mm1 mm2 mm3mm4 mm5 mm6 mm7


23
maio 2016

ARQUIVADO EM: Cinema & TV

emma-watson-bela-e-a-fera E finalmente temos o primeiro teaser trailer do live action mais esperado por mim: A Bela e a Fera. 😀

O teaser contém algumas cenas do castelo, a Bela dando uma de xereta e as vozes de alguns dos objetos animados do castelo. No entanto, não vazou nenhuma imagem da caracterização deles, o que é uma pena!

Impossível não se emocionar com essa trilha e com os comentários de Horloge e Lumiere né? A Bela e a Fera sempre foi o meu desenho preferido, nem sei dizer quantas vezes já o assisti! E sempre é uma sensação única. Quando eu soube que a Bela dessa nova versão, seria interpretada pela maravilhosa Emma Watson, a animação ficou ainda maior!

abelaeafera-elenco

Fera, Bela e Gastão

O elenco conta com Emma Watson (Bela),  Luke Evans (Gastão), Dan Stevens (Fera), Emma Thompson (Madame Samovar), Kevin Kline (Maurice), Ian McKellen (Horloge), Gugu Mbatha-Raw (Fifi), Ewan McGregor (Lumiere), Stanley Tucci (que viverá um piano falante) e Josh Gad (Le Fou).

O novo A Bela e a Fera chega aos cinemas em março de 2017. O duro é aguentar a ansiedade até lá!


Postado por




20
maio 2016

ARQUIVADO EM: Literatura

a-rainha-vermelhaA Rainha Vermelha #1
Autor:
Victoria Aveyard
Título original:
Red Queen
Editora: Seguinte
Número de páginas:
424
Avaliação: 
5/5
Onde comprar: Amazon | Americanas | Saraiva | Submarino

O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses. Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso… Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho? Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe – e Mare contra seu próprio coração.

A Rainha Vermelha foi um livro que me agradou MUITO, ainda que seja praticamente uma colcha de retalhos repleta de referências. O que torna essa leitura tão boa (pelo menos para mim), é que mesmo com referências e clichês, Victoria Aveyard conseguiu criar uma trama envolvente, e de certa forma surpreendente.

No universo onde a trama se desenrola, as pessoas são dividas entre os que possuem sangue vermelho, e os que possuem sangue prateado. Os vermelhos são os trabalhadores braçais, que vivem na extrema misérias e dedicam suas vidas a elite prateada, que incluem o rei e sua família. Os prateados são dotados de poderes sobrenaturais, superforça e domínio de elementos são alguns dos exemplos de prateados. Devido a essas características, eles são temidos pelo povo vermelho.

“A verdade não importa. Só importa aquilo em que as pessoas acreditam.”

A protagonista, Mare, sabe que seu destino é servir ao exército – assim como seus dois irmãos mais velhos -, já que não possui nenhuma habilidade e não é aprendiz em nenhuma profissão. Ela sabe que quando precisar partir, sua família ficará em uma situação ainda mais miserável, já que nem mesmo o dinheiro dos roubos que costuma cometer irá ajudá-los. Quando a oportunidade de trabalhar no palácio real aparece, Mare aceita. No entanto, durante uma importante cerimônia real, Mare descobre que ainda que seu sangue seja vermelho, ela possui um estranho poder. A fim de evitar questionamentos, e entender a razão de Mare ter um poder, a família real convence a todos de que Mare é uma prateada, e a fazem se tornar noiva do príncipe mais novo, Maven.

Mare conhece na pela o sofrimento dos vermelhos, e ser chamada de prateada não a deixa nem um pouco feliz, mas talvez essa seja uma chance de mudar a vida de sua família e trazer justiça ao seu povo. Assim, Mare se torna Marena, e começa a fazer parte de um intrincado jogo de poder e mentiras.

“Viraram-me do avesso, trocaram Mare por Marena, a ladra pela coroa, trapos pela seda, vermelho por prateado. Esta manhã eu era uma criada; à noite, sou princesa.”

