INÍCIO QUEM SOMOS RESENHAS CONTATO/POLÍTICAS LIVROS LIDOS EM 2014 ANUNCIE

Bienal do livro 2014 - São Paulo

E a 23ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo chegou, começa amanhã \o/
Como está o nível de empolgação de vocês? O meu está exorbitante, está difícil me conter. Estou tão empolgada para chegar logo, que meu único assunto tem sido esse, risos.
Vou ficar na casa da minha linda Val Gouveia, e com certeza madrugarei no Anhembi no dia 23, por motivos de: HARLAN COBEN. Eu sei que vai ter muita gente boa por lá, como Cassandra Clare, Kiera Cass, Hugh Howey e etc, quero ver todos e pegar autógrafos, mas minha prioridade é o Coben, não tem jeito. 


Fiz um esqueminha básico, com os horários e lugares que pretendo estar, claro que tem muita coisa no mesmo horário, mas é para ter aquele plano B sabe? Vou estar online pelo twitter o tempo todo (isso se o 3G me permitir, não sei como será o sinal por lá), então vou sempre avisar por lá, onde estarei. Quero rever os lindos que eu conheci na Bienal do Rio, e conhecer aqueles que eu ainda não conheço!

Meu cronograma para Bienal 2014:

23/08 - Sábado: 

8h - Retirada das senhas para o Harlan Coben (Portão 2)
10h - Retirada das senhas para Cassandra Clare - Record C600
10h - Retirada das senhas para Lucinda Riley – Novo Conceito  D600
10h30 - Bate papo com Harlan Coben – Arena Cultural – H201
10h às 12h – Encontro de Blogueiros da Editora Intrínseca – Restaurante do Espaço Julio Cortazar
10h às 12h – Retirada de senhas para Lucinda Riley – Novo Conceito – D600
10h às 12h – Retirada do Kit de Parceiros da Novo Conceito – D600
11h30 - Sessão de Autógrafos Harlan Coben – Arena Cultural – H201
12h – Encontro de Blogueiros – Praça de Alimentação
13h30 – Encontro Booktube – Área de descanso, próximo ao anfiteatro
14h – Bate papo com Cassandra Clare – Arena Cultural – H201
15h – Bate-papo com Lucinda Riley – Novo Conceito – D600
16h às 19h – Sessão de Autógrafos de Lucinda Riley – Novo Conceito – D600
17h às 18h30 - Retirada do kit de parceiro da Farol  - E700
17h30 - Encontro de blogs parceiros Arqueiro
18h – Bate-Papo com Kiera Cass – Arena Cultural  H201
19h – Bate papo com Pâm Gonçalves e Tati Feltrin – F500
19h30 – Sessão de Autógrafos de Kiera Cass – Arena Cultural H201
20h30 às 21h30 – Encontro de Blogueiros da Editora Arqueiro - Auditório do Brazilian Publishers - N250

24/08 - Domingo::

Manhã – Encontro de Blogueiros da Companhia das Letras (Ainda sem data e hora)
9h – Retirada de senhas para autógrafos de Hugh Howey (Silo)
11h – Bate-Papo com Paula Pimenta e Bruna Vieira – Arena Cultural
13h – Sessão de Autógrafos de Marina Carvalho – Novo Conceito – D600
13h - Sessão de autógrafos Paula Pimenta (O livro das Princesas) – C600
14h - Bate papo com Cassandra Clare – Arena Cultural – H201
15h30 – Sessão de Autógrafos de Cassandra Clare – J200 – Espaço de Autógrafos
17h30 – Encontro de Blogueiros – Novo Conceito – D600
18h às 19h30 – Bate-papo com Hugh Howey – Arena Cultural
20h – Sessão de Autógrafos de Hugh Howey – C500

A ideia é gravar vários vlogs, vamos ver se eu consigo mesmo! Vou contar com a ajuda da Val e da minha irmã, Amanda. Amanhã pretendo postar a minha lista atualizada, com tudo o que eu realmente quero comprar, vou esperar chegar na casa da Val primeiro, para trocarmos figurinha sobre o assunto. :P

Então é isso, vejo vocês por lá!


Conheça Picta Mundi, primeiro romance de Gleice Couto

A maioria de vocês já conhece a Gleice Couto, blogueira do Murmúrios Pessoais. Mas, o que talvez vocês não saibam é que além de administradora, jornalista e revisora de textos, a Gleice também é escritora!

Eu acompanho o Murmúrios Pessoais há muito tempo, e sempre gostei da forma como a Gleice se expressa, tanto nos posts quanto nos vídeos. Quando soube que ela tinha terminado seu livro, e que o lançaria de forma independente, fiquei muito empolgada! A Gleice com certeza merece todo o sucesso do mundo!


Picta Mundi é um livro de fantasia infanto-juvenil. Li algumas resenhas e tenho certeza que vou adorar, a sinopse me ganhou imediatamente! Já imaginou um mundo paralelo dentro dos quadros? Amor demais isso gente!

