Posts arquivados em Tag: Editora Valentina

27 mar, 2018

Proibido, de Tabitha Suzuma


Autora: Tabitha Suzuma

Título Original: Forbidden

Editora: Valentina

Número de Páginas: 304

Avaliação: 5/5

Onde Comprar:

Sinopse: Ela é doce, sensível e extremamente sofrida: tem dezesseis anos, mas a maturidade de uma mulher marcada pelas provações e privações da pobreza, o pulso forte e a têmpera de quem cria os irmãos menores como filhos há anos, e só uma pessoa conhece a mágoa e a abnegação que se escondem por trás de seus tristes olhos azuis.

Ele é brilhante, generoso e altamente responsável: tem dezessete anos, mas a fibra e o senso de dever de um pai de família, lutando contra tudo e contra todos para mantê-la unida, e só uma pessoa conhece a grandeza e a força de caráter que se escondem por trás daqueles intensos olhos verdes. 

Eles são irmão e irmã. 

Mas será que mundo receberá de braços abertos aqueles que ousaram violar um de seus mais arraigados tabus? E você, receberia?

A história de amor vivida por Lochan e Maya é muito mais do que o incesto, é antes de tudo a história de dois jovens lutando juntos para criar sozinhos uma família inteira.

“Você pode fechar os olhos para as coisas que não quer ver, mas não pode fechar o coração para as coisas que não quer sentir. (Página 9)

Eles foram abandonados por seu pai logo cedo, enquanto sua mãe divide-se em “encher a cara” e procurar um novo amante (que mulher odiosa!) deixando-os a própria sorte.

Assim, Maya e Lochan foram obrigados desde cedo a tomar as rédeas de suas vidas e cuidar dos irmãos menores, Kit, Tiffin e Willa. Crianças adoráveis, porém cada um numa fase diferente da vida e com seus próprios questionamentos.

Kit por exemplo, é o típico “garoto problema”, que no auge de seus 13 anos e uma ira incontrolável, acabará tomando decisões irreversíveis que afetarão diretamente todos a sua volta. Os dois menores, Tiffin e Willa ainda são muito novos e pouco entendem do que se passa a sua volta.

Ainda falando sobre o “casal”, Maya é mais passional e impulsiva, não diria que ela é irresponsável, muito pelo contrário, ela é absurdamente responsável, só que nesse caso em especial, ela esta sendo levada totalmente pelo amor que sente. Já Lochan é o mais racional da dupla, tanto que chega a dar pena de tanto sofrimento, são tantos questionamentos, tanto medo, tanta dor, que chega a ser angustiante acompanhá-lo.

“- Nós não fizemos nada de errado! Como nosso amor pode ser considerado horrível, quando não estamos fazendo mal a ninguém? Seus olhos descem aos meus, brilhando úmidos na penumbra. – Não sei – sussurra. – Como uma coisa errada pode parecer tão certa?” (Página 131)

Como começar a defender uma história como essa? Como é possível aceitar algo assim? Eu, sinceramente não sei. Porém, apesar dessa leitura tão intensa e insana, ainda não tenho palavras para definir o quanto esse livro me impactou, quantas reflexões e emoções diferentes ele me transmitiu, o quão linda é Maya e seu amor tão transparente e sem medos.

Lochan, que foi me conquistando mesmo com todos os seus conflitos internos, deixando meu coração em pedaços a cada capítulo. As crianças, que deram um toque todo especial a trama e o quanto essa história é impiedosa e ao mesmo tempo tão imaculada.

Não é um livro fácil e definitivamente não é para qualquer pessoa, acredito que é preciso uma dose extra de coragem, desprendimento e acima de tudo, amor, na sua concepção mais pura, para entender, aceitar e até torcer por um relacionamento condenado como esse.

“Mas como explicar ao mundo exterior que Lochan e eu somos irmãos apenas por causa de um acidente biológico?Que nunca fomos irmãos na acepção da palavra, mas sempre parceiros, tendo que criar uma família real à medida que crescíamos? Como explicar que jamais senti Lochan como irmão e sim como algo muito, muito além disso – minha alma gêmea, meu melhor amigo, parte das próprias fibras do meu ser? Como explicar que essa situação, o amor que sentimos um pelo outro – tudo que aos olhos da sociedade pode parecer doentio, pervertido e repulsivo -, para nós é totalmente natural, maravilhoso e …tão certo?” (Página 238)

Não há dúvida de que se trata de um livro perturbador, reflexivo e dilacerante que caminha por linhas tortuosas entre o certo e o errado, o pecador e o pecado. Mas, ao mesmo tempo é doce, emocionante e visceral, fazendo com que valha a pena cada página lida.