O cenário governamental da trama é bem desenvolvido e convincente, nos vemos rodeados por intrigas, mentiras, artimanhas e manipulações em busca de poder. Os vermelhos estão cansados de serem subjugados, e estão prontos para uma rebelião, o que torna a guerra iminente. Maren, Maven e o príncipe mais velho – Cal, se envolvem em um complicado triângulo amoroso, que fica bem no centro de todos os conflitos. Detesto triângulos amorosos, mas esse não foi o destaque da história, ele coube bem no enredo e fez sentido ao final.

“Todo mundo pode trair todo mundo.”

A narrativa de Victoria Aveyard é totalmente fluída e envolvente, o clima de tensão permeia toda a leitura e eu mal pude desgrudar do livro. Uma mistura de fantasia, romance, guerras e muita aventura faz de A Rainha Vermelha um livro que merece ser lido o quanto antes. Sim, você vai se lembrar de outras histórias durante a leitura, mas em nenhum momento isso foi um ponto negativo para mim, Aveyard deu um fôlego novo ao que já era conhecido e transformou A Rainha Vermelha em um livro memorável, para mim.

Mare é uma boa personagem, e ainda que tenham alguns pequenos erros de julgamento, sua coragem e determinação são admiráveis. Os demais personagens foram lindamente caracterizados, sentimos simpatia, raiva e desprezo em diversos momentos. O que eu creio ser exatamente o intuito da autora.

“Você é a mudança controlada, do tipo em que as pessoas podem confiar. Você é a chama lenta que pode dissipar uma revolução com um punhado de discursos e sorrisos.”

Se você não aprecia romance, não precisa se preocupar, pois esse não é o foco da leitura. O final não me surpreendeu totalmente, mas foi bastante impactante. Quero muito começar a leitura do segundo livro! Os direitos de filmagem já foram vendidos para a Universal, e preciso dizer que minhas expectativas em relação ao filme são bem altas, espero que eles caprichem. Leitura mais do que recomendada! 

“Erga-se, vermelha como a aurora.”

Clique no leia mais e participe do sorteio 😀 😀


Postado por




16
maio 2016

ARQUIVADO EM: Blog & Pessoal

freelance

Vocês já devem ter percebido que os post aqui no blog não tem a frequência de antes, não é mesmo? Eu sempre gostei de postar de segunda à sexta, para que vocês sempre tivessem conteúdo novo por aqui, mas esse ano não consegui me organizar. 

Sendo assim, mais uma vez vou abrir espaço para colunistas. As resenhas de livro continuam por minha conta, mas tenho espaço para cinema, música, beleza, textos/crônicas e etc.

  • Quantas vagas existem?

Pretendo abrir duas vagas, com posts semanais ou quinzenais, isso será combinado de acordo com a possibilidade do colunista.

  • Como serei avaliado?

O interessado deve mandar um e-mail para contato@livroseblablabla.com, como nome, idade, cidade e tema que gostaria de abordar. Além disso, eu peço que mande um texto de sua autoria, relacionado ao assunto de sua escolha.

  • Quanto vou receber?

Infelizmente o blog é só um hobby, não é minha fonte de renda. Então, quem se interessar em escrever, tem que ser por amor mesmo. Caso um dia essa situação mude, com certeza ficarei feliz em remunerá-los. :)

  • Até quando posso enviar o meu e-mail?

Até o dia 31 de maio. 

Obrigada à todos, espero em breve ter novos colaboradores e conteúdo para vocês!


