Posts arquivados em Tag: O que eu andei lendo

28 nov, 2016

Livros lidos em Outubro (2016)

10 ago, 2016

Leituras do mês de Julho

Oi gente! Depois de muito tempo, o vídeo de leituras do mês está de volta. 🙂

Agora, me contem nos comentários quais os livros que vocês leram neste mês que passou!

25 mar, 2015

A toda prova – Harlan Coben

Harlan CobenMickey Bolitar #3
Autor: 
Harlan Coben 
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 
221
Avaliação: 
5/5
Onde comprar: Submarino | Americanas

A Toda Prova é o terceiro livro da série Mickey Bolitar, se você ainda não leu os livros anteriores, essa resenha conterá spoilers sobre o enredo dos livros anteriores.

Sinopse: Oito meses se passaram desde que Mickey Bolitar presenciou a trágica morte de seu pai. Por muito tempo, o garoto não teve nenhum motivo para questionar o que aconteceu naquele acidente fatal. Porém, de repente, ele começa a perceber mentiras, segredos obscuros e questões sem resposta que o deixam desnorteado. Por que sua vizinha reclusa afirma que Brad Bolitar está vivo? Por que o paramédico que tentara socorrer seu pai reapareceu subitamente na cidade?

Mesmo ansiando pela solução do mistério, Mickey precisa se dedicar a outro estranho caso. Sua amiga Ema revela que começou um relacionamento pela internet e que está apaixonada. Contudo, seu suposto namorado sumiu sem explicação. Recusando-se a acreditar que foi enganada, ela pede a ajuda de Mickey. Aparentemente, a fama do sobrinho de Myron Bolitar como investigador já se espalhou, pois até seu rival, Troy Taylor, suplica que ele o auxilie. O garoto foi pego no exame antidoping e ficará de fora do time de basquete em seu último ano na escola. Ainda que desconfiado, Mickey acaba se envolvendo em uma trama que se mostrará mais grave do que parece.

Neste desfecho da série, três mistérios mobilizam a vida do jovem herói, mas nada pode prepará-lo para a grande verdade

Olha, preciso ter uma conversa séria com o Harlan Coben. Sacanagem escrever um livro tão bom e finalizar desse jeito enlouquecedor. Sim, o final é conclusivo, mas eu queria MAIS! Quando terminei a leitura eu dei risada, achando que era pegadinha, pesquisei um monte para saber se teria um 4º livro, e não, aparentemente esse é o último mesmo.

A história está ainda melhor do que no livro anterior, Mickey continua certo de que seu pai está vivo, então ele pede ao seu tio Myron para que consiga a autorização para a exumação do corpo de Brad. Ele espera que o caixão esteja vazio, mas para sua surpresa lá dentro tem uma urna com as cinzas de alguém, que todos afirmam ser Brad Bolitar.

“O seu pai foi cremado. As cinzas dele foram postas naquela urna e enterradas. Isso não é costumeiro, mas também não é incomum.”

Mickey não consegue acreditar nisso, mas existem outras situações que precisam de sua atenção. Além de ele ser odiado pelo seus colegas do time de basquete, Dona Morcega aparece e diz que ele, Ema, Colherada e Rachel precisam encontrar Jared Lowell. Existe muita coisa por trás disso, já que Ema conhecia o rapaz e se correspondia com ele pela internet, até ele sumir sem deixar vestígios. Para completar, a última publicação de Jared no Facebook é de uma borboleta, símbolo do Abrigo Abeona. A revelação dessa parte da trama foi bem surpreendente, eu não imaginava. 

“Tudo mudou em um estante. Foi uma coisa que aprendi do modo mais difícil. O mundo da gente não desmorona pouco a pouco. Não se desfaz gradualmente nem se parte em pedacinhos. Pode ser destruído num estalar de dedos.”

