04 out, 2010

Livro: O Símbolo Perdido

Sem categoria

Avaliação Juh: Nota 10

Editora: Sextante
Autor: Dan Brown 
Ano: 2009 
Edição: 1 
Numero de páginas: 512

Eu já li, O codigo da Vinci, Anjos e Demônios, Fortaleza Digital e Ponto de Impacto,  todos do mesmo autor, e apesar dos temas super polêmicos e de eu não acreditar em nada disso rs… os livros são otimos, bem escritos, envolventes e a narrativa é tão boa que me sinto aompanhando os protagonista. Maravilhoso. Dou nota 10 porque Dan Brown sabe escrever, e pesquisa muito para isso.

Resenha:
Em O Símbolo Perdido, Robert Langdon recebe um convite de seu grande amigo Peter Solomon para uma palestrar em Washington, no Capitólio dos Estados Unidos, porém ao chegar Robert percebe que caiu em uma grande armadilha, e que na verdade seu amigo Peter foi seqüestrado e corre grande perigo. O seqüestrador Mal’akh obriga Langdon a procurar um tesouro que segundo ele os maçons que fundaram a cidade de Washington esconderam, e pode dar super poderes a quem o encontrar. Então Robert Langdon com a ajuda da brilhante cientista Katherine Solomon, irmã de Peter, lutam contar o tempo para desvendar o mistério e salvar a vida de Peter. Mergulhando em fatos estranhos envolvendo pessoas inimagináveis.

Vale a pena ler, e acompanhar mais uma louca aventura de Robert Langdon (essa foi a minha preferida). Super recomendo!!

Beijos e até a próxima!

Juh

(Gente, comentem, as resenhas e as indicações são feitas com tanto carinho e super pensadas para alegrar e entreter vocês)
01 out, 2010

Especial de Sexta – Clássicos do Cinema :O Pássaro Azul

Sem categoria
Avaliação Déia : 10


O Pássaro Azul
(The Blue Bird, 1940)
• Direção: Walter Lang
• Gênero: Fantasia
• Origem: Estados Unidos
• Duração: 88 minutos
• Tipo: Longa-metragem

Como explicar um  clássico perfeito? Na minha classificação ele é nota 10 pois passa toda a inocência da infância, fala sobre caráter e amizade. Emocionante, comovente e é meu filme preferido de todos os tempos. Imbatível. Claro, que isso vindo de uma amante dos clássicos e filmes infantis. Mas mesmo que você não seja muito fã do gênero vai se encantar com esse longa metragem pois acima de tudo o filme é belissimo!

Sinopse:  O filme conta a história de Mytyl e Tyltyl, dois irmãos que são levados para uma encantadora viagem pelo passado, presente e futuro, em busca do Pássaro Azul da Felicidade. A garotinha do filme é interpretada pela belíssima Shirley Temple, em sua primeira atuação no cinema.

Abaixo, o trecho em que os protagonistas estão no céu e encontram crianças antes de descerem a terra para nascerem.




O filme começa em preto e branco e vai ganhando cores no decorrer da história. É muito interessante e gostoso de assistir. Dedico a indicação aos fãs de filmes antigos e “eternas crianças” como eu.
Bom final de semana!
Déia
30 set, 2010

Filme: Plano B

Sem categoria

Gênero: Comédia/ Romance
Duração: 90min
Direção: Alan Poul
Roteiro: Kate Angelo
Distribuidora:  Sony Pictures
Censura: 12 anos
Ano: 2010

Eu simplesmente amei esse filme, ri demais e me diverti muito, o filme é previsivel você assiste sabendo o final, mas olha mesmo assim vale a pena, comédia romântica super leve.  E tem a Jennifer Lopez, e eu amo assistir todos os filmes dela. O tema também atrai bastante. Super recomendado, esse eu creio que da pra assistir com o marido (sou um pouco suspeita porque meu marido como eu assiste de tudo, e no caso daqueles filme de ação onde 90min são explosões e 10 de tranquilidade quem gosta mais sou eu rs…).
Sem enrolação vamos a sinopse do filme.
Sinopse: Após inúmeros romances fracassados, Zoe (Jennifer Lopez) acredita que o “homem certo” provavelmente não vai chegar, e com o sonho de ser mãe ardendo em seu peito ela decide fazer uma inseminação artificial. O que ela não esperava era que no dia da consulta ela iria conhecer Stan, um homem maravilhoso com reais probabilidades de ser o “homem certo”. Começa ai as tentativas frustadas de mnanter apenas uma amizade e esconder os sinais da gravidez. Uma sucessão de erros (divertidissimos)se seguem, e ela envia “sinais confusos” para Stan. Quando Zoe revela, nervosamente, a razão do seu comportamento imprevisível, Stan diz que está disposto a aceitar a situação. Porém o rapaz  mal sabe  que o espera.

Vale super a pena, talvez pelo fato de ser um tanto clichê vocês não dêem nota 10, mas para uma tarde de bobeira eu indico 😉
Comentem tá?