Postado por




8
maio 2016

ARQUIVADO EM: Literatura

Onde está vocêEntrelinhas #2
Autor: 
Tammara Webber
Título original:
Where you are
Editora: Verus
Número de páginas:
308
Avaliação: 
4/5
Onde comprar: Amazon | Americanas | Saraiva | Submarino

Sinopse: Quando conheceu Emma Pierce no set de filmagem de seu último longa-metragem, Graham Douglas ficou imediatamente encantado, mas Emma era o objeto de desejo do superastro Reid Alexander. Graham fez o possível para não se apaixonar por ela, até que um encontro em Nova York dá a ele mais uma chance, e dessa vez ele decide arriscar. Emma sacrificou uma carreira promissora em Hollywood para levar uma vida comum. Ela acreditava já ter superado o que sentia pelos dois caras que disputavam seu coração na filmagem de seu último trabalho, até que o destino coloca Emma em uma cafeteria no meio de Manhattan com aquele de quem ela ainda sente saudade. Brooke Cameron sobreviveu aos três meses no set de filmagem com seu belo e arrogante ex-namorado, o garoto de ouro de Hollywood. Mais velha e sábia, ela agora pôs os olhos em Graham, um grande amigo, e só há uma coisa em seu caminho: Emma, a garota que ele não consegue esquecer. Reid Alexander é capaz de resumir a própria vida em uma única palavra: tédio. Ele não tem muito o que fazer além de entrevistas, sessões de fotos e o lançamento de seu último filme. Em busca de diversão, a última coisa que ele espera é se juntar à sua ressentida ex-namorada para atingir um objetivo comum: separar Graham e Emma. O jogo começou.

Esse é o segundo livro da série Entrelinhas, a leitura pode conter spoilers do livro anterior

Logo que conclui a leitura de Entrelinhas, minha curiosidade falou mais alto e iniciei imediatamente a leitura do segundo volume. <3

Onde está você começa exatamente no mesmo lugar onde termina o anterior. O encontro inesperado de Emma e Graham em NY fez com que os dois finalmente se entendessem e dessem inicio à um relacionamento. O problema é que o filme Orgulho Estudantil está em fase de divulgação pelo mundo, o que quer dizer muitas entrevistas, viagens e a presença constante de Reid Alexander, já que ele e Emma são os protagonistas. Emma ainda se ressente da forma como tudo terminou, e sua opinião sobre Reid definitivamente não é das melhores. 

A distância de Emma e Graham acaba dificultando as coisas, inicio de relacionamentos são sempre delicados, ainda mais quando existem pessoas dispostas a atrapalhar tudo. Brooke revela quem realmente é, a ex de Reid mostra porque tem uma fama negativa. Para ela, ser apenas amiga de Graham já não é suficiente, ela tem certeza de que é o melhor para ele, e mesmo odiando Reid, vai contar com a ajuda dele para tirar Emma da jogada e ter Graham só para ela. Reid, para variar, continua sendo um babaca, e na falta de algo melhor para fazer, decide ajudar Brooke em seu plano maligno. 

Dessa vez a narrativa em primeira pessoa alterna entre Emma, Graham, Reid e Brooke. Finalmente pude conhecer mais sobre Graham, e ter certeza de que ele é mesmo um cara maravilhoso, do tipo que deve ser ótimo se relacionar (como amiga, ou não). Minhas partes preferidas eram sem dúvidas as em que Graham tinha voz. E, apesar de eu ter dito que Reid é um babaca, nesse livro ele mostra um outro lado, e pude perceber o começo de um amadurecimento. 

Brooke é tão irritante e narcisista que eu desejei ardentemente que ela ficasse sozinha, sua maldade é latente e eu queria muito dar uns bons safanões em seu rostinho bonito. Emma conseguiu me cativar verdadeiramente dessa vez, apesar de ainda ter traços de insegurança, a garota decidiu o rumo que quer dar para sua vida e está muito mais corajosa e amadurecida.

O relacionamento entre Emma e Graham foi bem construído, passando bastante verdade e sentimento, fica fácil torcer pelos dois. As armações de Brooke são bem elaboradas, e só mesmo no final para ter certeza do que vai acontecer. Preparem-se para muita mentira, intriga e lágrimas.

