mm1 mm2 mm3mm4 mm5 mm6 mm7


7
fev 2017

ARQUIVADO EM: Literatura

Autora: Bianca Briones

Editora: Gutenberg

Número de Páginas: 208

Avaliação: 5/5

Onde Comprar: Amazon | Americanas | Saraiva | Submarino

Sinopse: Eva nasceu com o dom de passar todos os seus sentimentos para o papel, e com isso conquistou milhares de leitores pelo mundo. Agora, ela precisa escrever o último livro da sua série de fantasia, mas está com bloqueio criativo há um ano e não sabe o que fazer. Enquanto tenta se reconectar a seus personagens, a vida coloca em seu caminho um homem idêntico a um dos seus protagonistas. O problema é que o desconhecido surge sem nenhuma lembrança de quem ele é. Enzo está muito confuso. A princípio, ele duvida da conversa maluca de Eva. Mas mesmo com dificuldade em acreditar, ele não pode negar que se sente extremamente ligado a ela. Envolvidos por esse curioso e estranho mistério, Eva e Enzo estão prestes a descobrir que, às vezes, para que duas pessoas se encontrem, mundos inteiros são capazes de colidir.

Sempre fui fã da escrita da Bianca, e quando ela anunciou o lançamento de Como se fosse magia, na Bienal Internacional do Livro de São Paulo em 2016, eu não poderia perder.

O livro vai contar a história de Eva, uma premiada escritora que esta passando por uma fase de bloqueio criativo, justamente quando precisa entregar o último livro de sua série de fantasia.

Eva, que sempre foi conhecida pela sensibilidade e o dom para emprestar seu sentimento às histórias, conta com o precioso apoio do amigo Thiago para conseguir se livrar de vez dessa barreira que a impede de terminar sua série.

“Ás vezes, tudo o que uma escritora quer é poder se esquecer de todas as suas histórias e mergulhar no universo criado por outro alguém.” (Página 15)

Acontece que o destino colocará em seu caminho, um rapaz que aparentemente é o personagem principal da história de seu livro. Desnorteada e incrédula, a escritora fará de tudo para provar que seu Enzo realmente existe.

“- Acho que conheço você, mas não daqui.

– De onde? – Ele franze a testa e estreita os olhos, mais Enzo impossível.

Sei que o que vou dizer pode mudar tudo outra vez, mas, por mais insano que seja, ele precisa saber. Então, fecho os olhos, temerosa e digo:

– Dos meus livros (Página 43)

Bianca é realmente surpreendente, e sua estreia no mundo dos chick-lits foi um verdadeiro show, pois seu livro contém os ingredientes perfeitos para narrar uma boa história.

Sem contar com a presença constante de Thiago. Um personagem incrível, o melhor amigo que qualquer pessoa poderia ter, seu jeito todo especial faz com que os devaneios de Eva tornem-se lúdicos e leves. Ele é simplesmente maravilhoso!

“Você vai além das palavras. Você tem um dom. É como se fosse magia. E nem todo mundo está preparado para ser preenchido com uma boa dose de magia.” (Página 51)

Romântico e divertido, Como se fosse magia parece ser verdadeiramente mágico. Um livro cativante que vai além da história de amor. Recomendo, sem dúvida alguma!

“Não sei que força é essa que nos liga. Acho que ás vezes, para que duas pessoas se encontrem, mundos inteiros são capazes de colidir.” (Página 204)

 



22
jul 2015

ARQUIVADO EM: Cinema & TV Literatura

Foi divulgado o primeiro pôster de “Maze Runner – A Prova de Fogo”, continuação de “Maze Runner – Correr ou Morrer”. Eu gostei MUITO do primeiro filme, inclusive tem resenha da Carol AQUI, e estou bem ansiosa para saber um pouco mais sobre a continuação. Ainda não li à trilogia, mas pretendo fazê-lo em breve. O lançamento está previsto para 17 de setembro de 2015. \o/

MazeRunner

 

A Editora Gutenberg revelou a capa finalizada do livro Um Ano Inesquecível, uma coletânea de contos das autoras Paula Pimenta, Babi Dewet, Bruna Vieira e Thalita Rebouças. A capa está TÃO linda e delicada. Amei a escolha das cores e imagens. Mal posso esperar para ter o livro em mãos. <3

umanoinesquecivel

Sinopse: Dizem por aí que os melhores momentos da vida são vividos na adolescência. Os primeiros amores, os encontros, as festas, as viagens, as surpresas… E são sempre os instantes inesperados que transformam um dia comum em uma lembrança especial, daquelas que nunca deixarão de nos acompanhar. Este é um livro sobre esses momentos doces e sensíveis que não se apagam da memória tão facilmente. Quatro contos, em quatro estações do ano, sobre jovens que passam por vivências e sentimentos intensos. Paula Pimenta nos leva em uma viagem de inverno. Babi Dewet conta como um outono pode mudar tudo. Bruna Vieira mostra a paixão brotando com a primavera. E Thalita Rebouças narra um intenso amor de verão. Histórias de um ano inesquecível que vão ficar para sempre!