A vida da jovem Letícia virou de cabeça pra baixo após a morte de Raul, seu pai. Até mesmo o colégio onde estuda, o renomado Dippel – um reduto de jovens prodígios, perdeu a pouca graça que tinha. Mas as coisas começam a mudar quando descobre que o desaparecimento de Felipe, o aluno mais promissor do colégio, e a morte de Raul poderiam estar interligados. Daniel, irmão de Felipe, afirma que Raul pode estar vivo, mas, assim como seu irmão, preso em um mundo paralelo dentro de quadros, Picta Mundi. Ao que tudo indica, porém, Raul desaparecera ao procurar os objetos mágicos que os libertariam daquele universo. Agora, somente Letícia pode ajudá-los. Para isso, terá que entrar em Picta Mundi e, junto com Felipe, procurar por seu pai e reunir os itens mágicos. A tarefa não será nada fácil. Em meio a várias aventuras em quadros que retratam momentos da história do Brasil, como os bailes de máscara do início do século XX ou uma aldeia de índios tupinambás no século XVI, eles terão seus conhecimentos e coragem testados em enigmas, passagens secretas, e confrontos com seres perigosos, liderados pelo maligno Donato, que também está atrás dos itens mágicos, mas com o objetivo de usá-los para o mal: dominar Picta Mundi.

Além da sinopse e capa (com a ilustração linda do Victor Almeida), a Gleice também liberou o teaser do livro, narrado por ninguém menos que o Leo Oliveira (Um leitor a mais), dono de uma das vozes mais lindas que eu já ouvi. 


Gostou, quer comprar o livro? Então preste atenção que a venda vai ser um pouco diferente. Picta Mundi entrou entrou em pré-venda no dia 12 de agosto e vai até 22 de setembro, no site oficial do livro (www.pictamundi.com.br). Cada exemplar custa o valor de R$ 35,90 e pode ser pago via PagSeguro. O envio dos livros será feito a partir do dia 20 de outubro. Como o livro será impresso sob demanda, haverá somente a venda de livros on-line até o dia 22 de setembro. A autora não planeja fazer uma segunda tiragem, então se você quer comprar, compre já, eu já vou reservar o meu! Clique aqui para saber como comprar. Ahhh, os livros vão chegar autografados, no nome que o comprador escolher, então dá para comprar ara você, e ainda presentear um amigo. Não tem nada mais gostoso do que ganhar um livro, ainda mais se estiver autografado no seu nome!

Para ficar por dentro de todos os detalhes, e conhecer um pouco mais sobre Picta Mundi, é só acompanhar a Gleice :



Filme: Very Good Girls

Título Original: Very Good Girls
Lançamento: 2014 

Direção: Naomi Foner Gyllenhaal
Elenco: Dakota Fanning, Elizabeth Olsen, Clark Gregg
Gênero: Romance, Drama

Sinopse: "A trama segue Gerry (Olsen) e Lily (Fanning), duas amigas que fazem um pacto de perder a virgindade durante o seu primeiro verão depois do fim do ensino médio. Quando ambas se apaixonam pelo mesmo artista de rua, elas finalmente vêem sua conexão testada, e percebem que a vida não é tão simples ou segura quanto pensam."

Eu estava olhando sites de filme durante o fim de semana, procurando alguma coisa para assistir, quando me deparo com esse pôster lindo que, sinceramente, foi a minha maior motivação para assistir Very Good Girls. Um filme que traz como premissa falar sobre amizade, mas que, para mim, falhou exatamente nesse ponto. 

Lily (Dakota Fanning) e Gerry (Elizabeth Olsen) são adolescentes que não podiam ter vindo de famílias mais diferentes. Lily é filha de dois médicos que prezam pela aparência e pelas regras. Já Gerry vem de um a família que fala alto, é animada e não possui limites. E por mais diferentes que possam ser, as duas possuem uma amizade forte e duradoura.
No verão que antecede a ida delas para a faculdade, Lily e Gerry decidem que precisam perder a virgindade antes de irem para a faculdade. Mas os problemas começam quando ambas acabam se interessando pelo mesmo garoto, o que enche a relação delas de mentiras e compromete a amizade que elas possuem.

Eu sempre gosto de assistir os filmes da Dakota Fanning, ela tem uma empatia muito grande e me faz gostar praticamente de quase todas as personagens que interpreta. Mas isso não aconteceu em Very Good Girls. A Lily é uma personagem bastante insuportável, ela é indecisa, bastante mimada e confusa. Eu acredito que a intensão era exatamente essa, de mostrar uma protagonista que está longe de ser perfeita, mas isso não quer dizer que é fácil aturar a Lily durante o filme todo e todas as suas ações sem sentido.
Por outro lado, gostei bastante da personagem da Elizabeth Olsen. Não me lembro de já ter visto ela em ação, mas a atriz me conquistou com a sua Gerry. Ela é super animada, leve e muito mais fácil de se gostar, apesar de ser um pouco ingênua de vez em quando.

