Posts arquivados em Tag: Editora Planeta

04 out, 2016

Raio de Sol, de Kim Holden

 

raio-de-solAutor: Kim Holden
Título original:
Bright Side
Editora:
Planeta
Número de páginas:
448
Avaliação: 5/5  

Onde comprar:  Amazon | Americanas | Saraiva | Submarino

Sinopse: “Faça épico”, costuma dizer Kate Sedgwick quando quer estimular alguém a dar o melhor de si. Nascida numa família-problema, com direito a mortes e abandono, a garota de dezoito anos sempre buscou fazer a diferença. Em vez de passar os dias lamentando os infortúnios da vida, como tantos fariam em seu lugar, sempre vê as coisas pelo lado positivo – não é por outro motivo que Gus, seu melhor amigo, a chama de Raio de Sol. E é por isso que, quando passa na faculdade e se muda da ensolarada San Diego, na Califórnia, para a fria cidade de Grant, em Minnesota, ela leva consigo apenas boas lembranças e perspectivas. O que ela não espera é que será surpreendida pelo amor – único aspecto da vida em relação ao qual nunca quis ser otimista – ao conhecer Keller Banks, um rapaz que parece corresponder aos seus sentimentos. Acontece que tanto ele quanto ela têm um segredo. E segredos, às vezes, podem mudar tudo.

O livro narra a história de Kate Sedgwick, uma moça com um passado doloroso e difícil, mas que apesar disso, procura ver a vida com olhos otimistas. Kate sempre tem uma palavra amiga e as pessoas sempre podem contar com seu apoio, seja para o que for. Ela sempre estará lá. Não é à toa, que seu melhor amigo, Gus, a chama de Raio de Sol, pois Kate parece mesmo ser luz em meio à escuridão.

Kate, que foi criada por uma mãe doente, se vê obrigada também a cuidar da irmã mais velha, com síndrome de Down. Mas, ela não reclama, apenas aceita a tarefa que lhe foi atribuída e procura fazer as coisas da melhor maneira possível e com amor no coração.

“Sei que é estranho, mas gosto de pensar em Deus como meu amigo. Não sou religiosa; só falo com ele com frequência. Peço muitos favores. Às vezes, as coisas funcionam a meu favor, e às vezes, não. É a vida. A gente só precisa aproveitar ao máximo.” (Página 44)

 

Kate, que morava na ensolarada metrópole de San Diego, na Califórnia, se muda para a gelada cidadezinha de Grant, em Minnesota para cursar faculdade, e lá sua vida parece tomar rumos totalmente inesperados.

Contudo, Kate só é cética com relação a uma coisa, o amor. Ela não acredita no amor romântico e se diz realista quanto a isso, ela não espera o príncipe encantado ou fica fantasiando um conto de fadas, que segundo ela, nunca irá acontecer.

“O amor é um conceito elusivo, irreal e estranho. Sei que algumas pessoas sentem e não é que eu tenha o coração endurecido. Sou otimista, mas acima de tudo sou realista. Minha vida não vai seguir um conto de fadas, e tudo bem. Minha vida é a realidade. E, na minha realidade, as pessoas não se apaixonam, se casam e vivem felizes para sempre, porque a vida é complicada.” (Página 83)

Mas, esse conceito elusivo parece mudar no dia em que ela conhece Keller Banks, um rapaz que começa a corresponder aos seus sentimentos, sem medos, cobranças ou expectativas.

 

“- Não, Raio de Sol, escute, você é muito especial. Merece alguém que a leve a encontros de verdade. Alguém que compre flores e essas merdas. Porque se existe alguém no mundo capaz de quantidades insanas de amor e que merece ser amada assim é você.

Eu balanço a cabeça.

– Não gosto de corações e flores, Gus.

– Quando você encontrar o cara certo, vai gostar. Só não encontrou ainda. – A voz dele soa triste.” (Página 83)

A história de Kate é linda e seu otimismo é inspirador, com seu jeitinho especial, ela conquista despretensiosamente o coração de todos a sua volta.