Saiu o trailer de “Goosebumps – Monstros e Arrepios”, baseado na obra de R. L. Stine (Editora Fundamento). Os livros são infanto juvenis, e as histórias bem bacanas. Amei o trailer e já estou ansiosa para conferir. A estreia está prevista para outubro de 2015. \o/

E para finalizar, o novo livro da Carina Rissi já tem nome: Destinados – as memórias secretas do Sr. Clarke. Esse é o terceiro livro da série Perdida, uma das minhas séries preferidas ever, e estou dando pulinhos de alegria aqui! E o melhor de tudo é que ainda outros livros livros virão, com outros personagens da saga como protagonistas. <3

carina-rissi



16
maio 2013

ARQUIVADO EM: Sem categoria
Oi, gente, tudo bem? Eu, pessoalmente, adorei as novidades de hoje, e vocês? Comentem e opinem!

Gutenberg

Ah, Paula, como não lembrar o quanto me identifiquei com seus primeiros livros? Infelizmente, estou sendo uma leitora ingrata, e ainda não li essa série atual. Porém, a capa do segundo livro, divulgada essa semana, está fofa como sempre e me impulsionando a dar uma passadinha na livraria mais próxima.
Minha vida fora de série 2 – Paula Pimenta

Suma de Letras

Sabe quando você se apaixona por uma capa, e mesmo não fazendo ideia do que se trata o livro, só tem certeza de que mesmo que o assunto seja colheres douradas tu comprará o dito cujo? Estou passando por isso agora. Achei as histórias clichês, mas as capas são muito delicadas.

@mor; Emmi e Leo – Daniel Glattauner

Sinopse: Emmi & Leo: a sétima onda é a sequência dessa história tão intrigante quanto inusitada e que surgiu por erro de endereçamento no envio de um email. Na atual etapa, Leo Leike retorna de Boston após uma longa ausência, e é recebido por uma caixa de emails lotada de notícias de Emmi Rothner. O sentimento dos dois não mudou, e eles reiniciam a troca de mensagens. Só que agora Leo está namorando a americana Pamela, e Emmi continua casada. A orgulhosa Emmi e o tímido Leo nunca estiveram tão próximos, e ao mesmo tempo tão distantes.

Intrínseca

EU SABIA! O último livro dos Irmãos Kanes deixou um easter egg de que haveria uma união entre deuses egípcios e gregos. Não preciso nem falar o quanto estou ansiosa para ter essa preciosidade nas mãos. O e-book já está sendo vendido em diversas lojas online. #rickgenio
O Filho de Sobek – Rick Riordan

Sinopse: Percy Jackson encontra Carter Kane em mais uma eletrizante aventura do autor best-seller Rick Riordan. Ao investigar os ataques de um crocodilo imenso contra pégasos em Long Island, o grande herói do Olimpo conhece o líder da casa do Brooklyn, que também está no rastro da fera. Os dois se juntam para combater o terrível filho de Sobek, mas as dúvidas são muitas: por que há um monstro egípcio atacando mitos gregos? Será que a união de forças dos dois heróis será suficiente para derrotar a fera? E a mais importante: quem estaria por trás desse terrível evento?

Pessoal, por hoje é só.
Beijos.



27
ago 2012

ARQUIVADO EM: Sorteios
ENCERRADA
Vocês sabem que eu amo os livros da Paula Pimenta, Fazendo meu Filme é uma das minhas séries queridinhas! Sendo assim, nada mais justo do que sortear para vocês, em parceria com a Editora Gutenberg o novo livro da autora – Apaixonada por Palavras. O livro é repleto de crônicas e parece ser ótimo. 


