Posts arquivados em Tag: Editora Arqueiro

17 set, 2011

Lançamento da Arqueiro: A maldição do Tigre

Sem categoria
A Editora Arqueiro adquiriu os direitos da série A maldição do Tigre da escritora Coleen Houck. A série é composta por quatro livros: Tiger’s Curse (A maldição do Tigre), Tiger’s Quest, Tiger’s Voyage e Tiger’s Destiny. O terceiro livro ( Tiger’s Voyage) tem previsão de lançamento para novembro de 2011 nos EUA.

Sinopse do site Sobre Livros: A última coisa que a adolescente Kelsey Hales pensou que iria fazer durante o verão era conhecer Ren, um tigre branco misterioso e príncipe indiano amaldiçoado! Quando ela descobre que consegue quebrar a maldição do tigre sozinha, a vida de Kelsey vira de cabeça para baixo. A dupla improvável sai em uma jornada através do mundo para juntar os pedaços de uma profecia indiana, encontrar uma forma de libertar o homem preso em um feitiço de uma centena de anos e descobrir o caminho para seu verdadeiro destino.         

No Brasil, a previsão de lançamento da Arqueiro é para 31/10. Abaixo as capas originais da série: 

03 ago, 2011

Quando ela se foi – Harlan Coben

Myron Bolitar #9
Editora: Arqueiro
Autor: Harlan Coben

Número de páginas: 250

Avaliação: 4/5
 
Myron Bolitar é um bem sucedido agente de atletas e celebridades. Tem um namoro tranquilo com Ali, uma viúva jovem e com um filho.
No meio da noite ele recebe um telefonema “Venha para Paris”. Quem lhe telefona é Terese Collins uma amiga do passado, com quem ele não tinha contato há muitos anos. Ela simplesmente havia desaparecido.

De início ele decide não responder o chamado de Terese, afinal de contas apesar de terem ido um envolvimento ele agora é comprometido. Mas sua voz desesperada e o fato de ela ter ajudado a salvar seu filho anos atrás o fazem mudar de ideia.

Chegando em Paris, Myron descobre o motivo do chamado de Terese, seu ex-marido Rick Collins esta desaparecido. É importante que o encontrem, pois ele tinha algo importante para contar a Terese. Pouco tempo depois Myron descobre que Rick foi assassinado, e a principal suspeita é Terese. Porém o mais perturbador é que na cena do crime foi encontrado além do sangue de Rick, o sangue de outra pessoa. Os exames de DNA levam a crer que se trata do sangue da filha do casal, mas a única filha de Terese e Rick foi morta há dez anos em um acidente automobilístico.

Intrigado, Myron começa uma busca por respostas. Ele conta com a ajuda de Win, um milionário bom de briga e fiel amigo desde os tempos da faculdade. Uma grande perseguição começa autoridades importantes também estão interessadas no assassinato de Rick Collins. Myron vai ter que lidar com armadilhas, e muito perigo numa busca desenfreada pela verdade.

“- Você esta disposto a ir tão longe assim Bolitar?
– Até onde for preciso.”

Eu adoro livros de investigação, se ele tiver uma trama que envolva política, conflitos religiosos e etc. com certeza ficarei interessada. Quando ela se foi tem exatamente isso. A leitura flui de forma rápida, me vi totalmente envolvida na investigação, querendo juntar as peças do quebra-cabeça.

A história é repleta de sarcasmo e ironia, narrada em primeira pessoa por Myron. Apesar de toda a tensão eu não pude evitar sorrir em vários momentos. Myron é um personagem interessante, ao mesmo em que é doce e cavalheiro, seu extinto de sobrevivência o faz não ter medo de utilizar uma arma e liquidar um inimigo. Ainda assim ele é muito bem humorado.

Os personagens são cuidadosamente elaborados, Terese é uma mulher intensa, mas movida pela emoção. Win tem um papel muito importante (achei muito bonita a amizade que o une a Myron), extremamente rico tem a maioria das pessoas aos seus pés.

As reviravoltas são constantes, quando eu pensava que poderia ser uma coisa, constatava outra totalmente diferente. Mal consegui desgrudar os olhos do livro, e o final foi muito satisfatório. Confesso que apesar de admirar a simplicidade e beleza da capa, não tinha muitas expectativas quanto a leitura, estava até mesmo receosa. Que bom que fui surpreendida com uma história envolvente e original.

Senti falta apenas de uma explicação maior sobre quando Myron precisou da ajuda de Terese, essa situação foi citada em vários momentos, mas não sei o que realmente ocorreu para que ele precisasse dessa ajuda. Harlan Coben tem uma escrita gostosa e fácil, sabe como prender o leitor e evitar que este fique confuso ou entediado. Fico feliz de estar numa maré de ótimos livros, este é mais um que eu super recomendo!

