Posts arquivados em Tag: Editora Paralela

30 jan, 2018

O Perfume da Folha de Chá, de Dinah Jefferies

Autora: Dinah Jefferies

Editora: Paralela

Número de Páginas: 432

Avaliação: 5/5 ♥

Onde Comprar:

Sinopse: Em 1925, a jovem Gwendolyn Hooper parte de navio da Escócia para se encontrar com seu marido, Laurence no exótico Ceilão, do outro lado do mundo. Recém-casados e apaixonados, eles são a definição do casal aristocrático perfeito: a bela dama britânica e o proprietário de uma das fazendas de chás mais prósperas do império. Mas ao chegar à mansão na paradisíaca propriedade Hooper, nada é como Gwendolyn imaginava: os funcionários parecem rancorosos e calados, e os vizinhos, traiçoeiros. Seu marido, apesar de afetuoso, demonstra guardar segredos sombrios do passado e recusa-se a conversar sobre certos assuntos. Ao descobrir que está grávida, a jovem sente-se feliz pela primeira vez desde que chegou ao Ceilão. Mas, no dia de dar à luz, algo inesperado se revela. Agora, é ela quem se vê obrigada a manter em sigilo algo terrível, sob o preço de ver sua família desfeita.

Ambientado no Sri Lanka de 1925, o livro vai contar a história de Gwen, uma jovem de 19 anos, recém-casada, que precisa se mudar para o território do Ceilão no intuito de acompanhar o trabalho do marido Laurence, um conhecido produtor de chá da região.

Porém, assim que chega ao novo país, a moça percebe que nada é da maneira que havia imaginado. Intrigada, Gwendolyn passa a observar de modo mais apurado o ambiente em que habita, uma vez que o comportamento singular dos empregados, sempre arredios e de poucas palavras, aliado aos hábitos igualmente suspeitos de seu marido, a levam a crer que algo não se encaixava com deveria.

 

“Ele devia ter suas razões, ela pensou. Mas o que seria capaz de explicar aquela estranha expressão em seu olhar?” (Página 44)

 

Contudo, ao perceber que esta grávida, sua vida muda totalmente, e Gwen passa a dedicar – se por completo a chegada do novo bebê. Quando descobre que dará á luz a gêmeos, seu coração transborda de felicidade, mas, nada a prepararia para o que estava por vir.

Durante o parto, algo surpreendente acontece, obrigando Gwendolyn a tomar uma atitude drástica e inimaginável que a atormentará pelo resto da vida.

 

“Com um mundo inteiro de horrores imaginários rondando sua cabeça e tomando proporções gigantescas, Gwen sentia como se um cabo de aço estivesse espremendo seu peito.” (Página 145)

 

A trama conta ainda com personagens secundários bastante interessantes e imprescindíveis para a construção dessa história incrível, são eles: a Aia Navenna, fiel e honesta, ela se revela muito mais do que uma simples empregada e fará tudo o que puder para ajudar a patroa nas situações mais adversas. O enigmático Savi Ravasinghe, pintor local que nos é apresentado logo no primeiro capítulo e que se revelará uma grande surpresa no decorrer da história. Teremos ainda Fran, que é prima de Gwen, por quem a protagonista tem grande apreço. E por fim, temos Verity, a cunhada mimada de Gwendolyn.

O livro se mostrou uma inesperada e agradável surpresa, jamais imaginei ler algo tão incrível. Entretanto, acredito que o maior e melhor desempenho na trama inteira, tenha sido mesmo da protagonista, Gwen. Afinal, poucos fariam o que ela foi capaz de fazer.

Trata-se de uma personagem brilhante com a garra e a perseverança necessárias para manter a sanidade diante dos fatídicos acontecimentos de sua vida. Maravilhosa!

Primeiro livro da autora publicado no Brasil, O perfume da folha de chá é um romance histórico belíssimo, ambientado no século XX e que me prendeu da primeira a última linha.