 REGRAS OBRIGATÓRIAS

1) Seguir @JuhSutti e @gutenberg_ed no twitter; 
2) Morar ou ter endereço de entrega no Brasil;
3) Twittar a seguinte frase, quantas vezes quiser (cuidado para não fazer spam e ser desclassificado):
 
Eu sou APAIXONADA POR PALAVRAS e quero o novo livro da @paulapimenta que a @JuhSutti e a @gutenberg_ed vão sortear! http://kingo.to/1aNg 😉
 
 OBSERVAÇÕES
– É proibida a participação com mais de um perfil ou com perfil apenas de promoção.
– O sorteio será feito pelo Sorteie-me;
– A promoção é válida até dia 08/09/12 e o resultado sai no dia seguinte
– O prêmio será enviado pela editora Gutenberg no prazo de até 30 dias.



29
ago 2011

ARQUIVADO EM: Sem categoria

Título: Fazendo meu Filme 3: O roteiro inesperado de Fani
Editora: Gutenberg
Autor: Paula Pimenta

Número de páginas: 
419

Avaliação:  


Essa resenha contem spoilers para quem não leu Fazendo meu Filme e Fazendo meu Filme 2. Se você não leu nenhum livro da série, faça um favor: LEIA! =)



Fani está de volta, depois de um longo ano na terra da rainha. Apesar de estar super feliz em retornar, ela ainda se sente deslocada, como se não pertencesse mais a Belo Horizonte, a sua turma de amigos ou a sua família. Ela sente muita saudade de sua família americana. Isso sem contar os 11 quilos ganhos no intercâmbio, que deixam Fani absolutamente doida.
Apesar disso, tem o lado bom: o Leo! Eles estão apaixonados, e todo mundo sabe que eles foram feitos um para o outro. Então a rotina de Fani se resume em estudar muito para o vestibular de Cinema – mesmo que na cabeça de sua mãe ela com certeza fará Direito – e nas horas vagas curtir o Leo, e muitos filmes.
Mas, nem sempre as coisas andam como o planejado. Não se pode apagar o passado (diga-se Christian), mas Leo parece não entender, seu ciúme se torna excessivo, e pequenos atritos começam a ter grandes proporções. 
Sem alternativas, Fani vai ter que lidar com a pressão para o vestibular, amigas cheias de novidades, e um namorado, lindo, fofo, romântico… mas SUPER ciumento.

“Hoje eu sei que os filmes não são melhores ou piores, apenas diferentes da vida real. Aqui não tem script. As cenas não são filmadas. E, se erramos uma fala, não tem como dizer “Corta!”, e grava de novo.”

Quando me disseram que Fazendo meu Filme 3 era ainda melhor que o primeiro e segundo livro, eu não consegui imaginar como isso seria possível. Os livros anteriores são incríveis!
Mas é exatamente isso, Fazendo meu Filme 3 é o melhor livro da série até agora (na minha opinião). Mais intenso, mais adulto, e mais emocionante. Fani agora tem 18 anos, morar um ano fora do país lhe fez muito bem, ela está mais madura e independente, mas continua tímida para conversas sobre sexo. Falando nisso, eu adorei a forma como a Paula Pimenta tratou a sexualidade neste livro, ela está super presente, mas de maneira suave e bem real.
Me emocionei mil vezes com tudo que acontece, com a Gabi, com a Anna Elisa e com a própria Fani. Chorei muito, muito mesmo! 
E apesar de Christian ser um fofo, e Leo ter feito várias bobagens neste livro, eu não consigo deixar de torcer pelo Leo. Na minha cabeça é Leo e Fani, sempre!
Sem contar as histórias dos outros personagens, em destaque a mãe de Fani, que é a pessoa mais doida e irritante que eu já “conheci” hehehe. E o casal Natália e Alberto, eles são super divertidos.
Eu AMEI TANTO este livro, que parece que tudo que eu escrevo não é suficiente para expressar o quanto ele é bom. Espero que a resenha esteja legal =)
A capa mantém o estilo das duas primeiras, mas este tom azul me fez amar ainda mais rs… e a diagramação continua maravilhosa, os e-mails estão presentes quase no livro todinho, é dessa forma que sabemos o que está acontecendo com todos os personagens. Eu simplesmente adoro isso.
O subtítulo “O roteiro inesperado de Fani” não poderia ser melhor, realmente é agora que o roteiro de sua vida está sendo escrito, e claro, não dá para saber com antecedência o que vai acontecer.
Fiquei em choque com o final do livro e preciso URGENTE de Fazendo meu Filme 4, que infelizmente não tem data de lançamento confirmada.