“- […] Você é a primeira amiga de verdade que já tive, Katherine. E tenho certeza de que, quando eu estiver sentado em uma cadeira de balanço em algum lugar como um cavalheiro idoso impecavelmente vestido, vou repensar na minha vida fabulosamente bem-sucedida e saber sem sombra de dúvida que eu não poderia ter sido abençoado com uma amiga melhor do que você.” (Página 193)

Por diversas vezes, me peguei dividida entre Keller e Gus, duas pessoas igualmente especiais que cultivaram amor pela protagonista e confesso que foi difícil decidir qual dos dois era mais merecedor, pois ambos são igualmente lindos e mesmo sendo opostos um do outro, cada um a sua maneira, fez por merecer o amor de Kate.

“- E por que você chama Kate de “Raio de Sol”? – pergunta Shelly.

Ele olha para mim e depois para ela. Depois olha para mim de novo.

E para ela. E aponta para mim.

-Você conhece essa garota?

Todos olham para mim com sorrisos carinhosos. Isso me traz uma sensação boa.

Gus continua.

– Ela é um exemplo de positividade. É toda raio de sol. Ela não só vê o lado bom das coisas…ela mora lá.” (Página 326)

Esse livro certamente irá te emocionar, mas por outro lado, também te fará refletir e agradecer por estar vivo e ter a oportunidade de conhecer essa linda história. Por isso, indico muito. Leia, desfrute cada página e seja arrebatado por toda a generosidade, gratidão e amor de Kate, mas certifique-se de trazer uma caixa de lenços, você vai precisar.

“Eu cresci acreditando que era meu trabalho cuidar de todo mundo. Minha irmã precisava de mim. Minha mãe precisava de mim. Eu cresci acreditando no amor, em dar e receber. Gracie, Gus, Audrey, meus amigos…Eu os amei e eles me amaram. Eles me impediram de virar a pessoa amarga e rabugenta que eu poderia ter virado. A pessoa contra a qual eu lutava. Cresci acreditando que tinha que ser forte. Eu precisava ter controle porque as pessoas dependiam de mim e eu queria estar ao lado delas. Se me arrependo de alguma dessas coisa? Não. Eu não curto arrependimento. Isso me tornou quem eu sou.” (Página 438)

09 maio, 2013

Novidades por aí #83

Oi leitores, tudo bem? Espero que gostem da novidades de hoje. Não se esqueçam de deixar um comentário com opiniões, sugestões, reclamações e até, quem sabe, elogios. 🙂

Suma de Letras

A fera perfeita – Michael Freedman, Robert Greenberg, Peter David

Sinopse: A fera perfeita conta como a humanidade se deparou com seu maior inimigo e como os antepassados dos heróis do planeta aprenderam a enfrentá-los. Expulsos da Terra pela poluição e o esgotamento dos recursos naturais, os últimos humanos colonizaram e prosperaram em Nova Prime. Algumas décadas depois, são surpreendidos por ataques brutais das naves dos Skrel – raça alienígena que considera o planeta um local sagrado –, mas graças ao Corpo de Guardiões, eficiente organização militar de defesa, derrotam os agressores. Após quatrocentos anos de paz, alguns habitantes influentes de Nova Prime começam a questionar a necessidade do Corpo de Guardiões. O Primus, líder espiritual da nova sociedade, se junta a um jornalista ambicioso numa campanha pelo fim da força militar. A alta cúpula dos Guardiões está prestes a fazer concessões aos críticos, quando o desastre acontece: naves estelares dos Skrel conseguem penetrar as defesas orbitais e depositam sua carga – mais de trinta Ursas, monstros criados em laboratório para matar e destruir. Grandes, rápidos, ferozes e imunes a todos os armamentos dos Guardiões, os Ursas levam morte e destruição à cidade de Nova Prime, devastando as tropas de Guardiões e desestabilizando a sociedade humana. Os engenheiros do Savant correm contra o relógio para desenvolver alguma arma capaz de ferir os inimigos, enquanto os últimos Guardiões usam táticas desesperadas para conter os Ursas. Uma cientista pode ter encontrado a chave para a vitória, mas pode ser tarde demais para a humanidade. O jovem Conner Raige, cujos antepassados participaram da vitória contra os Skrel, é um dos cadetes mais promissores do Corpo de Guardiões, apesar da personalidade excessivamente ousada e intuitiva. Porém, quando o velho inimigo da raça humana retorna, o jovem Guardião será testado até o limite. Pois, desta vez, os Skrel e os Ursas estão prontos para acabar com a humanidade de Nova Prime… e do universo.