Quando ela se foi é a primeira história de Myron Bolitar publicada pela Editora Arqueiro, como me simpatizei demais com o personagem estou ansiosa pelas próximas publicações.

Livros com o personagem Myron Bolitar:

1) Quebra de Confiança (Deal breaker)
2) Jogada mortal (Drop shot) 
3) Sem deixar rastros (Fade away)
4) O preço da vitória (Back spin)
5) One false move
6) The final detail
7) Darkest fear
8) A promessa (Promise me) lançando pela ARX (Se alguém tiver esse livro e quiser vender ME AVISE!)
9) Quando ela se foi (Long lost)
10) Alta tensão (Live wire)
28 jun, 2011

Lançamentos de Julho – Editora Arqueiro

Sem categoria
Oi gente!!
Tudo bem com vocês? Congeladinhos ai também? Aqui eu já virei picolé rs…
Hoje trago para vocês os lançamentos de Julho da Editora Arqueiro. São gêneros que eu gosto muito, Policial/ Thriller. Fico tão envolvida!
Bora conferir?

Quando ela se foi
Harlan Coben

Um dos autores mais premiados e lidos no mundo, Harlan Coben traz uma nova história com o carismático Myron Bolitar em uma busca frenética por três continentes.
Dez anos atrás, Myron Bolitar e Terese Collins fugiram juntos para uma ilha. Durante três semanas, eles se entregaram um ao outro sem pensar no amanhã.
Depois disso, os dois se reencontraram apenas uma vez, quando Terese ajudou Myron a salvar seu filho e então foi embora, sem deixar vestígios. Agora, no meio da madrugada, ela telefona:“Venha para Paris.”
Terese pede a ajuda de Myron para localizar o ex-marido, Rick Collins, que telefonara depois de anos implorando que ela o encontrasse na capital francesa. Eles logo descobrem que Rick foi assassinado e que Terese é a principal suspeita.
Porém algo ainda mais atordoante é revelado: perto do corpo havia longos fios de cabelo louros e uma mancha de sangue que o exame de DNA revelou pertencer à filha do casal. Só que sua única filha morrera em um acidente de carro muitos anos antes.
Logo Myron se vê perseguido nas ruas de Paris e de Londres. As agências de segurança de quatro países parecem querer as mesmas informações de que ele precisa para desvendar a morte de Rick e o destino da filha que Terese pensava ter perdido para sempre.
Em uma busca desesperada, Harlan Coben cria um mundo de armadilhas imprevisíveis em que conflitos religiosos, política internacional e pesquisas genéticas se mesclam a amizade, perdão e a chance de um novo começo.

Eu sei o que você está pensando
John Verdon

Uma carta perturbadora chega via correio com uma simples declaração ao final: “Veja como conheço seus segredos – apenas pense em um número.” Errará quem pensar que uma carta dessas chega a seu destino final apenas por obra do acaso. Para o detetive aposentado da polícia de homicídios da cidade de Nova York, Dave Gurney, que está formando uma nova vida ao lado de sua esposa Madeleine, as cartas começam a deixar de ser estranhas para se tornarem um complicado quebra-cabeça que levará a uma enorme investigação sobre assassinatos em série. Trazido para o caso como consultor, Gurney em pouco tempo percebe pistas que a polícia local deixou passar. Ainda assim, diante de um oponente que parece ter o dom da clarividência, Gurney vê seus esforços irem em vão, seu casamento rumando a um precipício e, finalmente, um medo incontrolável de que seu adversário não pode ser parado.

Identidade roubada
Chevy Steven

Annie O’Sullivan levava uma vida pacata. Aos 32 anos, a corretora de imóveis de Clayton Falls, no Canadá, tinha um emprego estável, um namorado atencioso e uma bela casa com um cachorro no quintal.
No entanto, uma grande surpresa a aguardava. Annie iria conhecer o homem que mudaria sua vida. Depois de passar o domingo num plantão de vendas de um imóvel, ela se preparava para ir embora quando o viu se aproximar. Sorridente, com olhos azuis, parecia o cliente ideal: simpático e disposto a fechar negócio.
Mas por trás do sorriso amigável se escondia um psicopata. Após dominar Annie, o homem a levou para um chalé isolado nas montanhas, onde a manteve prisioneira durante um ano. No cativeiro, ela era obrigada a cumprir uma rotina doentia, como dormir ao lado de seu algoz, ir ao banheiro em horários rigidamente determinados e usar sempre o mesmo tipo de vestido.
Depois de fugir do chalé, Annie luta para voltar a ser uma pessoa normal. Porém o trauma a impede de se reaproximar dos amigos e faz com que desenvolva comportamentos compulsivos, como vistoriar obsessivamente as portas e janelas de casa e só conseguir dormir dentro do closet.
Na jornada para superar seus medos, Annie irá contar com a ajuda de uma terapeuta. Ao longo das sessões, a analista se torna a única pessoa a quem a corretora pode confiar sua terrível experiência. Aos poucos, ela revive os traumas sofridos naquele ano que teria preferido apagar da memória, uma viagem que a leva a encarar seus fantasmas mais assustadores. 