“Com o tempo, aprendi que cada momento é único. Cada passo dado pode mudar a minha sinopse. Demorei pra entender que o mundo não é um grande cinema. Lá, a história acaba quando a luz se acende. Aqui, não existe apenas um final. Existem vários. Alguns deles são felizes. Outros não”.

Recomendo – e muito – para meninos e meninas de todas as idades, e mais uma vez tiro o meu chapéu para o talento de Paula Pimenta. 

Comentem bastante, este livro, juntamente com os dois primeiros da série vai estar em promoção aqui no blog em breve o/

Beijos 😉



6
maio 2011

ARQUIVADO EM: Sem categoria
Editora: Gutenberg (Autêntica)
Autor: Paula Pimenta
Número de páginas: 325
Avaliação:  

Este livro é a sequência de Fazendo meu Filme 1, então é bem provável que você encontre algum spoiler do primeiro livro, se não leu o livro 1, pule essa resenha 😉

Fani embarca para Inglaterra. Mas depois da despedida emocionante, da descoberta do seu amor por Leo e do primeiro e único beijo que trocaram antes que ela entrasse no avião, fica difícil não sentir um aperto no peito.
Brighton é uma cidadezinha muito gostosa, e a família que recebe Fani pelo programa de Intercâmbio muito simpática e solicita. Sua mãe inglesa Julie, o pai Keith e os irmãos Tracy, Tom e Teddy fizeram de tudo para que Fani se sentisse bem. Apesar de ter as malas extraviadas rs…
Fani conhece novos lugares, no colégio faz novos amigos. Entre eles a brasileira Ana Elisa que mora com seus pais na Inglaterra, mas não vê à hora de voltar para o Brasil. (Amei Ana Elisa, ela e sua família são super fofos *-*)
Apesar de tudo estar correndo bem, a saudade aperta demais e Fani decide voltar para casa, em menos de um mês! Ela precisa rever as amigas, os pais e principalmente o Leo! Porém, algo inesperado acontece, fazendo assim com que Fani desista de voltar, e perceba que deve viver intensamente este um ano, aproveitar a experiência única e tentar na medida do possível esquecer o Brasil.
Todas as experiências de Fani na nova casa são intensas, a primeira vez que ela vê a neve, a primeira vez que ela vai a praia e percebe que no lugar de areia tem pedrinhas! O aniversário com a nova família etc. Tudo me fazia pensar ” Nossa intercâmbio não é fácil, mas deve ser incrível”.
Muitas lágrimas, muitos e-mails e muita emoção esperam por Fani (e por nós também hehehe) nesse intercâmbio. E quando Christian, um garoto lindo, e com a mesma paixão por filmes que ela aparece, as coisas se tornam ainda mais confusas. 

“Aquela voz fez com que eu sentisse exatamente o que não queria. Saudade. E saudade eu descobri, não tem nada de romântico, como os poetas costumam descrever. “

FANTÁSTICO é assim que defino o segundo volume da série Fazendo meu Filme, conseguiu ser ainda melhor que o primeiro! Paula Pimenta entende mesmo o universo adolescente, e nos faz mergulhar nessa fase tão gostosa!
O conflito de Fani é super verdadeiro, eu nem posso imaginar o quanto deve ser difícil se adaptar a um novo país, uma nova cultura e um novo idioma. Imagina só o tamanho da saudade, você acabou de descobrir que ama seu melhor amigo, e que ele retribui, e então você parte para milhares de quilômetros de distância! Não tem como não se solidarizar com Fani e compartilhar essa tristeza.
A família inglesa de Fani é ótima, eu adorei cada personagem, os achei autênticos e muito carinhosos. A amizade de Fani com Ana Elisa é linda e essencial para andamento da história.
Os e-mails que Fani troca com a família do Brasil e com suas amigas são importantíssimos, pois através dele entendemos tudo o que esta acontecendo no Brasil, e eu te digo, muita coisa acontece nesse livro! Não tem monotonia, seja no Brasil ou na Inglaterra tem sempre alguma coisa relevante acontecendo.
Apesar dos novos amigos, as amizades brasileiras de Fani, como Gabi, Natalia, Priscila e Rodrigo continuam firme e fortes, e a troca de e-mails é constante.
A mãe da Fani é uma figura, e seu pai e irmãos queridos demais!
Ao contrario do que li em algumas resenhas não achei Fani frágil, eu a achei uma garota forte e cheia de fibra! É nítido o amadurecimento em cada capitulo, a integridade de caráter e valores que Fani tem. Esse é um livro que faço questão que as manas menores leiam!
O final do livro é ótimo! E eu claro chorei litros rs… Mal posso esperar para ter em mãos o livro 3 (e o 4 também hehehe).
Não tive oportunidade de fazer intercâmbio, mas vou fazer o possível para que minhas irmãs consigam!
A diagramação, assim como no primeiro livro, é linda! O inicio dos capítulos tem sempre uma frase de filmes, totalmente condizente com o que será tratado no capitulo. Os e-mails são colocados de forma que realmente pareça que abrimos a caixa de entrada de Fani!
Bom, é desnecessário dizer que amei e recomendo a todos né? Leiam, tenho certeza que não irão se arrepender!!