Abordando segredos e um sofrimento profundo, Dinah Jefferies apresenta ao leitor uma trama bem estruturada e riquíssima, de forma sensacional. Um livro lindo que aborda de maneira tocante a culpa e o efeito destrutivo que se estabelece na vida das pessoas.

Terminei a leitura repleta de questionamentos e com o coração apertado por tudo o que li e por todas as reviravoltas apresentadas.

“Ninguém nunca dissera que ser mãe significava conviver com um amor tão indescritível que a deixaria sem fôlego, e com um medo tão terrível que abalaria até sua alma. E ninguém nunca avisara sobre a proximidade desses dois sentimentos.” (Página 413)

Recomendo esse livro para os fãs de romance, e para aqueles que apreciam uma boa história. Muito bom!

 

18 out, 2016

A Espiã, de Paulo Coelho

espia
Autor: Paulo Coelho
Editora: Paralela
Número de páginas:
184
Avaliação:
4/5  
Onde comprar:  Amazon | Americanas | Saraiva | Submarino

Sinopse: Mata Hari foi a mulher mais desejada de sua época: bailarina exótica que chocava e encantava plateias ao se desnudar nos palcos, confidente e amante dos homens mais ricos e poderosos de seu tempo, figura de passado enigmático que despertava o ciúme e a inveja das damas da aristocracia parisiense. Ela ousou libertar-se do moralismo e dos costumes provincianos das primeiras décadas do século XX e pagou caro por isso: em 1917, foi executada pelo pelotão de fuzilamento do exército francês, sob alegação de espionagem. Em seu novo romance, Paulo Coelho revisita a vida dessa mulher extraordinária, mostrando ao leitor que as árvores mais altas nascem das menores sementes.

Baseado em fatos reais, o novo livro de Paulo Coelho narra a história de Mata Hari, uma bailarina exótica acusada de espionagem e condenada a morte durante a I Guerra Mundial.

 

“Se Deus lhe desse outra chance, faria tudo diferente?”  (Página 27) 

 

Advinda de uma infância difícil e um casamento destrutivo, Margaretha Zelle como foi batizada, era uma moça a frente de seu tempo, que não tinha medo ou pudor. Ela era apenas livre, livre para fazer o que quisesse, livre para agir como agia e foi exatamente por essa razão que foi punida.

A protagonista foi uma mulher extraordinária, que ousou ser moderna numa época de opressão, especialmente para as mulheres. Mata Hari, pecou apenas por ser mulher, por querer ser livre para os padrões de sua época.

“Sou uma mulher que nasceu na época errada e nada poderá corrigir isso. Não sei se o futuro se lembrará de mim, mas, caso isso ocorra, que jamais me vejam como uma vítima, mas sim com alguém que deu passos corajosos e pagou sem medo o preço que precisava pagar.” (Página 28) 

Tamanha ousadia lhe custou caro, atiçando a ira dos poderosos que acabaram acusando-a de espionagem. Julgada em um processo coberto de falhas, a bailarina foi condenada por um crime que não cometeu de fato, mas que por ingenuidade acabou por levá-la ao fuzilamento no ano de 1917.

Embora seja uma obra baseada em fatos reais, o autor relata que não escreveu uma biografia de Mata Hari. Seu minucioso trabalho de pesquisa, reuniu apenas alguns fatos de sua vida até sua prisão e morte.

Particularmente, eu achei a história fascinante. Paulo Coelho consegue ilustrar de forma magistral as últimas palavras de Margaretha Zelle na prisão e todo o sofrimento a que ela foi submetida durante o cárcere, a maneira com que o autor decidiu conduzir sua história foi tocante e verossímil, mostrando ao leitor, o lado humano da artista Mata Hari, com seus anseios e dores. Simplesmente sem palavras.