O final, diferente do anterior, amarra bem as pontas de dois personagens, e deixa um bom gancho para os próximos volumes – Good For You e Here Without You,  que lerei com certeza! Recomendo fortemente para os fãs de romances jovens, creio que Tammara Webber ainda tem muito para contar nessa série! :)


Postado por




7
maio 2016

ARQUIVADO EM: Literatura

EntrelinhasEntrelinhas #1
Autor: 
Tammara Webber
Título original:
Between the Lines
Editora: Verus
Número de páginas:
347
Avaliação: 
4/5
Onde comprar: Amazon | Americanas | Saraiva | Submarino

Sinopse: Reid Alexander, um dos jovens atores mais bem pagos da atualidade, está acostumado a conseguir o que quer – e o que ele quer agora é Emma Pierce, a atriz novata que vai fazer par romântico com ele no próximo filme. Os astros parecem estar se alinhando para realizar o seu desejo, até que ele se vê diante de dois obstáculos inesperados: uma ex-namorada ressentida e um rival que vai disputar o coração de Emma.

Emma Pierce acaba de receber uma oportunidade de ouro após anos atuando em comerciais e filmes para TV. Fazer o papel principal em um filme de grande orçamento, contracenando com o lindo Reid Alexander, deveria ser a realização de um sonho. Mas o coração de Emma esconde uma fantasia secreta: ela quer ser uma garota normal.

Tammara Webber é uma autora que me agrada muito, desde que li Easy e Sweet, me apaixonei pela escrita da autora, e me tornei fã. Quando soube da série Entrelinhas, fiquei bastante empolgada!

O livro é um young adult, o primeiro de uma série (com quatro volumes), e conta a rotina de gravação de um filme adolescente, baseado no clássico Orgulho e Preconceito, de Jane Austen. O filme se chama Orgulho Estudantil, e tem como protagonista masculino Reid Alexander, que com apenas 17 anos é o jovem mais famoso da atualidade.

Reid Alexander não mede consequência de seus atos, bebe muito, usa drogas, vai em várias festas e dorme com qualquer garota que quiser, sem nem ao menos precisar saber seu nome. Quando ele conhece Emma, seu par romântico no filme, ele percebe que ela é diferente das outras garotas com quem já se relacionou, e decide conquistá-la a qualquer preço.

Emma Pierce é uma boa atriz, mas na verdade preferia ser apenas uma garota normal. Sua mãe morreu muito cedo, e seu pai se casou com uma mulher que não é exatamente maternal. Quando surge a chance de ser par romântico de Reid Alexander – de quem ela é fã -, Emma decide aceitar, na esperança de que com a experiência, ela possa decidir o que realmente quer fazer de sua vida.

“Eu devia ser grata, devia me sentir sortuda – e sou grata, me sinto sortuda. Mas, mesmo que você tenha tudo que todos desejam, se não for o que você deseja, não é o ponto-final. Uma versão de cinema no ensino médio de uma das melhores histórias de todos os tempos? Sério? A menos que Jane Austen seja fã de Reid Alexander, ela provavelmente está se revirando no túmulo.”

De início acreditei que a protagonista teria sua atenção totalmente focada em Reid, mas então Graham Douglas, um dos atores do elenco, que se aproxima de Emma e cria um triângulo amoroso (ou quarteto, considerando Brooke Cameron). Vocês sabem que eu detesto isso né? Não gosto da indecisão das protagonistas, e quero que elas se decidam o mais rápido possível, risos.

“-Bom, em qual desses dois caras você está interessada?

Penso no Graham ajeitando uma mecha de cabelo atrás da minha orelha quando fugimos da tempestade, a sensação de seus dedos deslizando na minha pele, como ele me escutou quando eu contei que perdi minha mãe. Penso na fome estampada nos lindos olhos do Reid, na diferença quente do seu beijo fora da tela e no modo como ele me provoca.

-Eu gosto dos dois. Eles são… diferentes.”