Beijos 😉


Caso não consiga comentar normalmente nessa postagem, clique aqui.



6
abr 2011

ARQUIVADO EM: Sem categoria
Para comentar nesta postagem por favor clique aqui.


Oi Gente!
Hoje trago para vocês uma novidade da Editora Autêntica, pelo selo Gutenberg. A Coleção Guias do Escritor, não é o que vocês estão habituados a ver por aqui, mas como o tema central é “como dominar a arte da escrita” achei válido, porque a maioria de nós leitores vorazes gostamos de escrever também né? Quem não tem  histórias, textos arquivados ai no computador? Eu tenho vários prontinhos rs…
Então vamos lá, a coleção é composta por três títulos: “Como narrar uma história”, “Como escrever diálogos” e “Como escrever textos técnicos e profissionais”, dois deles escrito por Silvia Adela Kohan e um por Felipe Dintel. São eles:

Como narrar uma história – Silvia Adela Kohan
Editora Gutenberg
88 páginas
De autoria de Sílvia Adela Kohan e tradução de Grabriel Perissé, a obra mostra que uma boa narrativa dá ao leitor a sensação de que as coisas acontecem com naturalidade. Mas para conseguir esse efeito não se trata de considerar como definitiva a primeira versão escrita. Você deve se aproximar ao máximo do ideal que tem em mente, não escrever demais, procurar a musicalidade adequada, a palavra exata, encontrar a harmonia, trabalhar muito a linguagem, ler o texto em voz alta como método de controle e fazer com que as palavras digam o que você quer que elas digam.
 As hesitações são muito comuns na hora de escrever. Não sabemos como colocar nossas ideias no papel. O que temos de fazer para que uma ideia ou um sentimento inicial – uma sensação, uma imagem, uma lembrança –  transformem-se numa história? Como fazer disso tudo um conto ou um romance? São essas as questões abordadas no livro.
Como escrever diálogos – Silvia Adela Kohan
Editora Gutenberg
96 páginas 

Escrever diálogos é entrar em contato com o que há de mais genuíno no ser humano. No entanto, devemos tomar cuidado. Se fizermos seres falarem, suas palavras deverão ter sentido e equilíbrio para que sejam ouvidas adequadamente. Apresentar um personagem falando de determinada forma faz o leitor imaginar um modo de existir concreto. Se o autor for bastante habilidoso, nem precisará utilizar descrições físicas ou explicar o modo de pensar de seus personagens.
 Certamente, precisamos saber com clareza o que pretendemos com um diálogo. Para isso, é fundamental conhecer profundamente suas variações, suas funções e as diferentes estratégias disponíveis. Em “Como escrever diálogos”, também de autoria de Sílvia Adela Kohan e traduzido por Gabriel Perissé, o leitor aprende quando convém empregar o diálogo num romance ou em outros tipos de relato e como pode trabalhar as palavras e os enunciados para obter um diálogo eficaz.
Como escrever textos técnicos e profissionais – Felipe Dintel 
Editora Gutenberg
96 páginas

O bom uso da linguagem determina a qualidade das tarefas desempenhadas pelos profissionais. Em muitas profissões é preciso produzir textos; já, em outros casos, por não ser essa a sua principal função, escrever bem não recebe a devida importância. Erro crasso! Em numerosas ocasiões, nota-se que a eficácia de uma empresa ou de um órgão público é menor porque os que ali trabalham desconhecem ou se descuidam na hora de empregar os mecanismos da expressão escrita.
 Se um documento interno de uma empresa está mal redigido, provavelmente os seus destinatários serão obrigados a pedir esclarecimentos a quem o escreveu, causando perda de tempo para todos. Se uma carta publicitária está escrita num tom inadequado, não será de estranhar que o cliente se incline a procurar o produto do concorrente. Se um órgão da administração pública utiliza uma linguagem confusa num edital, certamente os funcionários precisarão dedicar seu tempo para explicar aos cidadãos que tenham dúvidas o que de fato se quis dizer naquele documento. Esses são alguns exemplos práticos da importância, muitas vezes desprezada, da boa escrita técnica e profissional.