Acho que um dos maiores problemas desse filme é que ele não tem muito embasamento. Eu não consegui entender quais eram as motivações dos personagens para tomarem as decisões que tomaram, principalmente quando se trata da Lily. E também não consegui sentir nenhuma profundidade, existiam vários momentos que poderiam emocionar bastantes, mas que não conseguiram chegar nem perto disso.
O final é o que mais chega perto de fazer o telespectador sentir alguma coisa, ele é super lindo e fala muito sobre amizade. Mas o problema é que a amizade das duas foi tão negligenciada durante todo o resto do filme que só esse final não é capaz de compensar.

Existem, porém, dois detalhes que realmente foram positivos. Primeiro a trilha sonora que é muito boa e que ainda conta com uma música cantada pela personagem Gerry que é super fofa e linda. E, em segundo, nós temos os figurinos que são simplesmente maravilhosos. Sério, eu queria todas as roupas que a Elizabeth Olsen usou, é um mix de estampa mais lindo do que o outro.

Very Good Girls acabou se tornando apenas mais um filme adolescente, tendo como diferencial apenas uma pegada mais indie. O que é realmente uma pena porque possuía ótimos atores e um bom roteiro em mãos, só não soube como aproveitá-los. 


O sobrevivente - Gregg Hurwitz

Título: O Sobrevivente
Autor: Gregg Hurwitz
 
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 368
Avaliação: 
Sinopse: No parapeito de uma janela de banheiro no 11º andar do First Union Bank, Nate só tem mais um objetivo na vida: reunir a coragem necessária para saltar e acabar com os seus problemas. De repente, ele ouve tiros dentro do banco e, ao espiar o que está acontecendo, vê uma cena terrível: criminosos mascarados disparando cruelmente em qualquer um que se coloque em seu caminho. Enquanto sustenta o olhar de uma mulher agonizante, Nate toma uma decisão. Lançando mão de seu treinamento militar, ele consegue render e matar todo o grupo, exceto o seu líder. Antes de escapar, o homem deixa claro que ele se arrependerá de seu ato heroico. Ele está certo. Em poucos dias, Nate é sequestrado pela máfia ucraniana e recebe uma ameaça: precisa voltar ao banco e concluir a tarefa que os bandidos não puderam cumprir. Do contrário, sua ex-mulher – pela qual ainda é apaixonado – e a filha adolescente, que não o reconhece mais como pai, serão brutalmente assassinadas. Enquanto o tempo corre de maneira implacável e o prazo de Nate se aproxima do fim, ele luta não só para salvar as duas da morte, mas também para recuperar sua confiança e seu amor.

Nate está prestes a se suicidar, pular de um prédio de um banco, quando percebe o assalto. Quando dá por si já está matando todos os bandidos para salvar os funcionários e pessoas que estão lá dentro. Passa então, a ser perseguido pelo "chefão" da máfia ucraniana, o mandante do assalto, que ameaça matar sua filha Cielle, caso ele não "roube" o banco por ele, entregando o conteúdo que tem em um dos cofres.

O amor pela ex-esposa por quem ainda é perdidamente apaixonado, a devoção e amor que tem pela filha. Impossível escrever sem lançar spoilers, mas no início do livro senti um pouco de raiva de Nate, porém, a medida que fui virando as páginas pude entender melhor o porque de poupar a família do sofrimento que seria causado caso contasse o real motivo de tê-las abandonado. Depois disso, comecei a sentir por Nate uma grande simpatia e o personagem se tornou apaixonante.

Confesso que em determinados momentos senti um pouco de pena do chefão da máfia, Pablo. Pelo motivo (não posso contar - spoiler) que o levou a cometer tantos atos de crueldade contra Nate e sua família. Mas não tem como sentir pena por muito tempo, porque nada justifica todas as maldades que ele faz.

O livro tem muita ação e mesmo sabendo que é o grande vilão da história, ainda assim tem muito suspense. A história é eletrizante do início ao fim. Em muitos momentos me emocionei com a coragem de Nate, o amor pela família que faz com que ele ultrapasse tantos limites, a superação em momentos que se sentia impotente e achando que não ia conseguir...

A história de Nate é tão cheia de sentimentos, tão "humana", que a gente se sente parte da história. Sofre junto com ele, sente dor, chora, se alegra,  vibra e torce para que ele tenha sucesso em sua empreitada.
Se você gosta de sentir fortes emoções não pode deixar de ler O Sobrevivente, este livro excelente, que indico muito e que ganha merecidamente 5 estrelas.

Redes Sociais

Pesquisar

Facebook

Assista ao último vídeo

Receba as novidades

Coloque o seu e-mail aqui e fique por dentro das novidades do blog (não se preocupe, eu NUNCA vou te enviar spam):

Siga no Bloglovin

Follow on Bloglovin

Arquivo

Blog Parceiro

Estatísticas