Arqueiro

Adorei a sinopse do livro, me lembrou muito meus tempos de Sessão da Tarde, até porque esse pessoal tem tudo pra se meter em altas aventuras. Além disso, gostei bastante da capa, mesmo sendo bem simples. Está na minha listinha, que de “inha” não tem nada.
Sete dias sem fim – Jonathan Tropper


Sinopse: Judd Foxman pode reclamar de tudo na vida, menos de tédio. Em questão de dias, ele descobriu que a esposa o traía com seu chefe, viu seu casamento ruir e perdeu o emprego. Para completar, seu pai teve a brilhante ideia de morrer. Embora essa seja uma notícia triste, terrível mesmo é seu último desejo: que a família se reúna e cumpra sete dias de luto, seguindo os preceitos da religião judaica. Então os quatro irmãos, que moram em diversos cantos do país, se juntam à mãe na casa onde cresceram para se submeter a essa cruel tortura. Para quem aprendeu a vida inteira a reprimir as emoções, um convívio tão longo pode ser enlouquecedor.

Planeta

A primeira coisa que me chamou a atenção foi o título, logo fiquei morrendo de curiosidade pra ler a sinopse, adoro quando isso acontece! Gostei muito da proposta do livro, a história tem tudo para arrancar boas gargalhadas. Quando chega o meu exemplar mesmo?

Trabalhar no paraíso pode ser um inferno – Simon Rich


Sinopse: Entediado, Deus decide que a Terra já deu o que tinha que dar. A menos que dois anjos idealistas façam um milagre acontecer… Bem-vindo à Céu Ltda., a corporação mais mau administrada que existe. Desde tempos remotos, seu fundador e presidente (conhecido em alguns círculos como Deus) passa os dias jogando golfe. Quando resolve aparecer no trabalho, não é para acabar com guerras ou pôr fim à fome, mas sim para procurar seu nome no Google e ler o que os humanos pensam dele. Na verdade ele nem pensa muito na Terra, até o momento em que uma funcionária recém promovida a anjo lhe faz uma reprimenda e Ele é obrigado a pensar naquele planeta que criou e que… não deu certo! Diante dessa constatação, resolve mandar os homens pelos ares. Como não é uma decisão definitiva, só o resultado de uma aposta que propõe a seus anjos subalternos fará com que o Todo Poderoso desista de seu grande plano. Será que os anjos conseguirão ganhar a aposta? Qual truque esconderão na manga para salvar a humanidade do Juízo Final?

Intrínseca

A síndrome E – Franck Thilliez

Sinopse: Um estranho caso vem atrapalhar as férias de verão de Lucie Hennebelle, tenente de polícia em Lille. Seu ex-namorado ficou cego depois de assistir a um filme mudo, anônimo, com um roteiro enigmático, concebido por uma mente doentia. Simultaneamente, o comissário Franck Sharko, veterano da Divisão de Homicídios e analista comportamental na Divisão de Repressão à Violência, passa por um tratamento na tentativa de curar a esquizofrenia. No norte da França, cinco cadáveres não identificados foram encontrados sepultados a dois metros de profundidade mutilados de maneira atroz e em estado de decomposição avançada e Sharko cede ao chamado da aventura. Enquanto Lucie descobre os horrores escondidos no estranho filme, um misterioso informante do Canadá aponta-lhe o elo entre aquele rolo e os cinco cadáveres. Um único e mesmo caso, graças ao qual Lucie e Sharko, tão diferentes e ao mesmo tempo tão próximos em sua concepção do ofício, irão se encontrar. Das favelas do Cairo aos orfanatos do Canadá nos anos 1950, os dois colegas irão se deparar com um mal desconhecido, batizado como “síndrome E”. Uma realidade assustadora que revela como o ser humano pode ser capaz das maiores atrocidades.