O livro alterna a narrativa de Emma e Reid, mas eu senti MUITA de falta de poder saber o que se passava na cabeça de Graham, ele me deixou confusa durante um bom tempo. Reid é um babaca, seu estilo de vida é degradante, não consegui sentir empatia por ele em nenhum momento, fiquei esperando que ele amadurecesse e me surpreendesse. Emma é uma personagem bacana, mas um tanto indecisa e submissa. Em diversos momentos eu queria que ela se posicionasse e fizesse as perguntas certas, o que raramente acontecia.

Os personagens secundários são ótimos, cada um tem sua importância, e deram o equilíbrio e leveza que o livro precisava. Foi muito divertido acompanhar a rotina de gravação de astros adolescentes, consegui visualizar bem cada cena e confesso que gostaria que o tal filme realmente existisse. O final me deixou bastante ansiosa pela continuação – Onde está você, mal posso esperar para saber o que acontece com os personagens principais. 

Entrelinhas é um livro que merece ser lido. Tammara Webber mais uma vez criou uma trama, rápida, fluída e divertida, com tudo na medida certa. Creio que o público mais jovem se identifique ainda mais, mas apesar dos meus 29 anos, consegui gostar bastante. Recomendo! :)


Postado por




4
maio 2016

ARQUIVADO EM: Cinema & TV Netflix

Sou apaixonada pela Netflix, o serviço de streaming me faz companhia em diversos momentos hahaha. Por esse motivo, a partir de agora, todo começo de mês vou colocar aqui a lista com os principais lançamentos. Assim todo mundo fica por dentro das atualizações do catálogo, e consegue se programar para assistir aquele filme que tanto quer. :)

netflix-maio

FILMES:

11-11-11 (Disponível dia 01/05)

Refém do Silêncio (Disponível dia 01/05)

Tudo por um Furo (Disponível dia 01/05)

Ponto de Partida (Disponível dia 01/05)

Negócios de Família (Disponível dia 01/05)

A Negociação (Disponível dia 01/05)

Horton e o Mundo dos Quem! (Disponível dia 01/05)

Frankenweenie (Disponível dia 01/05)

Entre Dois Amores (Disponível dia 01/05)

A Inquilina (Disponível dia 01/05)

O lobo de Wall Street (Disponível dia 06/05)

Quero Matar Meu Chefe (Disponível dia 08/05)

O Retorno da Múmia (Disponível dia 11/05)

Irresistível Paixão (Disponível dia 11/05)

Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2 (Disponível dia 15/05)

A Face do Mal (Disponível dia 15/05)

Jogos Vorazes: A Esperança – O Final (Disponível dia 18/05)

Zerando a vida (Disponível dia 27/05)

Amor a Toda Prova (Disponível dia 29/05)

maio-netflix

SÉRIES:

Vikings – 3ª temporada (Disponível dia 01/05)

The Librarians – 1ª temporada (Disponível dia 01/05)

Penny Dreadful – 2ª temporada (Disponível dia 04/05)

Grace and Frankie – 2 temporada (Disponível dia 06/05)

Supernatural – 10ª temporada (Disponível dia 07/05)

Crossing Lines – 3ª temporada (Disponível dia 10/05)

Chelsea – 1ª temporada (Disponível dia 10/05)

Mad Men – 7ª temporada – Parte 2 (Disponível dia 18/05)

Jane the Virgin – 1ª temporada (Disponível dia 19/05)

Lady Dynamite – 1ª temporada (Disponível dia 20/05)

Bloodline – 2ª temporada (Disponível dia 27/05)

Chef’s Table – 2ª temporada (Disponível dia 27/05)

Scream – 2ª temporada (Disponível dia 31/05 – um episódio por semana)

Fonte: Lançamentos da Netflix

E ai, qual a programação de vocês? 😛


Postado por




3
maio 2016

ARQUIVADO EM: Literatura

Autoum-presente-da-tiffanyr: Melissa Hill
Editora: Intrínseca
Número de páginas:
336
Avaliação: 
3/5
Onde comprar: Amazon | Americanas | Saraiva | Submarino