Tabitha Suzuma construiu uma história belíssima, fazendo com que seus personagens conquistassem o coração de seus leitores a ponto de deixar o contexto incestuoso de lado e concentrando-se apenas na vida dessa família e no amor desse casal, mesmo que isso não signifique um felizes para sempre.

 

 

02 jun, 2013

Caixa de Correio #94

Sem categoria
Meme semanal inspirado no In My Maibox do The Story Siren e no Resumo do Poison do Mon Petit Poison
Eu disse que ia gravar novos vídeos, mas acabei me enrolando e nessa semana não postei nenhum, me desculpem. 😛
Chegaram apenas dois livros, que parecem ser ótimos. Falei um pouco mais do que o normal, mas está valendo né? Bora ver o vídeo?
Links da semana:

Chegou:
Milagres do Ágape – Carol Kent & Jennie Afman Dimkoff |Ed. Valentina| (Skoob)
O futuro de nós dois – Jay Asher e Carolyn Mackler|Ed. Galera| (Skoob)

Acompanhe o blog nas redes sociais:
Siga no Twitter || Curta no Facebook || Se inscreva no Youtube
Beijos 🙂

09 maio, 2013

Novidades por aí #83

Oi leitores, tudo bem? Espero que gostem da novidades de hoje. Não se esqueçam de deixar um comentário com opiniões, sugestões, reclamações e até, quem sabe, elogios. 🙂

Suma de Letras

A fera perfeita – Michael Freedman, Robert Greenberg, Peter David

Sinopse: A fera perfeita conta como a humanidade se deparou com seu maior inimigo e como os antepassados dos heróis do planeta aprenderam a enfrentá-los. Expulsos da Terra pela poluição e o esgotamento dos recursos naturais, os últimos humanos colonizaram e prosperaram em Nova Prime. Algumas décadas depois, são surpreendidos por ataques brutais das naves dos Skrel – raça alienígena que considera o planeta um local sagrado –, mas graças ao Corpo de Guardiões, eficiente organização militar de defesa, derrotam os agressores. Após quatrocentos anos de paz, alguns habitantes influentes de Nova Prime começam a questionar a necessidade do Corpo de Guardiões. O Primus, líder espiritual da nova sociedade, se junta a um jornalista ambicioso numa campanha pelo fim da força militar. A alta cúpula dos Guardiões está prestes a fazer concessões aos críticos, quando o desastre acontece: naves estelares dos Skrel conseguem penetrar as defesas orbitais e depositam sua carga – mais de trinta Ursas, monstros criados em laboratório para matar e destruir. Grandes, rápidos, ferozes e imunes a todos os armamentos dos Guardiões, os Ursas levam morte e destruição à cidade de Nova Prime, devastando as tropas de Guardiões e desestabilizando a sociedade humana. Os engenheiros do Savant correm contra o relógio para desenvolver alguma arma capaz de ferir os inimigos, enquanto os últimos Guardiões usam táticas desesperadas para conter os Ursas. Uma cientista pode ter encontrado a chave para a vitória, mas pode ser tarde demais para a humanidade. O jovem Conner Raige, cujos antepassados participaram da vitória contra os Skrel, é um dos cadetes mais promissores do Corpo de Guardiões, apesar da personalidade excessivamente ousada e intuitiva. Porém, quando o velho inimigo da raça humana retorna, o jovem Guardião será testado até o limite. Pois, desta vez, os Skrel e os Ursas estão prontos para acabar com a humanidade de Nova Prime… e do universo.

Arqueiro

Adorei a sinopse do livro, me lembrou muito meus tempos de Sessão da Tarde, até porque esse pessoal tem tudo pra se meter em altas aventuras. Além disso, gostei bastante da capa, mesmo sendo bem simples. Está na minha listinha, que de “inha” não tem nada.
Sete dias sem fim – Jonathan Tropper


Sinopse: Judd Foxman pode reclamar de tudo na vida, menos de tédio. Em questão de dias, ele descobriu que a esposa o traía com seu chefe, viu seu casamento ruir e perdeu o emprego. Para completar, seu pai teve a brilhante ideia de morrer. Embora essa seja uma notícia triste, terrível mesmo é seu último desejo: que a família se reúna e cumpra sete dias de luto, seguindo os preceitos da religião judaica. Então os quatro irmãos, que moram em diversos cantos do país, se juntam à mãe na casa onde cresceram para se submeter a essa cruel tortura. Para quem aprendeu a vida inteira a reprimir as emoções, um convívio tão longo pode ser enlouquecedor.