“Todos nós sabemos que serei morta não por causa desta alegação estúpida de espionagem, mas porque decidi ser quem sempre sonhei, e o preço de um sonho é sempre alto.” (Página 74)

30 mar, 2015

After Depois da verdade – Anna Todd

After_Depois_Da_Verdade_CAPAAfter – Depois da verdade #2
Autor:  Anna Todd
Editora: Paralela
Número de páginas: 632
Avaliação:  4/5

Sinopse: After – Depois da Verdade – Depois de bater a marca de um bilhão de acessos na plataforma de leitura Wattpad, a série After vira o novo fenômeno editorial. No segundo livro, Tessa tenta esquecer Hardin, o jovem caótico e revoltado que partiu seu coração em vários pedaços. Mas ela está prestes a descobrir que alguns amores não podem ser superados. Como apagar da memória as noites apaixonadas em seus braços, ou a eletricidade de seu toque? Hardin sabe que cometeu o pior erro de sua vida ao ter magoado Tessa tão profundamente. Ele não acha que merece tê-la de volta, mas se recusa a deixá-la partir. Neste livro, Hardin vai lutar com toda a sua força para reconquistar o grande amor da sua vida. Ao longo do caminho, os seus mais profundos segredos serão revelados. Depois da verdade, será que o amor de Tessa e Hardin resistirá?

Se você ainda não leu o primeiro livro da série, cuidado, este post pode conter spoilers!

O livro começa de forma que o leitor relembre o final do primeiro. Quando é revelado à Tessa a aposta que foi feita em torno dela, de seu relacionamento com Hardin. Tessa acaba voltando pra casa da mãe, mas não aguenta permanecer por muito tempo. Aqui abro um parênteses pra perguntar: só eu acho a mãe dela uma bruxa (insira aqui o palavrão que quiser)?

Como o clima por lá não é dos melhores, Tessa vai pra um hotel, mas não tem muita grana pra se manter e nem está com todas as suas coisas, a maioria foi deixada no apartamento onde ela e Hardin estavam morando. Ela resolve ir até lá pra pegar tudo, quando é surpreendida por Hardin e a mãe dele, que chegou da Inglaterra pra passar uns dias com eles, e não tem conhecimento que os dois terminaram. Os dois resolvem esconder a briga e acabam convivendo alguns dias. Essa é a deixa para que se reconciliem.

“Não posso prometer que não vou te magoar de novo, mas posso jurar que vou te amar até o dia em que morrer. Sou uma pessoa terrível, e não mereço você, mas espero que me dê a chance de recuperar sua fé em mim. Lamento a dor que causei, e entendo se você não puder me perdoar. “

Mas quem leu o primeiro livro sabe como funciona o casal Tessa x Hardin. Os dois brigam o tempo todo. Hardin é um imbecil na maior parte do tempo, porque fala os piores palavrões existentes no planeta, mas ainda assim (pelo menos eu), é impossível odiá-lo.

Neste livro, mesmo que eu ainda o ache extremamente grosseiro, sinto que ele não esconde mais todo o sentimento que tem por Tessa. Porque no primeiro livro, ele sentia dificuldade em expor (se expor) com ela em público – a não ser quando rolavam os barracos entre os dois – e neste livro, ele não tem problemas em andar com ela de mãos dados, em demonstrar o amor (louco) que sente por ela.

Achei que Tessa está menos imatura, menos boba. No primeiro livro sentia muita raiva dela, por ela se sujeitar a tudo o que Hardin dizia e depois voltar com o rabo entre as pernas, em nome do amor. Ok. Entendo que quando se ama, a pessoa passa por cima de muita coisa, mas Tessa era boba demais. No segundo livro, ela é mais durona, consegue se manter firme quando pensa em ficar longe de Hardin e em alguns momentos dá vários ultimatos e se mantém firme.