Sinopse: Véspera de Natal na Quinta Avenida: dois homens estão comprando presentes para as mulheres que amam. Gary quer dar para a namorada, Rachel, uma pulseira de berloques. Em parte, como agradecimento por ela ter pagado a viagem a Nova York durante as festas de fim de ano, mas principalmente porque ele deixou, como sempre, tudo para a última hora. Enquanto isso, Ethan está procurando algo mais especial — um anel de noivado para Vanessa, a mulher que conseguiu levar felicidade à sua vida e à de sua filha depois da morte da primeira esposa, que ele amava tanto. A vida desses dois casais acaba se cruzando por acidente. Quando as sacolas de compras dos dois homens se misturam sem que ninguém perceba, Rachel ganha o anel de noivado que seria de Vanessa, e encontrar a joia para entregá-la à sua legítima dona revela-se uma tarefa mais complicada do que Ethan imaginava. Será que o destino tem algo inesperado reservado para os casais? Ou será a magia da Tiffany que está no ar?

Um presente da Tiffany me chamou à atenção imediatamente, a sinopse convidativa e a capa linda e delicada me ganharam. Dois homens, dois presentes bem distintos, duas sacolas trocadas e muita confusão! Mais atrativo impossível né?

Ethan é um professor viúvo, pai da pequena Daisy, de oito anos.  Ele viveu um amor muito intenso pela esposa, e quando a perdeu ficou completamente devastado. Agora ele tem um relacionamento estável com Vanessa, uma mulher muito querida, que demonstra amar Daisy como se fosse sua própria filha. O professor então decide que é hora de dar um grande passo no relacionamento, e compra para Vanessa um belíssimo anel de Noivado da Tiffany.

Gary é um machão arrogante, que só pensa em si mesmo. Apesar de não estar em um bom momento financeiro, ele sai para fazer compras em Nova York e ao final do dia percebe que ainda não comprou um presente de Natal para sua namorada Rachel. Sendo assim, ele entra na Tiffany e escolhe o presente mais barato que encontra, uma singela pulseira de berloques. Ele não quer compromisso nenhum, está satisfeito com o relacionamento da maneira que está, e uma pulseira é totalmente não comprometedora.

No entanto, quando Ethan e Gary em meio à um acidente, acabam trocando suas sacolas, a história muda de figura. Gary se vê noivo de Rachel – que não poderia estar mais exultante com a notícia -, e Ethan percebe que a noite especial vai ter que esperar um pouco mais, até que ele consiga o anel de volta.

“Não era estranho que o anel não coubesse no dedo de Vanessa e ficasse perfeito no de Rachel?”

A trama gira em torno da busca desesperada de Ethan pelo anel e da ilusão de Rachel, que acredita estar noiva de um homem romântico que pensou no noivado com muito carinho. Confesso que minhas expectativas eram altas demais, e acabei não gostando tanto assim da história.

Para começar, Ethan não conta para Vanessa o que aconteceu, ele prefere inventar um monte de desculpas esfarrapadas enquanto tenta ter seu preciso anel de volta. Fiquei muito irritada com isso, não tinha a menor necessidade! Sim, entendo que ele pretendia fazer uma surpresa e tudo o mais, mas deixar Vanessa desconfiada e insegura não foi uma boa ideia. Eu entendo que o valor do anel tinha sido alto, mas ele poderia ter pensado em algo romântico e feito o pedido mesmo assim! Essa com certeza não é a base de um relacionamento feliz.

Gostei muito de Rachel, apesar de sua inocência excessiva. Ela é mulher forte, que junto com sua sócia (e melhor amiga) Terri criou o Stromboli, um aconchegante bistrô que serve quitutes caseiros e comida mediterrânea. Terri está cansada de saber que Gary é um folgado, e que um anel de brilhantes da Tiffany com certeza não faria parte dos planos do namorado da amiga. Gostei muito dessa personagem.

