mm1 mm2 mm3mm4 mm5 mm6 mm7


13
abr 2015

ARQUIVADO EM: Literatura

Reboot-livroseblablablaAutora: Amy Tintera
Editora: Galera
Número de páginas: 350
Avaliação:  5/5
Onde comprar: Submarino

Um perigoso vírus se espalhou e praticamente dizimou a população do Texas. A partir dai alguns humanos começaram a retornar da morte. Os Reboots são fortes, rápidos e implacáveis, e não, eles não são como os zumbis que estamos acostumados a ver, eles são praticamente iguais a nós. Quanto mais tempo eles demoram para retornar a vida, menos traços de humanidade são conservados. Wren Connolly demorou impressionantes 178 minutos para reinicializar.

A garota hoje tem 17 anos, mas já é uma Reboot há cinco. Wren é a mais forte e temida de todos e trabalha para a CRAH, a Corporação de Repovoamento e Avanço Humano, desde sua reinicialização. Sua infância foi bastante turbulenta e Wren considera a morte como um alivio ao sofrimento que sempre viveu, sendo assim ela adora o seu trabalho e o executa com maestria. Não importa se ela precisa matar alguns rebeldes durante suas missões, a ordem precisa ser mantida. Ela simplesmente não se incomoda em receber ordens, ela se sente grata por ter abrigo e comida e vive bem assim.

Além de sair em missões em busca de humanos e Reboots rebeldes, Wren treina os novos Reboots. Seus incríveis 178 minutos fazem com que ela tenha privilégios, e possa escolher quais reboots ela quer treinar. Wren sempre escolhe os melhores, aqueles que ficaram mais tempo mortos. No entanto, quando Callum Reyes, um mero 22, chega com a nova leva de reboots, Wren fica intrigada, o jovem sorri demais e está sempre olhando para ela, além disso ele tem seu lado humano bastante presente e com certeza seria um fracasso nas missões. Sem saber explicar o motivo, Wren decide treinar Callum.

A partir de então a vida da temida 178 começa a mudar, Callum está cheio de dúvidas e questionamentos sobre a CRAH, e a convivência com ele acaba fazendo com que Wren também queira entender como as coisas realmente funcionam.

Reboot foi uma agradável surpresa. Com uma premissa bastante original, essa distopia conseguiu me prender totalmente e – em minha opinião – garantiu cinco merecidas estrelas.

A narrativa em primeira pessoa nos aproxima totalmente de Wren, ainda que ela pareça não ter emoções eu consegui me conectar a ela de imediato. Ela é forte, durona, decidida e implacável. A 178 é sempre a primeira opção da CRAH quando se trata de uma missão mais complexa, ela nunca falhou, e aqueles que são treinados por ela também não.

A vida de Wren não foi nada fácil, então é compreensível que ela se sinta feliz em ter um abrigo e comida. Em contrapartida temos Callum, que teve uma boa vida, e ainda não conseguiu se adaptar a “nova vida”, ele ainda se sente humano, ele ainda tem as mesmas emoções – o personagem é alma do livro, depois dele tudo começa a se transformar.

Amy Tintera tem uma narrativa rápida e fluída, a ação é constante e todos os personagens são bem construídos, de tal forma que eu fiquei ansiosa para conhecer mais sobre todos eles. Wren e Callum se completam, o relacionamento dos dois é construído de maneira progressiva, nada forçado. A autora soube conduzir a trama de maneira que nossos olhos fossem abertos juntamente com os de Wren, gostei da importância que Amy Tintera deu à parte política da história. Os cenários também foram bem descritos, eu pude facilmente visualizar a cidade.

O final é emocionante, e deixa uma boa abertura para o segundo livro – Rebel -, ainda sem data de lançamento no Brasil. Espero de coração não me decepcionar com a sequência, pois Amy Tintera tem uma história sensacional em mãos. Os direitos de adaptação já foram vendidos para a 21th Century Fox e já posso imaginar o grande sucesso que o filme será. Se você gosta do gênero, Reboot é uma leitura obrigatória. Super-recomendo!!