Mas o livro basicamente gira em torno dessas brigas. São 632 páginas de muita gritaria, baixaria e reconciliações. Porém, estava comentando com algumas amigas que a autora consegue ser sensacional em todas as 632 páginas, porque as brigas giram em torno dos mesmos motivos, mas não são todas idênticas. Será que me fiz  entender? Tem briga o tempo todo, mas isso não torna o livro cansativo. Pelo contrário, a autora se superou em escrever cada uma delas.

A narrativa acontece em primeira pessoa, intercalando entre Tessa e Hardin em capítulos curtos. É impossível parar de ler, é viciante. O tempo todo eu torcia pra que os dois se acertassem, mas ainda tem muita água pra rolar nessa história, porque vem mais dois livros por aí!

Hardin ainda apronta várias. Brigas com o pai, segredos (terríveis) do passado, que ele esconde de Tessa e que são revelados neste tempo que a mãe dele passa com eles.

“Quando você aceita mentiras demais, fica difícil encontrar o caminho de volta para a verdade”.

Só não dei 5 estrelas por um único motivo: estava lendo avidamente e quando viro a página……ACABOU O LIVRO. Gente, como assim? Como você pode fazer isso com a gente, Anna Todd???? Sério gente, fiquei tão irritada com a autora naquele momento, que minha vontade era mandar uma mensagem pra ela via twitter reclamando do final hahahaha. Mas claro, o final não poderia ser diferente. Tinha que ter outra bomba pra deixar todos nós ansiosos pelo próximo livro. E não sei vocês, mas eu, mal posso esperar.

Se você leu o primeiro livro, não espere mais pra ler “After – Depois da verdade”, você vai amar. =)

Leia a resenha do primeiro livro aqui!

15 jan, 2015

Sorteio: Kit do livro Uma página de cada vez

Oi gente! Vocês conhecem a Val Gouveia né? Ela é colunista aqui no blog, e escrever as resenhas incríveis que são postadas toda segunda-feira. O que talvez vocês não saibam, é que a Val também tem blog, o Simples Assim, lá a Val posta diversas outras resenhas, que não aparecem por aqui. E o mais bacana, é que a Val é bem eclética, então lá você vai encontrar quase todos os gêneros.

sorteio

O sorteio de hoje é em parceria com a Val,vamos sortear o kit do livro Uma página de cada vez, de Adam J. Kurtz. O kit contém um livro, um lápis, um marcador e uma caixinha de lápis de cor, com 12 unidades! <3

O livro é uma fofura, eu tenho um e a idéia é que você faça uma página todos os dias, são reflexões bem bacanas, o livro todo é bem interativo.

Gostou? Então participe, é simples e rápido! Qualquer dúvida é só comentar neste post. 🙂