Valentina

A Editora Valentina divulgou há alguns dias a compra dos direitos de publicação da Trilogia Thoughtless, de  S. C. Stephens. Os livros serão publicados em 2014.

Pessoal, por hoje é só.

Beijos.

18 abr, 2013

Novidades por aí #80

Oi, gente, tudo bem? Todos em contagem regressiva para a Bienal? Então, nada melhor do que dar uma olhada nas novidades e já ir fazendo a sua listinha. Vai que você encontre uma superpromoção, né?

Planeta

Salamina – Javier Negrete
Sinopse: Século V a.C. – A jovem democracia ateniense enfrenta um terrível desafio. O gigantesco império persa pretende destruir Atenas e conquistar a Grécia. Nesse momento decisivo aparecerá um homem, um gênio, um visionário: Temístocles. Ele será o fio condutor deste deslumbrante romance que, alicerçado na história, tem o alento da tragédia e a força da épica. Do ataque suicida dos atenienses em Maratona à batalha das Termópilas, passando pela fabulosa cidade de Babilônia, todos os fios da trama desembocam na jogada de mestre de Temístocles: Salamina, a maior batalha naval da Antiguidade e o lugar onde se decidiu o futuro de nossa civilização.

Arqueiro

Logo que eu vi a capa do livro pensei que a arqueiro estava lançando novas edições dos livros da Jane Austen; o erro não foi tão grande assim, já que Julia Quinn já está sendo considerada a “Jane Austen contemporânea”. Não preciso nem dizer que fiquei bem animada com a escritora, já está na minha pequena grande lista.
O duque e eu – Julia Quinn

Sinopse: Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo. Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta. Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.

Trailer “Em Chamas”

Para quem ainda não viu, saiu o teaser Trailer de Em Chamas. A continuação e Jogos Vorazes promete ser ainda melhor que o filme  anterior. A estreia está prevista para 15 de novembro. 

Bienal

Bienal do Rio

E para quem ainda não sabe, o escritor Matthew Quick, autor de O lado bom da vida, confirmou presença na XVI Bienal do Livro Rio, que ocorrerá entre os dias 29 de agosto e 8 de setembro( tempo, por que você passa tão devagar?).

Pessoal, por hoje é só.
Beijos.

11 abr, 2013

Novidades por aí #79

Oi, gente, tudo bem? Percy, faroeste, assassinos e muito mais estão presentes no post de hoje. Aproveitem!

Planeta

Os irmão Sister – Patrick deWitt

Em Os irmãos Sister, Patrick deWitt faz uma homenagem ao universo clássico do Velho Oeste, transformando o cenário comum em uma inesquecível viagem cômica com personagens marcantes – perdedores, trapaceiros, românticos, confusos – e uma narrativa empolgante. Uma ficção histórica sobre os anos 1850 que mostra dois irmãos unidos pelo sangue, a violência e o amor. O Velho Oeste não foi mais o mesmo depois que eles chegaram. Será que você conseguirá acompanhar o gatilho desses dois irmãos? Cuidado! Você está na mira deles!