Planeta

A primeira coisa que me chamou a atenção foi o título, logo fiquei morrendo de curiosidade pra ler a sinopse, adoro quando isso acontece! Gostei muito da proposta do livro, a história tem tudo para arrancar boas gargalhadas. Quando chega o meu exemplar mesmo?

Trabalhar no paraíso pode ser um inferno – Simon Rich


Sinopse: Entediado, Deus decide que a Terra já deu o que tinha que dar. A menos que dois anjos idealistas façam um milagre acontecer… Bem-vindo à Céu Ltda., a corporação mais mau administrada que existe. Desde tempos remotos, seu fundador e presidente (conhecido em alguns círculos como Deus) passa os dias jogando golfe. Quando resolve aparecer no trabalho, não é para acabar com guerras ou pôr fim à fome, mas sim para procurar seu nome no Google e ler o que os humanos pensam dele. Na verdade ele nem pensa muito na Terra, até o momento em que uma funcionária recém promovida a anjo lhe faz uma reprimenda e Ele é obrigado a pensar naquele planeta que criou e que… não deu certo! Diante dessa constatação, resolve mandar os homens pelos ares. Como não é uma decisão definitiva, só o resultado de uma aposta que propõe a seus anjos subalternos fará com que o Todo Poderoso desista de seu grande plano. Será que os anjos conseguirão ganhar a aposta? Qual truque esconderão na manga para salvar a humanidade do Juízo Final?

Intrínseca

A síndrome E – Franck Thilliez

Sinopse: Um estranho caso vem atrapalhar as férias de verão de Lucie Hennebelle, tenente de polícia em Lille. Seu ex-namorado ficou cego depois de assistir a um filme mudo, anônimo, com um roteiro enigmático, concebido por uma mente doentia. Simultaneamente, o comissário Franck Sharko, veterano da Divisão de Homicídios e analista comportamental na Divisão de Repressão à Violência, passa por um tratamento na tentativa de curar a esquizofrenia. No norte da França, cinco cadáveres não identificados foram encontrados sepultados a dois metros de profundidade mutilados de maneira atroz e em estado de decomposição avançada e Sharko cede ao chamado da aventura. Enquanto Lucie descobre os horrores escondidos no estranho filme, um misterioso informante do Canadá aponta-lhe o elo entre aquele rolo e os cinco cadáveres. Um único e mesmo caso, graças ao qual Lucie e Sharko, tão diferentes e ao mesmo tempo tão próximos em sua concepção do ofício, irão se encontrar. Das favelas do Cairo aos orfanatos do Canadá nos anos 1950, os dois colegas irão se deparar com um mal desconhecido, batizado como “síndrome E”. Uma realidade assustadora que revela como o ser humano pode ser capaz das maiores atrocidades.

Valentina

A Editora Valentina divulgou há alguns dias a compra dos direitos de publicação da Trilogia Thoughtless, de  S. C. Stephens. Os livros serão publicados em 2014.

Pessoal, por hoje é só.

Beijos.

09 abr, 2013

Promoção: Garota Tempestade

ENCERRADA
Quem aí quer um exemplar de Garota Tempestade, o primeiro volume da série O estranho mundo de Jane True? A Editora Valentina disponibilizou um exemplar para sorteio! Leia a resenha e clique no leia mais para saber como participar. 🙂

Informações Importantes:

1- Para participar é necessário ter endereço de entrega no Brasil.
2- Se inscrever utilizando o formulário Rafflecopter abaixo. (Dúvida? Entre em contato ou leia esse tutorial bem bacana no Icult Gen)
3- Em cada divulgação no twitter, você deve preencher o formulário com o link direto de sua divulgação.

4. O e-mail que você usou para logar no Rafflecopter DEVE ser um que você costume utilizar, é através dele que entrarei em contato.
5- A promoção é válida até o dia 23/04/2013. O resultado sai no dia seguinte e o livro será enviado diretamente pela editora.

