mm1 mm2 mm3mm4 mm5 mm6 mm7


27
jan 2017

ARQUIVADO EM: Literatura

Garota-DesaparecidaAutor: Sophie McKenzie
Título original:
Gilr Missing
Editora:
Verus
Número de páginas:
 328
Avaliação: 
2/5
Onde comprar: Amazon |
Americanas | Saraiva | Submarino

Sinopse: “Lauren mora na Inglaterra e sempre soube que é adotada. Mas, quando uma breve pesquisa sobre o seu passado revela a possibilidade de ela ter sido roubada de uma família americana ainda bebê, a vida de Lauren de repente parece uma fraude. O que ela pode fazer para tentar encontrar os pais biológicos? E seus pais adotivos terão sido os responsáveis por sequestrá-la? Lauren convence sua família a fazer uma viagem para o outro lado do Atlântico e, lá chegando, foge a fim de tentar descobrir a verdade. Mas as circunstâncias de seu desaparecimento são sombrias, e os sequestradores de Lauren ainda estão à solta — e dispostos a qualquer coisa para mantê-la calada.”

Lauren tem 14 anos e uma vida bem comum, até o dia em que uma redação de escola faz com que ela acabe no site de crianças desaparecidas, roubadas de suas famílias. Uma das crianças se parece muito com ela, e a idade também bate. Quando pergunta sobre seu passado aos seus pais, ela percebe que eles não ficam confortáveis com o assunto e preferem não responder suas perguntas. Lauren então decide descobrir quem ela realmente é, se foi ou não roubada quando bebê. Após convencer sua família, Lauren parte com eles para uma viagem aos EUA, a fim de descobrir a verdade. No entanto, ela não imaginava a quantidade de problemas e perigos que iria enfrentar.

A história tinha tudo para ser um thriller eletrizante, cheio de reviravoltas e suspense, mas infelizmente não foi. A narrativa de Sophie Mckenzie é ótima, a leitura transcorre rapidamente de forma bem leve, o problema é que as situações são bem absurdas e fantasiosas. Lauren tem apenas 14 anos, mas se livra das situações mais perigosas possíveis com a maior facilidade, como se ela fosse imbatível.

Por falar em Lauren, preciso dizer o quanto não gostei da personagem, não consegui me identificar e nem torcer por ela. No inicio, quando ela vê o site de crianças desaparecidas, eu fiquei empolgada, me lembrou o filme “Sem Saída”, que tem uma premissa bem parecida. Mas Lauren é muito mimada e egoísta, ela toma as piores decisões e não pensa em mais ninguém! Ela arrasta seu melhor amigo, Jam, para o meio de um furação, mas parece não valorizar tanto assim a fidelidade dele (que é um personagem bem fofo).

A facilidade com que Lauren e Jam se livram dos perigosos chega a ser banal. A autora cria um super clímax, a ação está no pico, mas ai tudo se resolve e pronto, sem dificuldade. Lembrando que são adolescentes de 14 e 15 anos, em um outro país. Jam é quem “salva” a trama, ele se mostra muito mais consciente e centrado, claro que ele tem atitudes equivalentes à sua idade, mas nada comparado à Lauren. Existe um pouco de romance também, que dá uma leveza à história.

O problema do sequestro de crianças é bem real e, ainda que superficialmente, conseguimos ver o quanto as famílias são destruídas quando esse tipo de coisa acontece. De forma geral, o livro não me convenceu, mas ainda assim acho que toda a leitura é válida. Vi algumas resenhas positivas, então pode ser que vocês gostem muito mais do que eu. Me contem se isso acontecer. 🙂






ilustrações design e desenvolvimento