mm1 mm2 mm3mm4 mm5 mm6 mm7


16
maio 2017

ARQUIVADO EM: Literatura

Autor: John Boyne

Título Original: This House is Haunted

Editora: Companhia das Letras

Número de Páginas: 296

Avaliação: 5/5

Onde Comprar:  Amazon | Americanas | Submarino

 

Sinopse: Até a morte do pai, a jovem Eliza levava uma vida privilegiada – se não em termos materiais, ao menos em carinho e proteção.

Determinada a deixar as lembranças tristes para trás e reconstruir sua história em outro lugar, ela vê a oportunidade perfeita em um anúncio de governanta, que busca alguém para cuidar das crianças de um casarão no leste da Inglaterra.

Mas ela nunca poderia suspeitar o que a aguardava nesse novo trabalho. Há uma presença maligna à espreita na casa, e Eliza se vê em uma guerra de nervos contra esse adversário desconhecido, invisível (e talvez imaginário), que a acompanha em todos os momentos com a aparente intenção de matá-la.

Conheço a escrita de John Boyne desde O Menino do Pijama Listrado, e estava acostumada com seu estilo, sempre abordando guerras e tragédias em seus livros de maneira menos chocante que o necessário.

No entanto, fui tomada por um sentimento de absoluta surpresa quando me deparei com a história de Eliza. Uma moça que se vê sozinha após o falecimento de seu pai e encontra no emprego como governanta, a oportunidade perfeita para refazer sua vida.

“Eu nunca tinha irmãos para tomar conta e ninguém que tomar conta de mim; nenhum primo cuja vida poderia me interessar e ninguém que se interessaria pela minha. Estava totalmente sozinha” (Página 38)

Em A Casa Assombrada, somos apresentados a um estilo novo do autor, algo nunca antes visto. As graciosas referências feitas à Charles Dickens, dão um toque todo especial a trama.

“Nunca ouviu falar de Um Conto de Natal?, perguntei, estupefata, pois o romance tinha sido um grande sucesso.

De Charles Dickens.

Não, senhorita. Não estou familiarizado com esse cavalheiro.” (Página 89)

 

O modo como ele conduziu essa história, as surpresas, reviravoltas e descrições de extrema precisão, fazem com que o leitor se sinta inserido naquela casa, participando ativamente de tudo o que acontece lá. É assustador!

“Gritei, erguendo as mãos para o céu, desesperada. Porque tinha sido incumbida de fazer aquilo? O que tinha para merecer aquele destino?” (Página 274)

John Boyne nos tira o fôlego nesse novo gênero e é incontestavelmente perfeito. Nesse livro sem igual, o autor nos remete a Inglaterra e seus casarões exuberantes, nos fazendo mergulhar de cabeça em uma história assombrosa e surpreendente.

Nessa homenagem às clássicas histórias de fantasmas do século XIX, o autor nos conduz para algo extraordinariamente original e envolvente, sendo impossível largar até a reviravolta final. Indico John Boyne de olhos fechados, ele é sensacional!



28
jun 2016

ARQUIVADO EM: Literatura

Anna Vestida de SangueAnna #1
Autor:
Kendare Blake
Título original:
 Anna dressed in blood
Editora: Verus
Número de páginas:
252
Avaliação: 
4/5
Onde comprar: Amazon | Americanas | Saraiva | Submarino

Após a morte brutal de seu pai, Cas Lowood decidiu seguir seus passos e continuar o trabalho. Cas é um caça-fantasma, e sua missão é caçar e matar todos os fantasmas que vagam por ai, usando seu poderoso punhal, herança de seu pai. Ele está acostumado a viajar de cidade em cidade, juntamente com sua mãe (uma bruxa do bem) e um gato farejado de espíritos, para cumprir suas missões. Cas sempre conseguiu realizar seu trabalho com sucesso, e quando recebe o aviso para a sua próxima missão, está tranquilo e confiante. O fantasma da vez é conhecido como Anna Vestida de Sangue, uma garota de dezesseis anos que morreu em 1958, e a partir dai assombra a casa onde vivia, matando todos aqueles que ali ousam entrar.

“Mover, caçar e matar. Como espuma, enxague e repita.”

Cas investiga a história de Anna, e acaba aparecendo na casa dela, com alguns dos seus novos colegas. Quando Anna mata o colega de Cas, mas poupa sua vida, o caçador percebe que Anna é diferente dos outros fantasmas que ele já encontrou, e que assim como Anna poupou sua vida, ele também está disposto a saber mais sobre a garota e poupá-la da morte.

Kendare Blake me surpreendeu bastante, nunca tinha ouvido falar da autora, mas fui fisgada por sua narrativa envolvente e real. Anna é raivosa, violenta e sanguinária, e a autora deixa isso bem claro. Vamos entendendo um pouco mais do que aconteceu com ela, o que me causou profundo espanto e nojo. Anna não é assim porque quer, ela foi levada à isso. Cas está decidido a seguir o legado de seu pai, e assim que possível se vingar do fantasma que o matou. 