Arqueiro

Mesmo a Juh falando muito bem dessa série e eu achando as capas incrivelmente lindas, ainda não li A saga do tigre shame on me. Porém, vou confiar na opinião da minha companheira de blog e recomendar o quarto livro da série: O destino do tigre.
O destino do tigre – Colleen Houck

Sinopse: Com três profecias da deusa Durga solucionadas, agora resta apenas uma no caminho de Kelsey, Ren e Kishan para que a maldição seja quebrada. Mas o maior desafio do trio os aguarda: A busca pelo ultimo presente de Durga – A corda de fogo – nas Ilhas Andaman situadas na Baía de Bengala. Uma busca que ameaçará suas vidas. É uma corrida contra o tempo e o malvado feiticeiro Lokesh – neste ansiosamente aguardado quarto livro da série A Maldição do Tigre – colocará o bem contra o mal, testará laços de amor e lealdade, e , finalmente revelará o verdadeiro destino do Tigre, de uma vez por todas.

Record

Eu sei, eu sei, esta não é BEM uma novidade, foi lançado há um tempinho. Porém ocorreu quase um auto-flagelo aqui quando eu descobri que o quarto livro de uma das minha séries preferidas foi lançado e eu não tinha nem ideia. Por isso, estou aqui compartilhando com vocês, queridos leitores, esta saga, que conquistará todos gêneros e idades.

Revelações – Oliver Bowden

Sinopse: Escrito por Oliver Bowden, o livro traz de volta o herói de Renascença, o primeiro livro da coleção. Mais velho, sábio e ainda letal como nunca, o Mestre Assassino Ezio precisa refazer os passos do legendário Altaïr numa jornada de descoberta e revelações. Uma perigosa jornada que o leva até Constantinopla, o coração do Império Otomano, onde um exército de Templários planeja desestabilizar a região.

Intrínseca

Todos ansiosos para o lançamento do terceiro livro dos Heróis do Olimpo, né? Porém, tudo tem seu lado ruim: teremos que esperar até maio para termos o livro em mãos (alguém topa pedir uma ajudinha a Chronos para ver se esse tempo passa mais rápido?).
A marca de Atena – Rick Riordan

Sinopse: Annabeth está apavorada. Logo quando ela está prestes a reencontrar Percy — após seis meses afastados, graças a Hera —, parece que o Acampamento Júpiter se prepara para o combate. A bordo do Argo II com os amigos Jason, Piper e Leo, ela não pode culpar os semideuses romanos por pensarem que o navio é uma arma de guerra grega: afinal, com aquele dragão de bronze fumegante como figura de proa, a fantástica criação de Leo não parece mesmo nada amigável. A última esperança de Annabeth é que os romanos vejam seu pretor Jason ao lado deles e compreendam que os visitantes do Acampamento Meio-Sangue estão ali em uma missão de paz. E essa é apenas uma de suas preocupações. Annabeth guarda no bolso um presente da mãe, que veio acompanhado de uma ordem intimidadora: Siga a Marca de Atena. Vingue-me. A guerreira já carrega nas costas o peso da profecia que mandará sete semideuses em busca das Portas da Morte. O que mais Atena poderia querer? O maior medo de Annabeth, no entanto, é que Percy tenha mudado. E se ele estiver muito ligado aos costumes romanos? Será que ainda precisa dos velhos amigos? Como fillha da deusa da guerra e da sabedoria, Annabeth sabe que nasceu para liderar — no entanto, nunca mais sem o Cabeça de Alga.

Pessoal, por hoje é só.
Beijos.

21 mar, 2013

Novidades por aí #77

Oi, gente, tudo bem? Estamos de volta com mais novidades, e desta vez teremos a presença de John Green até Walcyr Carrasco, além de mais uma paródia de 50 tons. Não deixe de ler e comentar.