Com certeza vou ler os três!
E vocês, gostaram de algum?
Não deixem de comentar com o a opinião de vocês 😉
beijos
24 jun, 2011

Ladrões de Elite – Ally Carter

Sem categoria
Editora: Arqueiro

Autor: Ally Carter
Número de páginas: 231
Katarina Bishop não tem uma família comum, desde o cinco anos de idade pratica golpes e roubos com seu pai pelo mundo. E eles são os melhores. Toda sua família é composta de ladrões, mas não dos comuns. São ladrões de elite, acostumados a roubar valiosas obras de arte pelo mundo todo
Cansada desta vida Kat arma um golpe, sozinha. Assim consegue entrar no melhor colégio interno dos Estados Unidos. Mas sua paz não dura muito tempo, ela é expulsa do colégio acusada de vandalizar o belo carro do diretor. 
O verdadeiro culpado deste “incidente” é seu amigo (milionário) Hale, ele precisava resgatá-la do colégio. Mas o motivo é bem convincente. O pai de Kat esta sendo acusado de roubar cinco valiosos quadros de Arturo Taccone, um perigoso mafioso. E não importa o quanto seu pai negue o envolvimento Taccone esta disposto a acertar as contas de maneira nada amigável.
Sendo assim Kat não vê outra alternativa a não ser descobrir onde se encontra e recuperar ela mesma os valiosos quadros para devolver a Taccone e salvar a vida do pai. Porém Arturo Taccone não esta para brincadeiras, e dá a Kate um prazo apertado, de apenas duas semanas.
Sozinha Kat não terá resultado nenhum, então ela consegue a ajuda de alguns jovens ladrões, sua prima Gabrielle, os irmãos Bagshaw, o nerd Simon e claro Hale, que deixa claro que faria tudo por ela. Porém eles percebem que a equipe ainda esta pequena, é ai que entra Nick, um batedor de carteiras com um passado desconhecido.
Com a equipe pronta eles começam a bolar o maior golpe já visto na família, em meio as pesquisas eles descobrem que os quadros roubados tem um valor bem maior do que eles imaginavam. E Kat tem a oportunidade de provar que nunca quis realmente abandonar a família.

Eu simplesmente adorei este livro, fugiu da trama sobrenatural, fugiu da mocinha indefesa e completamente apaixonada e nos presenteou com Katarina uma das melhores protagonistas dos últimos tempos (na minha opinião que fique claro). Eu adoro filmes de roubos como: Onze homens e um segredo Thomas Crown – A Arte do Crime. Acho brilhante o plano, a estratégia e a execução. Ladrões de Elite tem tudo isso, e o mais interessante, os delinquentes são adolescentes acima de qualquer suspeita.

“A montagem de uma equipe é um acontecimento monumental na vida de um jovem ladrão. São reuniões, telefonemas, discussões e às vezes, até um bolo para comemorar. Famílias normais têm formaturas, famílias de ladrões têm isso”.

Kat é extremamente esperta, também pudera ela pratica esses crimes desde que era uma criancinha. Ela não teme a quase nada, e quando teme sabe disfarçar. Não usa de sua feminilidade para conseguir as coisas, na verdade em alguns momentos ela costuma esquecer que é uma garota. Mesmo assim, sem ao menos perceber ela consegue conquistar  a afeição de Hale, um garoto sedutor, incrivelmente rico e sarcástico. 

” – E eu não escolhi esta vida, Kat. Eu escolhi você.”