“Eu não tenho a minha faca”, murmuro.

“Não comece isso”, diz Anna. Ela caminha para longe de mim bruscamente.

“Arthur sem Excalibur ainda era Arthur.”

O relacionamento de Cas e Anna é envolvente, a dinâmica dos dois é tao real que quase esquecemos que Anna é um fantasma –  de certa forma maligno -, e torcemos para que eles consigam resolver os problemas, e quem sabe ficar juntos. 

Os personagens secundários são ótimos, gostei muito de como eles acabam se tornando uma equipe, mesmo Cas não querendo. A amizade se desenvolve de uma maneira bastante convincente. O vilão também merece seu destaque, sua maldade é real. E por falar nisso, Kendare Blake não poupa algumas descrições de mortes, é um livro adolescente, mas de maneira bem crua e realista. 

Anna vestida de sangue é um versão jovem da série Supernatural (não no sentido de cópia da trama, pois elas são bem diferentes), foi fácil imaginar Cas como uma versão jovem de Sam ou Dean. Gostei muito do desenvolvimento, e o final conseguiu ser mesmo assustador. Fiquei muito empolgada e quero muito ter o segundo (e provavelmente) último livro em mãos logo! 

Se você curte uma boa aventura sobrenatural, Anna vestida de sangue é o livro certo para você. Recomendo!



11
dez 2013

ARQUIVADO EM: Sem categoria
Névoa #1

Autor: Kathryn James

Editora: Farol
Número de páginas: 334

Avaliação:
(Skoob

Gwen e Nell são irmãs, mas elas não poderiam ser mais diferentes. Gwen é linda, popular e amada por todos. Nell tem 13 anos e passa despercebida em todos os lugares, é como se ela fosse invisível. Apesar dessa diferença, as duas se amam demais, e Nell faria de tudo para proteger a irmã.

Quando Gwen dedide dar uma festa no bosque, um lugar proibido por não ser exatamente seguro, Nell é totalmente contra. No entanto, ela não consegue evitar que a festa se realize e o pior acontece, Gwen desaparece na névoa que envolve o bosque. Desesperada, Nell faz de tudo para encontrar a irmã, e ela acaba contando com a inesperada ajuda de Evan River, o garoto misterioso que ela conheceu no colégio. A partir de então, Nell passa a descobrir segredos bem guardados, e percebe que tudo aquilo que ela imaginava ser apenas uma lenda, pode ser mais real do que ela esperava.

************ 

Assim que vi a capa desse livro fiquem maluca para lê-lo, a arte é linda e em mãos é mais incrível ainda. Os seres sobrenaturais da vez também me agradaram, eles não são assim tão explorados na literatura.

Não consegui me apaixonar totalmente pela trama, mas gostei bastante da história e da narrativa, em terceira pessoa, de Kathryn James. Consegui me envolver e ansiar para saber como tudo se finalizaria. O clima sombrio é bem presente (não ao ponto de sentirmos medo, longe disso), as descrições da autora são ótimas e me propiciaram uma visualização clara dos cenários, adoro quando isso acontece!

“Sombras oscilavam fracamente no canto do seu olho, e as árvores rangiam e gemiam com o vento frio, fazendo os cabelos de sua nuca se arrepiarem em alerta. O bosque era antigo. Estendia-se por quilômetros atrás de sua casa, sombrio e secreto. Se olhasse para o seu interior, tinha a sensação de ele estar olhando de volta.”

Eu gostei muito de Nell, mas o fato de ela ter apenas 13 anos, e ser tão esperta e corajosa ficou um pouco forçado. Não que eu não ache possível alguém tão jovem ser tão decidido, mas a maneira como Nell foi descrita de início não condiz com sua coragem, pelo menos para mim soou um tanto estranho. Mas, em contrapartida o amor de Nell pela irmã é muito real, então as coisas acabaram se equilibrando um pouco.

O conflito entre os humanos e os seres sobrenaturais foi bem trabalhado, a mitologia me pareceu bem inovadora. As peças vão se encaixando lentamente, e juntamente com Nell vamos descobrindo os segredos por trás daquela Névoa. Meu personagem preferido sem dúvidas foi Evan, ele é doce e se preocupa com Nell, mas está dividido, não sabe a quem realmente ser leal.

Névoa não é um livro altamente surpreendente, mas se você gosta de fantasia infantojuvenil, é bem provável que aprecie a leitura, vi muitas resenhas cinco estrelas em diversos sites. O trabalho da Farol ficou impecável, a capa é linda e a diagramação – apesar de simples -, ficou ótima! O tamanho da fonte foi um presente para os meus olhos míopes. O livro tem continuação, “Frost” será lançado em 2014, e ao que tudo indica será uma trilogia. 😉






ilustrações design e desenvolvimento