Arqueiro

Juntos para sempre – Walcyr Carrasco

SinopseAlan é um advogado bem-sucedido de São Paulo e leva uma vida aparentemente perfeita: mora em uma cobertura luxuosa, namora uma mulher lindíssima e pode ter tudo o que quiser. Mas todas as noites é atormentado por um sonho que o leva a um amor de outra vida. Assiste à morte na fogueira de uma jovem. E nesse momento promete: “-Eu me amarei para sempre!”. Quando desperta o sonho fica em sua cabeça. Envolvido por esse mistério, Alan vive dias de angustia. Tudo muda quando ele viaja para uma cidade do interior e encontra uma moça semelhante à que aparece em seu sonho. A profunda emoção que sente ao vê-la confirma que é a mesma pessoa. Essa é a primeira de várias evidências de que nada acontece por acaso. Mas, para seu espanto, a moça foge aterrorizada ao deparar com ele. Agora Alan precisa descobrir quem é essa mulher e qual é a ligação entre eles. Para isso, terá que rever sua existência e descobrir que as coisas realmente importantes não podem ser compradas. Auxiliado pela Terapia de Vidas Passadas, ele se entregará a uma árdua jornada de autoconhecimento. E entenderá que, embora o passado não possa se mudado, há uma nova vida para superar os erros e refazer os laços de amor, em busca de um futuro luminoso.

Galera

Que livro fofo!Temos um britânico, Nova York, amor à primeira vista, tudo lindo e colorido. E tem uns dias que a gente precisa dessa positividade, né?
A probabilidade estatística do amor à primeira vista – Jennifer E. Smith

Sinopse: Com uma certa atmosfera de Um dia, mas voltado para o público jovem adulto, A probabilidade estatística do amor à primeira vista é uma história romântica, capaz de conquistar fãs de todas as idades. Quem imaginaria que quatro minutos poderiam mudar a vida de alguém? Mas é exatamente o que acontece com Hadley. Presa no aeroporto em Nova York, esperando outro voo depois de perder o seu, ela conhece Oliver. Um britânico fofo, que se senta a seu lado na viagem para Londres. Enquanto conversam sobre tudo, eles provam que o tempo é, sim, muito, muito relativo. Passada em apenas 24 horas, a história de Oliver e Hadley mostra que o amor, diferentemente das bagagens, jamais se extravia.

Intrínseca

Own, John Green, por que tão perfeito? Dessa vez o personagem principal é um menino, e eu  adoro isso, pois foge do habitual. Além disso, eu me assustei, pois não imaginava que o segundo livro da série Delírio já estava nas bancas.Tenho que ler logo o primeiro.

O teorema de Katherine – John Green

Sinopse: Após seu mais recente e traumático pé na bunda – o décimo nono de sua ainda jovem vida, todos perpetrados por namoradas de nome Katherine – Colin Singleton resolve cair na estrada. Dirigindo o Rabecão de Satã, com seu caderninho de anotações no bolso e o melhor amigo no carona, o ex-criança prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar o fora, descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível antever, através da linguagem universal da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam.



Pandemônio – Lauren Oliver

Sinopse: Dividida entre o passado — Alex, a luta pela sobrevivência na Selva — e o presente, no qual crescem as sementes de uma violenta revolução, Lena Haloway terá que lutar contra um sistema cada vez mais repressor sem, porém, se transformar em um zumbi: modo como os Inválidos se referem aos curados. Não importa o quanto o governo tema as emoções, as faíscas da revolta pouco a pouco incendeiam a sociedade, vindas de todos os lugares… inclusive de dentro.

Planeta

CHEGA! Vocês viram que eu tentei ser compreensiva e aguentei muitas versões desse livro (que nem o original eu achei muita coisa), mas já passou dos limites. Na verdade, o escritor merece um crédito só por achar um trocadilho para o título que não foi usado ainda, mas também é só.
50 noites em tons de cinza – Laura Elías

Sinopse: Curiosa e em busca de novidades quentes no sexo, uma mulher decide ser instruída por seu amante ao longo de 50 noites inesquecíveis. Nessa excitante jornada de aprendizado, ele lhe dá aulas sobre todas mais as deliciosas formas de sentir prazer – e, às vezes, um pouco de dor… Em 50 noites em tons de cinza, você se verá em meio a uma deliciosa jornada erótica, recheada de imagens sedutoras e também de dicas essenciais para aqueles leitores que não resistirem e resolverem seguir os mesmos passos da personagem. Será que você também experimentaria 50 noites como essas?

Pessoal, por hoje é só.
Beijos.