a Rafflecopter giveaway

08 abr, 2013

Garota Tempestade – Nicole Peeler

O estranho mundo de Jane True #1
Autor: Nicole Peeler
Editora: Valentina

Numero de páginas: 277
Avaliação: 
Rockabill é uma cidadezinha pequena e extremamente conservadora. Jane True, 26 anos, vive lá com seu pai, mas não é a pessoa mais amada da cidade, já que há mais de vinte anos, uma linda mulher apareceu nua nas ruas da cidade, chocando a todos, e anos depois ela simplesmente sumiu. A mulher no caso é a mãe de Jane.
Jane sabe que não se enquadra na cidade. Ela ama cuidar do pai – que ainda sofre pelo desaparecimento da mulher que amava – e gosta muito de seu emprego na livraria Morrer de Ler (onde tem suas duas únicas amigas, Tracy e Grizzie), mas o preconceito e as lembranças de uma tragédia do passado sempre a assombram. A garota só consegue se sentir bem quando está no mar, em um dos seus mergulhos secretos, na madrugada, em águas congelantes – o que definitivamente não é algo normal.
Certo dia, em um dos seus nados noturnos, Jane encontra um corpo perto do Old Sow (um redemoinho mortífero) e resolve retirá-lo da água. A partir daí as coisas começam a ser reveladas. Jane descobre a verdade sobre sua origem, e quem de fato sua mãe é, e de quebra atrai a atenção de Ryu, um sexy vampiro encarregado de investigar os recentes acontecimentos. Para completar, o corpo que a garota encontrou não era apenas de um infeliz que se afogou, mas sim de um detetive de seres sobrenaturais, que investigava uma série de assassinatos de meio-humanos, e ao que tudo indica, Jane é a próxima da lista. A garota mergulha então em um mundo que ela nunca imaginou que pudesse existir repleto de vampiros, Globins, elfos e muito mais. 
***

Preciso confessar, quando vi a capa desse livro imaginei que fosse um livro jovem-adulto, ou até mesmo infantil, mas durante a leitura me deparei com algumas cenas bem quentes. Então, definitivamente não é um livro para jovens-adultos

Jane True é uma boa protagonista, só não gostei de sua libido exagerada (libido essa com quem ela costuma conversar, como se fosse uma pessoa real, quase outro personagem na história). Acho estranho a pessoa passar por uma situação tensa de quase morte, e logo em seguida estar animada para o sexo. Enfim, hormônios. O que me agradou bastante foi o bom humor da protagonista, seus devaneios não me incomodaram, então a narrativa em primeira pessoa fluiu bem. No entanto, em alguns trechos Nicole Peeler optou por utilizar uma linguagem um tanto chula, que achei desnecessária e desconfortável (por sorte são só alguns trechos, que não citarei).
“(…) Você não deve julgá-lo por ter presas, uma vez que ele não julgou você por ter pirado. Isso sem falar que vampiros são quentes… na cama.
Você não está ajudando, repreendeu-me o aspecto mais virtuoso da minha personalidade.
Os deuses ajudam aqueles que se ajudam,  minha libido sorriu maliciosamente (…)” Página 79
O “mocinho” da história é Ryu, um vampiro gostosão e bem humorado. Gostei dele, mas definitivamente não é um personagem que me faça suspirar, me encantei mais por outro personagem, mas não posso dizer o nome sem revelar algumas coisas. A atração entre Ryu e Jane é quase que imediatamente, e eles mal podem se tocar sem soltar faíscas, como eles não fazem juras de amor eterno, ficou mais crível. Eles se sentem atraídos  se dão bem em todos os sentidos, mas nada de amor à primeira vista. Ao que parece eles vão se apaixonar de verdade aos poucos.
“(…) Ele sorriu, e meu coração falhou oito batidas seguidas. Ou eu estava me apaixonando por aquele cara ou tendo uma arritmia.” Página 108
A mitologia utilizada por Nicole Peeler mistura muitos tipos de seres sobrenaturais, e fiquei com medo de que não desse certo, mas fui surpreendida, gostei bastante de todos eles. Alguns eu sequer havia ouvido falar, e acredito serem frutos apenas da imaginação de Peeler. Achei a trama coerente, e o motivo dos assassinatos fez bastante sentido. Tenho a leve impressão de que Ryu não é tão bom quanto parece, mas isso só saberei nos próximos volumes, neste primeiro livro ele é um príncipe. 

Garota Tempestade é um livro envolvente e de leitura rápida, leva três estrelas porque apesar de ser bacana, não faz exatamente o meu estilo e não me deixou assim tão ansiosa para o próximo livro – Caçadores de Tempestade (sim, eu irei lê-lo, mas não estou surtando de ansiedade). O livro se enquadra no gênero Urban Fantasy, que pelo que entendi é um subgênero da fantasia, e sua trama se desenrola em um ambiente urbano (corrijam-se eu estiver errada!). 

Por fim, preciso falar do trabalho da Editora Valentina, está praticamente impecável. Eles mantiveram a capa original, que eu acho linda (ainda que engane e passe a sensação de ser um livro juvenil), e a diagramação caprichada. Fico feliz em ver uma editora tão jovem que já comece com o pé direito! 

Se você curte o gênero, Garota Tempestade é uma boa pedida.