Como se não bastasse, ele ainda se vê ajudando um dos seus inimigos, Troy Taylor foi pego no exame antidoping, mas ele jura não ter usado nada. O espirito investigativo e a necessidade de aceitação na equipe de basquete fazem com que Mickey se envolva em mais um problema.

São três pontos, três situações que requerem a atenção de Mickey. E ainda que ela tenha os melhores amigos do mundo (amor eterno por Ema e Colherada), eu queria muito que ele pedisse ajuda ao tio, foi difícil ver me personagem preferido da vida ali, sem ser solicitado, mesmo com toda a experiência que tem. Lógico que eu entendo os motivos de Mickey para não querer a ajuda de Myron, mas eu tive vontade de fazê-lo mudar de ideia.

Nesse volume percebemos que Mickey está um pouco confuso em relação aos seus sentimentos por Ema, o que eu achei uma boa sacada do autor em meio a tantos problemas passados pelo protagonista. A construção dos personagens é extremamente bem feita, eles são gente como a gente, impossível não se identificar. Assim como na série de Myron Bolitar, Coben também criou amigos que são quase irmãos, que fazem de tudo uns pelos outros. Isso me leva a crer (e desejar, e torcer e orar muito) para que futuramente existam novos livros de Mickey, numa versão adulta, com seus amigos Ema e Colherada. Não custa nada sonhar.

São apenas 221 páginas, mas que são mais do que suficientes para trazer todo o tipo de sentimento: ansiedade, alegria, angustia e esperança. Tudo se interliga, cada pista e detalhe é explicado, e fica óbvio que tudo estava bem no nosso nariz, o tempo todo! E o final… é arrasador e sensacional. Eu quase infartei. A história se conclui, mas eu não acharia ruim se tivesse pelo menos um epílogo.

“Por mais dolorosa que seja, a verdade deve vir à tona a qualquer custo.”

Mais uma vez tiro meu chapéu para o mestre Harlan Coben, para mim o melhor autor do gênero. O meu preferido, vocês sabem. Recomendo sem sombra de dúvidas, na verdade recomento TODOS os livros dele hahaha.

E vocês? Já leram também?

11 mar, 2015

LEITURAS – Janeiro e Fevereiro | Parte 1 e 2

Oi geeente! Tudo bem com vocês?

Eu gravei o vídeo para ter uma parte só, mas foram incríveis 39 minutos de falação. Na edição eu consegui diminuir para 28, mas mesmo assim achei que não seria bacana. Então, vou postar duas partes, que ai fica melhor para vocês ok?


Livros lidos em Janeiro e Fevereiro:

O Sangue do Olimpo – Rick Riordan

As Crônicas de Bane – Cassandra Clare e outras

O Que Restou de Mim – Kat Zhang

Um passo em falso – Harlan Coben (resenha da Val)

Prisioneiros do Inverno – Jennifer McMahon

O cavaleiro fantasma – Cornelia Funke

Amanhã, quando a guerra começou – John Marsden

Felizes para Sempre – Nora Roberts

O Diário secreto de Lizzie Bennet – Bernie Su e Kate Rorick

A 5ª Onda – Rick Yansey

Gostou? Não deixe de se inscrever no canal, para receber os próximos vídeos.:)

 

11 out, 2014

O que eu andei lendo – Setembro/2014

O que eu andei lendo é um meme criado pela Pâm, do Garota It.

E depois de MUITO tempo, voltei com o vídeo das minhas leituras! Vocês pediram bastante, então achei válido, espero que gostem! Não esqueçam de mudar a configuração do vídeo para HD, melhora MUITO!

Resenhas:
Seis anos depois, de Harlan Coben 
Encontrada, de Carina Rissi 
Se eu ficar, de Gayle Forman
As Batidas Perdidas do Coração, de Bianca Briones 
Fantasma, de Roger Hobbs
No Limite da Ousadia, de Katie MaccGarry
 
E vocês, o que leram no mês de setembro? Têm alguma boa indicação? Me contem ai nos comentários. 🙂