6. O livro que mais te surpreendeu esse ano.
7. Novo autor favorito (que lançou seu primeiro livro nesse semestre, ou que você conheceu recentemente).
8. A sua quedinha por personagem fictício mais recente.
9. Seu personagem favorito mais recente.
10. Um livro que te fez chorar nesse primeiro semestre.
11. Um livro que te deixou feliz nesse primeiro semestre.
12. Melhor adaptação cinematográfica de um livro que você assistiu até agora, em 2015.
13. Sua resenha favorita desse primeiro semestre (escrita ou em vídeo).
14. O livro mais bonito que você comprou ou ganhou esse ano.
15. Quais livros você precisa ou quer muito ler até o final do ano?



14
jul 2016

ARQUIVADO EM: Literatura

thestrangerAutor: Harlan Coben
Título original:
The Stranger
Editora: Arqueiro
Número de páginas:
304
Avaliação: 
5/5
Onde comprar: Amazon | Americanas | Saraiva | Submarino

Adam Price tem uma boa vida. Sua esposa, Corinne, é uma mulher dedicada e amorosa, seus filhos são adolescentes saudáveis e felizes e seu emprego é estável e satisfatório. No entanto, tudo isso muda quando um estranho chega até ele, contando um segredo sobre sua esposa, que vai abalar toda a estrutura de sua vida. 

O segredo coloca em dúvida tudo o que ele viveu até agora com Corinne. E se de fato ela for uma mentirosa? E se os filhos que ele tanto ama, não forem nem mesmo seus filhos?

Decidido a descobrir a verdade, Adam confronta Corinne, que se esquiva e pede um tempo antes de conversarem sobre o assunto. No entanto, Adam decide investigar a situação por conta própria, a fim de entender o que aquele estranho ganharia lhe contando aquilo. O que ele não esperava, era se deparar com uma intrincada rede de mentiras, chantagem e assassinatos.

“O que uma pessoa é capaz de fazer para proteger a própria família?”

Harlan Coben é o meu autor preferido da vida. Leio TODOS os seus livros, e sempre vibro com cada história. Não Fale Com Estranhos é um thriller de tirar o fôlego, que nos leva a desconfiar da inocência de todos. Conseguimos entender o que uma pequena mentira pode acarretar. O livro não faz parte da série Myron Bolitar (melhor personagem <3), então o final é redondinho, sem pontas soltas.

A narrativa em terceira pessoa foi lindamente utilizada, pois assim pude entender exatamente o que se passava na cabeça de Adam, sem me preocupar em estar vendo a situação por apenas um ângulo. Coben não se foca somente nos problemas de Adam, ele explora outros personagens e situações que vão se fundindo, até chegar ao desfecho surpreendente. Confesso que não foi nada do que eu imaginava.

Não fale com estranhos é um livro ágil, envolvente e de certa forma reflexivo. Até que ponto podemos ir para proteger alguém? Quando as aparências se tornam mais importantes do que o que realmente estamos vivendo? O livro vai crescendo a cada página, fazendo com que seja impossível abandonar a leitura antes do seu desfecho. Se você vai trabalhar no dia seguinte de manhã, recomendo começar a leitura mais cedo, pois é provável que você passe a noite em claro, como eu.

Sei que quando se trata de Harlan Coben, sou bem suspeita, mas recomendo com toda a certeza!  E se você ainda não leu nada desse autor, por favor,  leia hoje! 



13
jul 2016

ARQUIVADO EM: Cinema & TV

Título Original: Gilmore Girls

Título no Brasil: Tal mãe, tal filha

Criador: Amy Sherman-Paladino

Gênero: Comédia/Drama

Ano de Lançamento: 2000

Sinopse: A série conta a história do cotidiano da mãe solteira Lorelai Victoria Gilmore e sua filha Lorelai “Rory” Leigh Gilmore que vivem no pequeno povoado de Stars Hollow, em Connecticut, pequena cidade com personagens bem peculiares e localizada cerca de trinta minutos de Hartford. A série explora diversos assuntos como família, amizades, conflitos geracionais e classes sociais.

Sou suspeita para falar de Gilmore Girls, pois é a melhor série que já assisti na vida e terá sempre um lugar especial no meu coração.

A trama gira em torno das personagens Lorelai e Rory Gilmore. Lorelai é a filha única do abastado casal Emily e Richard Gilmore que engravida aos 16 anos do namorado Christopher Hayden e resolve fugir de casa e criar a filha sozinha, longe dos olhares aparentemente opressores de sua mãe.

É então, que a adolescente muda-se para a pacata cidade de Stars Hollow, onde começa a trabalhar como camareira do hotel local e com a ajuda dos moradores da cidade, ela consegue criar sua filha da melhor maneira possível.

O relacionamento entre mãe e filha é o que mais me encanta na série, Lorelai e Rory são acima de tudo melhores amigas, daquelas que dividem segredos e possuem muitas afinidades, como o vício por café e filmes antigos.

Rory é uma menina doce, inteligente e sensata que sonha estudar na badalada universidade de Harvard. Lorelai, por sua vez, tornou-se uma bem sucedida gerente de hotel e pretende um dia montar seu próprio negócio.

É lindo acompanhar a vida das duas, seu crescimento profissional e pessoal, bem como seus amores, sucessos e fracassos.