“[…] mas o que havia de pouco realista em querer dividir a vida com um homem tranquilo e honesto?”

Outra personagem que merece destaque é Daisy, uma garota esperta e carinhosa, que cuida do pai com o maior carinho. Como perdeu a mãe muito cedo, Daisy teme que algo aconteça com seu pai, então faz de tudo para que ele seja feliz e tenha uma vida saudável. 

O livro é narrado em terceira pessoa, com o foco principal em Ethan, mas dando espaço aos outros personagens em determinados momentos. A narrativa de Melissa Hill é fluída e muito agradável, conclui a leitura em pouco tempo. Amor, amizade, confiança e luto são alguns dos temas abordados pela autora, com muita competência. O final é cheio de reviravoltas, e nas ultimas páginas descobrimos situações paralelas que mudam totalmente o rumo da história. 

Apesar de não ter sido o meu preferido, foi uma leitura agradável e consegui aceitar o final (que é bem clichê, mas pelo menos faz sentido. Recomendo a leitura, mas sem expectativas ou grandes pretensões. :)


Postado por




2
maio 2016

ARQUIVADO EM: Sorteios

miragem-em-chamas-sorteio-livroseblablablá

Quem ai quer sorteio? o/

O livro escolhido foi o Miragem em Chamas, do Lee Child. Sou fã do autor e o personagem Jack Reacher é um dos meus favoritos! Se você ainda não conhece o autor, essa é uma boa chance. Para saber mais sobre a história, é só conferir a resenha (em vídeo e por escrito), aqui no blog.

Para participar é bem simples, basta preencher a primeira entrada, que é LIVRE, e você já está participando. Se quiser mais chances, é só preencher as chances extras, que serão liberadas logo após a primeira entrada do formulário.


a Rafflecopter giveaway


Postado por




26
abr 2016

ARQUIVADO EM: Cinema & TV

O-caçador-e-a-rainha-de-gelo

No dia 21 de abril, estreou nos cinemas o filme O Caçador e a Rainha do Gelo, uma ótima aposta para quem adora as adaptações em Live Action de fábulas infantis (como eu :D). O longa é uma espécie de continuação do filme Branca de Neve e o Caçador, de 2012. É uma história que se passa antes e depois dos acontecimentos da primeira parte, por isso não se trata exatamente de uma “continuação”. E também não conta com a presença da Branca de Neve, vivida por Kristen Stewart inicialmente.

A lindíssima Charlize Theron e o igualmente belo Chris Hemsworth (*suspira*) retornam aos seus papéis – Rainha Má e Caçador, respectivamente – e se juntam a Jessica Chastain e Emily Blunt, dentre outros, para contar a história de um mundo tão gelado que vai dar vontade de jogar na raspadinha online só pra viajar e conhecer um lugar mais fresquinho do que este nosso, onde o outono é mais quente que o verão deles.

o-caçador-rainha-do-gelo-rainhas

A irmã da Rainha Má – Freya, a Rainha do Gelo – sofre uma grande traição e abandona seu reino, exilando-se no Palácio do Inverno. Com poderes exuberantes, ela organiza um exército onde a principal regra é manter-se com o coração frio, imune ao amor. Seus principais ajudantes Eric e Sarah, no entanto, acabam se apaixonando e sofrem as consequências da ira real.

o-caçador-e-a-rainha-do-gelo2

Utilizando-se do antigo Espelho Mágico, ela consegue se aliar à irmã Ravenna para que juntas, elas consigam subjugar a Terra Encantada aos seus caprichos e maldades, sendo mais uma vez combatidos por oponentes liderados pelo Caçador.

o-cacador-e-a-rainha-de-gelo

O estilo sombrio e amedrontador ainda é o mesmo, fazendo com que ele não seja indicado à crianças muito pequenas. Desta vez, o filme é dirigido por Cedric Nicolas-Troyan, já que no primeiro filme, o diretor Rupert Sanders envolveu-se com Kristen e o escândalo foi tão grande que levou ao seu desligamento da sequência do projeto, além de seu divórcio e separação do casal Crepúsculo.