 E para quem gosta, também tem resenha em vídeo. \o/

Se gostou, não esqueça de clicar em gostei e se inscrever no canal. =)




Deixe um comentário

14 Comentários em "Reboot – Amy Tintera"

Notify of
avatar
Sort by:   newest | oldest | most voted
Jessica Garcia
Visitante

Olá!
Reboot, apesar de tudo, tem uma premissa bem original e que me agradou bastante.
Pelo que entendi, esses mortos-vivos são como os Partials (de Partials),e já que esse foi um livro que eu super gostei, imagino que eu super vá gostar deste também. Gostei também da forma a qual foi introduzida o romance nessa história. Nem tão original, mas também nada clichê.
Adorei a resenha! Beijos,
http://www.entreleitores.com/

Thaysa Garbosa
Visitante

Eu sou fissurada por distopias, mundos apocalípticos e etc hahahaha
Só leio elogios sobre esse livro! Estou muito empolgada com ele, preciso ler e ver esse novo mundo com meus próprios olhos hahaha

Beijos ;*
Proseando com uma BibliophileFacebook

Anna Canedo
Visitante

Vi sobre Reboot quando o livro foi lançado , mas fiquei com um pé atrás pensando que seria “mais uma distopia”. Apesar de amar esse gênero , estou um pouco cansada dele , então inicialmente Reboot não me chamou muita atenção. Mas os comentários que tenho ouvido sobre ele , estão desconstruindo essa imagem e cada vez mais tenho ficado com vontade de lê-lo . Sua resenha esta ótima e adorei o fato de ter ela escrita e em video , ah! E ela também me deixou com mais vontade de ler o livro hahaha

Beijos , Anna

http://www.amigadaleitora.com/

Fernanda K Moura
Visitante

Oi Juh! Que linda a sua estante no fundo!! 😀
Gente, você é uma leitora super rápida!!
Adorei a resenha, fiquei com vontade de ler essa distopia!

Beijos,
Fernanda
http://www.oprazerdaliteratura.com.br

Dreeh Leal
Visitante

Sempre que eu vejo uma distopia tendo os direitos vendidos eu pulo de alegria!
Achei a premissa do livro interessante desde o primeiro momento, e só tenho encontrado resenhas positivas, logo… minhas expectativas estão lá em cima!
Espero que a continuação seja lançada logo. Essa espera é de acabar com os nervos.

Beijinhos ;*
Andressa – Mais que Livros

Gabby Soares
Visitante

Hey, tudo bem?

Nossa, cada vez fico mais e mais doida para ler esse livro. Eu sou uma fã do gênero e é bom saber que em Reboot têm-se uma inovação, e melhor ainda o fato de ter uma maior importância para a parte política. Tenho que ler mesmo.

Beijos,
Dois Dedos de Prosa

Camila Libanori
Visitante

Adoro distopias e a sua resenha despertou meu interesse em ler a obra. Pelo que pude perceber o Callum vai transformar de alguma maneira e tão durona Wren.
Beijos
Porão da Liesel

Matheus Araújo
Visitante

O livro me pareceu interessante, mas minha lista já está bem grande, vou demorar um pouco para chegar nele. Bom trabalho

tamires bourbon
Visitante

Ju adorei seu vídeo. Eu já tinha ouvido falar sobre esse livro e estou louca pra ler..kkk
Parabéns pelo blog.. tá lindo.
Dúvida nada haver..kkk… qual o teu editor de vídeo???
Beijos

Carol Koplin
Visitante

Nossa, eu estou LOUCA por esse livro! Todo mundo falando super bem dele! E que notícia maravilhosa saber que teremos o filme dele. Amo distopia e essa história promete!

Beijinhos!
http://www.citacaonumclick.com.br

Kim P. Santiago
Visitante

Caramba! a minha única reação ao ler essa sinopse.
😮
kkkkkkkkkkkk… adoro livro desse tipo e adooroooo resenhas como a sua que não precisa dar Spoilers… Muito obrigado! Adorei…

http://www.sonhosemtinta.com.br

Giulia Ladislau
Visitante

Ganhei esse livro e tô bem animada pelo tanto que o pessoal está falando bem dele. Já me vejo desesperada pela continuação depois dessa leitura boa. E não sabia que os direitos já tinham sido vendidos, agora é ler e torcer pra não fazerem caquinha na adaptação.
Beijinhos!
Giulia – http://www.prazermechamolivro.com

Allenylson
Visitante

Olá! O livro parece ser ótimo mesmo, já tinha lido algo dele, entrou para minha lista. Essa coisa de reboots me chamou muita atenção. Beijos!

Tatiane
Visitante

Ainda não tinha ouvido falar desse livro, mas com certeza vai entrar pra minha lista já que eu amo distopias. Suas resenhas são muito boas, dá mais vontade ainda de ler os livros, parabéns!!!

http://www.blogreinoliterario.blogspot.com.br

wpDiscuz

ilustrações design e desenvolvimento