Todos os integrantes da equipe são ótimos! Adorei o jeitão atrapalhado de Simon, as habilidades e bom humor dos irmãos Bagshaw e a extrema beleza e inteligência de Gabrielle. Porém Nick é de longe o mais enigmático, principalmente quando ele começa a demonstrar um certo interesse em Kat, deixando Hale nada feliz.
A trama se desenrola rapidamente, e eles vivem com o passaporte em mãos. Inglaterra, Itália, Estados Unidos e Áustria são alguns dos lugares que eles percorrem nestas duas semanas. 
A leitura flui super bem, a narrativa é em terceira pessoa, o que neste caso é muito bom, pois acompanhamos a perspectiva de todos os envolvidos. Ally Carter nos prende do início ao fim. A diagramação da Editora Arqueiro esta impecável. Não senti necessidade de reler trecho nenhum por falta de pontuação, a compreensão foi natural. Em cada capítulo, temos uma página indicando o lugar em que eles estão e uma contagem regressiva para o fim do prazo. Fora a capa que eu adorei! O reflexo de uma pintura no óculos da modelo ficou sensacional, simples e de acordo.
Me empolguei muito, curti demais a leitura e quando terminou eu queria mais. O final é satisfatório, e fica apenas uma ponta solta para o segundo livro Uncommon Criminals” que foi lançado no  21 de junho nos EUA, e até onde eu sei não tem previsão de lançamento no Brasil (#chora).
Indico sem sombra de dúvidas para todas as idades!


E ai, se interessaram? E quem já leu, gostou?
Não deixem de comentar, quem sabe rola uma promoção 😉
beijocas enormes  
28 maio, 2011

Lago dos Sonhos – Kim Edwards

Sem categoria
Editora: Arqueiro
Autor: Kim Edwards
Número de páginas: 329
“Às vezes o passado esconde segredos capazes de transformar nossas vidas.”
Lucy Jarett tem 27 anos e um espírito aventureiro, já morou e trabalhou em vários países, e no momento reside no Japão, com seu namorado Yoshi. Os últimos dias têm sido complicados, Lucy esta desempregada, e passa o dia sozinha perambulando pela casa.
Quando Lucy recebe de seu irmão Blake a noticia de que sua mãe sofreu um acidente (nada grave), ela acaba decidindo viajar para os EUA, para visitar sua mãe em Lago dos Sonhos, sua cidade natal.
Chegando lá, os fantasmas do passado assombram Lucy com força ainda maior. Ela se sente culpada por ter recusado pescar com seu pai há dez anos. Foi exatamente nesta noite que ele saiu sozinho para pescar e morreu afogado.
É neste clima de dor e saudade que Lucy encontra no sótão da casa de sua mãe um baú repleto de papeis que se referem a Rose, uma parente da qual sua família nunca ouviu falar. Além dos papeis, ela encontra neste baú um tecido lindo com um maravilhoso bordado, o mesmo dos vitrais que estão na casa de Keegan Fall, seu amor na adolescência.
É ai que Lucy parte em busca de respostas, e entre essas descobertas, estão coisas podem mudar sua vida.

“Independente de quem tivesse sido e do que tivesse feito, sua história fazia parte de um todo e talvez pudesse esclarecer algumas coisas sobre a minha própria.” Página 168

Este livro é lindo, eu já conhecia a escrita de Kim Edwards pelo livro O guardião de Memórias, (que é maravilhoso e me fez chorar litros) então eu já sabia do estilo. O livro é bem descritivo e tem uma narrativa um tanto arrastada. O ritmo não é frenético, a autora faz questão de que tenhamos a noção exata do lugar e do sentimento da personagem.
A narrativa é em primeira pessoa e no presente, a sensação é de que Lucy vai contando a história conforme ela vai acontecendo. Eu gosto muito disso.
Gostei de Lucy, ela é cheia de conflitos e fantasmas do passado, mas é tão forte e decidida. Sua mãe, seu irmão e Yoshi são super queridos. Mas quem realmente rouba a cena e nos prende ao livro é Rose e sua filha Íris. As cartas de Rose que Lucy encontra são a parte emotiva da história.
Eu gostei muito, curti a leitura de verdade. Mas não indico para todos, se você não gosta de um livro mais sensível e adulto, aonde as coisas vão acontecendo lentamente, pode ser que se decepcione. Existem coisas que acontecem, mas a autora não aprofunda, em contrapartida coisas que talvez fossem desnecessárias ela se fixa e descreve em detalhes. O ritmo lento pode se tornar cansativo para os impacientes rs…
A capa é lindíssima, e a diagramação e revisão muito boas. A Editora Arqueiro caprichou na edição (eu colocaria apenas folhas amarelas no lugar das branquinhas). Espero poder ler outros livros de Kim Edwards caso sejam lançados.


E vocês, já leram? Pretendem ler?
Comentem bastante, quem sabe não rola uma promoção e vocês podem tirar as próprias conclusões sobre o livro 😉
beijoos

Ps: Essa resenha era para ter saido cedo mas o blogger me trollou ¬¬. Fora que não aparecem os seguidores né…

PARA SEGUIR O LIVROS E BLABLABLÁ CLIQUE AQUI