O-Caçador-e-a-Rainha-do-Gelo1

Veja o trailer:

Vou assistir nesse final de semana, gostei muito do primeiro filme (me julguem), e tenho certeza que esse vai ser ainda melhor! Quem mais está ansioso? 😉


Postado por




19
abr 2016

ARQUIVADO EM: Literatura

a_garota_sem_passadoAutor: Michael Kardos
Editora: Arqueiro
Número de páginas:
304
Avaliação: 
4/5
Onde comprar: Amazon | Americanas | Saraiva | Submarino

Sinopse: Num domingo de setembro de 1991, Ramsey Miller deu uma festa em casa para os vizinhos. Depois, assassinou a esposa e a filha de 3 anos. Todo mundo na pacata cidade de Silver Bay conhece a história.

Só que todos estão errados. A menina escapou. Sob o nome falso de Melanie Denison, ela passou os últimos quinze anos escondida com os tios numa cidadezinha remota. Nunca pôde viajar, ir a uma festa na escola ou ter internet em casa, porque Ramsey jamais foi encontrado e poderia ir atrás dela a qualquer momento.

Mas, apesar das rígidas regras de segurança impostas pelos tios, Melanie se envolve com um jovem professor da escola local e engravida. Ela decide que seu filho não terá a mesma vida clandestina que ela e, para isso, volta a Silver Bay para fazer o que nem os investigadores locais, nem a polícia federal, nem o FBI conseguiram: encontrar seu pai antes que ele a encontre.

Eu amo esse gênero literário, não é novidade nenhuma. A trama desse livro me deixou bastante curiosa, e eu precisava saber o que realmente tinha acontecido com a família de Melanie. Como a sinopse é bem detalhada, vou direto às minhas considerações, ok?

O livro é narrado em terceira pessoa, e alterna entre os pontos de vista de Melanie, Ramsey e Allie (os pais de Melanie). No presente, vemos o que Melanie passa, sua vida restrita e cheia de limitações, e o quanto ela muda logo que descobre sua gravidez. De garota submissa ela se torna uma mulher, decidida a não deixar seu filho(a) passar pelos mesmos problemas. A alternância de pontos de vista (ora no presente, ora no passado), foi o triunfo da narrativa de Michael Kardos, pelo menos para mim. Através desse recurso foi possível acompanhar detalhadamente o que realmente aconteceu naquela fatídica noite, e a cada capitulo, mais a minha ansiedade e curiosidade aumentava. 

“Certas pessoas simplesmente não prestam, e você não pode deixar que elas atrapalhem a sua vida.”

Quando Melanie retorna a sua cidade natal, Silver Bay, ela conta com a ajuda de Arthur Goodale, um jornalista aposentado que possui um blog, onde conta sua frustração em não ter resolvido o caso Miller, que nada mais é que o caso da família de Melanie. Com a supervisão de Arthur, Melanie vai encontrando pistas e montando o quebra-cabeças que é a sua história. 

A narrativa é fluída e bem rápida, são trinta capítulos curtos que passam voando. Os personagem foram bem construídos, e Michael Kardos conseguiu me deixar bastante confusa com cada um, eu não conseguia ter certeza de nada e ao final fui surpreendida. Ramsey Miller é um homem complexo, teve uma infância e uma adolescência conturbada, e só conseguiu melhorar quando conheceu a mãe Melanie. Tudo o que achamos saber, não é nem 1/5 da verdade. 

A Garota sem passado é um thriller surpreendente, repleto de suspense e reviravoltas. O final é brilhante e deixou-me com o queixo caído. Recomendo muito! Só não leva nota máxima porque senti falta de uma determinada conclusão (seu eu disser, vai ser spoiler), mas isso não tira a beleza da trama. :)


Postado por







ilustrações design e desenvolvimento