Beijos e até a próxima!!

29 set, 2010

Livro: Comer, Rezar e Amar

Sem categoria

Editora: Objetiva

Autor: Elizabeth Gilbert
Tradutor: Fernanda Abreu

Ano: 2008 
Edição: 1
Numero de páginas: 400

Eu gostei muito desse livro, mas dei a nota 08 porque achei que ele tem bastantes clichês, o que de maneira nenhuma  desmerece o livro. As primeiras páginas do livro, confesso não me prenderam, juntei a loucura por devorar todos os livros e as criticas positivas e prossegui na leitura, e não me arrependi. A história é narrada pela  autora que no caso é a personagem. A linguagem é gostosa e depois que você pega o embalo o livro flui facilmente, e no final você se pega analisando a sua própria vida, e quais são os seus valores.
Indico pra quem ama de biografias e não-ficção, ou pra quem como eu, lê quase tudo que vem a mão.
Come, Rezar e amar conta a história de Elizabeth Gilbert enfrenta a famosa crise dos 30. Apesar de tudo o que uma mulher deseja, uma casa espaçosa, uma carreira de sucesso, um marido apaixonado e um projeto de filhos, Elizabeth entra em pânico, as consequências são um divórcio e uma depressão avassaladora. É nesse momento que em uma decisão radical ela  demiti-se do emprego, vende seus bens materiais e parte num periodo sabático de um ano, viajando sozinha para Itália, India e Indonésia. 
Na Roma ela busca o prazer, comendo como louca e ganhando os melhores 11kg da sua vida. (amei essa parte rs….porque né? Eu amo comer!) Na Índia com ajuda de um guru local ela descobre a arte da devoção. E em Bali, Gilbert exercita o equilibrio entre o prazer mundano e a transcedência divina.
Por fim esse livro mostra que devemos parar de viver conforme a sociedade, e assumir a responsabilidade pelo nosso proprio contentamento.
Como eu li em algum lugar (Desculpa não lembro mesmo onde nem de quem é a frase, se for sua me diga que com certeza vou dar os devidos créditos) “Eu comi o livro, rezei para saber o final e amei o que eu li”
Foi bem essa a sensação!
Vale lembrar que esse livro ganhou adaptação para o cinema, com a belissima e mega talentosa Julia Roberts no papel de Elizabeth Gilbert, e vai estrear na grande maioria dos cinemas nesta sexta-feira 01 de Outubro.
Claro que vou assistir e contar pra vocês a minha opinião assim que puder.
Aguardo comentários fofos tá?
Beijos e até a proxima!!

Juh

28 set, 2010

Filme: A Ultima música.

Sem categoria

Avaliação Juh: Nota 10

Gênero: Drama e Romance
Duração: 107 min.
Origem: Estados Unidos
Direção: Julie Anne Robinson
Roteiro: Nicholas Sparks e Jeff Van Wie
Distribuidora: Walt Disney Pictures
Censura: 10 anos
Ano: 2010

Eu tenho o hábito de não assistir o filme antes de ler o livro (quando o filme é uma adaptação de livro claro rs…) gosto de saber como é a história original, e conhecer todos os personagens e detalhes que em muitos casos não aparecem no filme. Mas nesse caso tive que ceder, marido tava doido para ver o filme, e eu ainda não tenho esse livro que é do Nicholas Spark, o mesmo do livro Querido John (tem resenha dele aqui lembra?). Esse autor é maravilhoso e os livros dele são todos de se emocinar bastante. (consequentemente os filmes são maravilhosos também). Então como sou uma boa esposa assistimos, E olha, eu chorei viu, chorei demais. E sem sombra de duvidas esta na minha imensa lista de filmes preferidos! 

Sinopse: Aos dezessete anos Ronnie Miller, é uma garota rebelde e distante devido da separação dos seus pais e da mudança do pai para Geórgia há três anos atrás. Anteriormente um prodígio em piano, sendo ensinada por seu pai, Steve, Ronnie agora rejeita o instrumento, preferindo sair com os amigos, não falando com seu pai desde que ele partira. Sua mãe decide que seria melhor para todos se ela passasse o verão em Wilmington com seu pai. Ele, um professor de piano, vive em uma vida calma na cidade litorânea e está criando um projeto de arte para a igreja local que foi devastada por um incêndio. Lá Ronnie decide ignorar o pai, e também o bonitão Will Blakelee. Steve tenta se reaproximar de Ronnie por meio da única coisa que eles têm em comum − a música − em uma história sobre família, amizade, segredos e salvação, e também sobre primeiros amores e segundas chances.

Preparem os lenços e o coração. O filme é emocionante e com certeza vai fazer chorar até o mais duro dos corações rs…
Filme lindo, atuações maravilhosas e músicas inspiradoras.

Assistam e deixem um comentário!!
Beijos e até a próxima.
Juh