Achei bem interessante, não custa dar uma espiada 😉
beijocas



23
mar 2011

ARQUIVADO EM: Sem categoria
Editora: Autêntica (Gutenberg) 
Autor: Paula Pimenta 
Número de páginas: 33
Avaliação: 

“A estréia de Fani” 

Estou em êxtase com essa leitura, já tinha ouvido falar super bem, não vi em nenhum lugar uma critica negativa, sendo assim eu ficava até mesmo com um pé atrás. Como assim todo mundo ama o livro? Só pode ser puxação de saco com a autora. Mas aí recebo o livro pela Editora Gutenberg, vou começar a ler, chega um livro de booktour, preciso passar o livro na frente, uma semana depois, enfim começo a leitura, e ai…. não consegui parar por nem um segundo! 
Fani tem 16 anos, (na verdade seu nome é Estefânia, mas ela o detesta, então vamos chama-la só de Fani ok?) Mora em Belo Horizonte com seus pais, e esta no 2º colegial. O colégio em que Fani estuda é bem legal, ela entrou nele este ano, achou que fosse demorar séculos para se enturmar, mas fez amizade rápido, tem dois amigos inseparáveis, Gabi e Leo. Viciada confessa em cinema, e dona de uma coleção imensa de DVDs, não existe melhor programa para ela do que deitar em sua cama, debaixo do edredom e curtir uma comédia romântica. 
Sua vida que estava bem tranquila sofre uma guinada quando sua mãe a incentiva a participar de uma prova para se tornar intercâmbista, durante um ano em um país distante. 
No começo Fani não acredita muito que possa conseguir a vaga, além do mais, ela não acredita que vá conseguir ficar um ano longe de Marquinhos, seu professor de Biologia, por quem ela nutre uma paixonite. Porém ela realmente passa, e nesse meio tempo muita coisa acontece, ela sofre uma desilusão com seu professor e com a ajuda de suas amigas percebe que talvez o grande amor possa estar bem debaixo do seu nariz. As decisões ficam difíceis, e Fani precisa decidir que rumo tomar, mesmo que essas escolhas lhe custem um coração partido. 

Esta cada dia mais difícil escrever resenhas para você, por sorte só tenho lido bons livros, mas Fazendo meu Filme não é apenas bom, é ótimo. Esta claro que já passei dos 16 anos tem tempo (oi?), tenho 24 anos e sou casada a quase dois, de certa forma eu tinha me esquecido de como foi essa fase, lendo o livro de Paula muitas lembranças boas voltaram a tona. 
Foi especial, ler uma história de uma garota como eu, que mora aqui mesmo no Brasil. O livro começa com a listinha de DVDS preferidos de Fani, combinamos em quase todos. Cada capítulo começa com uma frase dos filmes. (Eu anotei todas as frases em um caderno >.<). Tipo: 

“Bridget: É de conhecimento universal que, quando uma parte da sua vida começa a ir bem, outra cai espetacularmente em pedaços.” (O Diário de Bridget Jones)  

“Cher: Não quero trair minha geração, mas não entendo a moda dos garotos de hoje. Parece que caíram da cama, puseram calças largonas e cobriram o cabelo sujo com um boné ao contrário. E se julgam irresistíveis? Eu não acho.” (As patricinhas de Beverly Hills)     

E o mais legal é que a frase tem exatamente a ver com o que acontece no capitulo! A diagramação é linda demais! O livro é recheado de conversas no msn, bilhetinhos e e-mails, e parecia meesmo que eu estava lendo o e-mail de alguém rs. O livro é em primeira pessoa, narrado pela Fani, e ficou aquela sensação gostosa de invadir o seu diário! Cheguei a chorar no final, tão lindo, de uma sensibilidade gritante. Fani chora bastante, e em alguns momentos não enxerga as coisas com clareza, mas não me irritei com ela, porque eu era exatamente assim. 
Me identifiquei muito! Muito obrigada a Editora Autêntica (selo Gutenberg) por terem me enviado o livro e me proporcionado momentos tão bons! 
Mais do que indico, acho que é uma leitura obrigatória!! 


Onde comprar: SaraivaSicilianoTravessa 

Beijos 😉






ilustrações design e desenvolvimento