*** Para que a participação seja válida, é requisito OBRIGATÓRIO curtir a fan page do blog Simples Assim

a Rafflecopter giveaway

17 nov, 2014

After – Anna Todd

AfterAfter #1 

Autor: Anna Todd

Editora: Paralela
Número de páginas: 616
Avaliação: 4/5
Sinopse: Depois de bater a marca de um bilhão de acessos na plataforma de leitura Wattpad ao transformar os integrantes da banda One Direction em personagens de uma história de amor sexy, a série After vira livro e promete ser o novo fenômeno editorial. No primeiro livro, Tessa, de 18 anos, sai de casa, onde mora com a mãe, para ir para a faculdade. Até então sua vida se resumia a estudar e ir ao cinema com o namorado doce que conheceu ainda criança. No primeiro dia na faculdade, onde ela passa a dividir um quarto com uma amiga que adora festas, Tessa conhece Hardin, um jovem rude, tatuado e com piercings que implica com seu jeito de garota certinha. Logo, no entanto, os dois se envolvem e Tessa, que era virgem, vê sua sexualidade aflorar. Hardin é inspirado em Harry Styles, um dos membros do One Direction. Os outros quatro músicos da banda Zayn, Niall, Louis e Liam também viraram personagens na trama. Tessa logo descobre que Hardin possui um passado cheio de fantasmas e os dois começam um relacionamento intenso e turbulento. Depois dele, ela nunca mais será a mesma. Os livros nasceram como uma fanfic do One Direction, a banda estrangeira mais popular na atualidade.
Comecei a ler este livro sem grandes expectativas. Menina toda certinha, que se apaixona por um cara rebelde, todo cheio de tatuagens e marrento. E claro, com um segredo do passado que é totalmente obscuro. Achei que fosse apenas mais um livro como tantos outros, um “mais do mesmo”. Mas me surpreendi com a história da Tessa e do Hardin.
Os dois se conhecem na faculdade, quando Tessa passa a dividir o quarto com Steph. No começo, Tessa começa a sentir uma enorme antipatia por Hardin, porque ele é irônico, e totalmente maldoso em seus comentários sobre suas roupas e sobre Noah, o até então, namorado de Tessa. Porém, com o tempo, os dois se sentem totalmente atraídos um pelo outro.
Tessa é virgem. Namora com Noah desde criança e quando chega perto de Hardin, toda sua sexualidade é aflorada. Ela deixa de ser a menina pudica e se torna uma mulher cheia de desejos. Mas, claro. Nem tudo são flores. Ela e Hardin brigam o tempo todo.
E esse foi o único ponto negativo do livro. Achei Tessa meio “mole”. Sempre voltando atrás, correndo atrás de Hardin quando os dois brigam. E minha nossa!!! Eles brigam o tempo todo.
Nesses momentos eu sentia uma pouco de canseira do livro, achei que a autora exagerou nas brigas, na quantidade de discussões entre os dois personagens principais. Mas tirando isso, achei o livro perfeito.
São 616 páginas, mas que passam super rápido, porque a gente sente uma curiosidade absurda, em descobrir os segredos do passado de Hardin. O motivo pelo qual ele odeia tanto o pai (reitor da universidade que eles frequentam). Não achei o segredo tãoooooooooo grave. Na verdade, o que aconteceu é sim, bem grave, mas a forma como a autora colocou no livro, sei lá, ficou meio que em segundo plano. Mesmo a Tessa tendo chorado, se emocionado, ainda assim, não achei que a passagem foi intensa.
Mas o final….. é de tirar o fôlego. Foi algo inesperado. Imaginei mil e uma coisas, porque já haviam me falado que o final era forte, mas não estava preparada para o final que Anna Todd deu a este primeiro livro de uma série (se não me engano) de 6 livros. Isso mesmo! Seis livros. E segundo uma amiga, o segundo livro ainda nem começou a ser escrito pela autora. (Li em algum lugar que se trata de uma trilogia. Então acredito que a quantidade de livros, ainda não esteja definida).
Então haja ansiedade e sofrimento, aguardando pela continuidade.

After tem muitas cenas de sexo. E são cenas que achei bem críveis, porque mostra que Tessa realmente é muito inexperiente no assunto. São cenas cheias de detalhes, com Hardin em várias delas, a ensinando como “proceder”. E se ele é um grosseiro em grande parte do livro – durante as brigas com Tessa –  quando estão juntos, nos momentos mais intensos, ele é um doce, um fofo. Faz questão que Tessa se sinta à vontade e se solte, se sinta desinibida.

Os personagens são fortes. Mesmo os personagens secundários. Parece que todos possuem segredos que os rondam o tempo todo.
Como não sou acostumada a ler sinopses inteiras, não sabia que a autora se baseou nos integrantes da banda One Direction para escrever o livro. Li agora, quando comecei a estruturar a resenha. Também não sabia que a história começou a ser escrita no Wattpad. Foi realmente uma surpresa.

Mesmo sendo um livro longo, vale muito a pena. Indico muito!

*** Informação que recebi no Twitter, através do perfil da Editora Paralela:
” Só complementando: serão 4 livros, e o 2 acabou de sair nos EUA e chega aqui no começo de 2015″
Que maravilha! Ansiedade me define 😉