A cidade de Stars Hollow possui ainda moradores bem interessantes, como o adorável Luke Danes, dono do restaurante favorito das garotas Gilmore. O Luke’s Dinner possui  segundo elas o melhor café da cidade, por isso não foi difícil tê-las como clientes assíduas do local. Temos ainda, a atrapalhada chef de cozinha Sookie St. James, amiga de Lorelai, trabalham juntas no Independence Inn e sonham em abrir o própria pousada. Lane Kim é outra personagem bastante peculiar, amiga de infância de Rory, Lane é uma adolescente normal, porém, como o considerado adolescente “normal” não é bem aceito por sua mãe, Lane se vê obrigada a esconder dela seus projetos e planos para o futuro.

Eu particularmente gostei bastante do rumo que a série tomou durante os 7 anos em que esteve no ar, mesmo com todas as reviravoltas e incertezas das protagonistas, Amy Sherman-Paladinno fez um belíssimo trabalho escrevendo uma história simples e ao mesmo tempo cativante que conquistou de maneira arrebatadora não só o meu coração, mas o coração de milhões de telespectadores pelo mundo todo.

Em 2016, o canal a cabo Netflix anunciou o retorno da série que ao que parece contará com 4 episódios de 90 minutos, deixando os fãs ainda mais ansiosos para rever Lorelai e Rory em novas aventuras. Vamos aguardar as novidades desse revival de Gilmore Girls e torcer para que seja mais um sucesso dessa dupla tão querida.



12
jul 2016

ARQUIVADO EM: Cinema & TV Vídeos

hush-1 (1)

Há algum tempo, eu fiz um post no Borboletas na Carteira, falando sobre o filme Hush – A morte ouve. Um filme disponibilizado apenas na Netflix, que com somente uma hora e vinte conseguiu me deixar totalmente vidrada. \o/

Pois bem, hoje eu trago um vídeo sobre esse filme, contando para vocês porque eu gostei tanto. 🙂



7
jul 2016

Oi gente, tudo bem com vocês?

Hoje eu apresento para vocês as novas colunistas do blog, que estarão sempre por aqui, trazendo conteúdos novos e interessantes. Foram muitas inscrições, e eu sou grata a cada um que se interessou em escrever no Livros e blablablá, mesmo sem remuneração. Queria muito ter espaço para todos!

A ideia de novos colunistas, faz parte das mudanças do blog, aquela minha vontade antiga de abranger novos assuntos e conteúdos diferenciados, com a ajuda das meninas, isso vai se tornar mais fácil. Espero que gostem. 🙂

Agora vamos conhecer cada uma delas!

“Olá leitores lFoto Lindsayindos, tudo bem?

Eu sou a Lindsay Leão e a partir de hoje também farei parte do Livros e blablablá! Já passei dos 30, sou católica, alagoana nascida em Maceió e paulistana de coração. Sou formada em Direito e desde sempre me interessei pelo universo literário. Sou cinéfila daquelas que faz maratona dos filmes do Oscar e se um filme me agrada, pode ter certeza que irei revê-lo milhões de vezes rsrsrs.

 As séries de TV são um novo e maravilhoso vício na minha vida, por isso estou aqui, para compartilhar com vocês as minhas percepções sobre livros, séries e filmes. Espero que gostem e divirtam-se comigo! Beijos e até mais.”

A Lindsay é leitora antiga do blog, daquelas que estão sempre presentes em todos os posts. Tenho um carinho enorme por ela, e fiquei imensamente feliz em saber que ela gostaria de participar do blog. Os posts da Lindsay serão sobre livros, filmes e séries.

Louca por Jesus. Historiadora apaixonada.FOTO KEITY

Viciada em filmes e séries. A música a mantém viva. A leitura a mantém sonhadora.

Com um pé no chão e outro nas nuvens, ela gosta de pensar que as fantasias dos livros que lê vão construindo um pouquinho mais dessa realidade que ela é…

Keity Barros é Co-criadora e redatora do Blog e Canal literário Universos de Papel.

As irmãs Kevelym e Keity são simpáticas e cheias de vida, as duas dividem o comando do blog Universos de Papel. Aqui no blog elas irão falar sobre séries e dicas sobre assuntos em gerais.

13183520_1706542989595361_1861187359_n(1)

Estudante de Direito que é apaixonada por tudo que não é realidade, mas que poderia ser.

Leitora na vida real, escritora em sonhos.

Kevelym Barros é Co-criadora e redatora do Blog e Canal literário Universos de Papel.

 

 

Em breve vocês verão os posts das meninas por aqui. Caso tenha algo diferente que vocês queiram ver por aqui, é só me falar! 😉



5
jul 2016

ARQUIVADO EM: Vídeos

Oi gente! Vocês viram que o canal voltou a ativa? Toda quarta e domingo temos um vídeo novo, com temas diferentes e pensados com muito carinho. Espero muito que vocês estejam gostando, conto com os comentários e sugestões, para que o canal fique do jeito que vocês querem. Se você ainda não é inscrito, se inscreva agora para receber todos os vídeos com antecedência. 🙂

No Book Haul de hoje, eu mostro para vocês todos os livros que chegaram em junho. Não esqueçam de colocar o vídeo em HD, vai melhorar a qualidade da imagem! 

♥ Chegou:
➜ A rebelde do deserto, de Alwyn Hamilton
➜ Frozen, de Melissa De La Cruz e Michael Johnston
➜ Silêncio de Richelle Mead
➜ A garota do calendário (#1 e #2), de Audrey Carlan
➜ Anna vestida de sangue, de Kendare Blake
➜ Não fale com estranhos, de Harlan Coben






ilustrações design e desenvolvimento