Posts arquivados em Tag: Thriller

23 abr, 2018

A Outra Sra. Parrish, de Liv Constantine


Autora: Liv Constantine

Título Original: The Last Miss Parrish

Editora: HarperCollins

Número de Páginas: 432

Avaliação: 5/5 ♥

Sinopse: Amber Patterson não aguenta mais. Está cansada de ser uma ninguém: uma mulher sem graça e invisível que não se destaca na multidão. Ela merece mais – uma vida de dinheiro e poder como a que Daphne Parrish, a deusa loira dos olhos azuis, tem e não valoriza. Para todos na pequena cidade de Bishops Harbor em Connecticut, a socialite e filantropa Daphne e seu marido Jackson, o magnata do mercado imobiliário, são um casal que parece recém-saído de um conto de fadas. A inveja de Amber poderia consumi-la por dentro… Se ela não tivesse um plano. Amber usa da compaixão de Daphne para se inserir na vida da família – o primeiro passo de um esquema meticuloso para destruí-la. Em pouco tempo, ela se torna a amiga mais próxima de Daphne, vai para a Europa com os Parrish e suas duas belas filhas, e se aproxima de Jackson. No entanto, um fantasma de seu passado pode destruir tudo que ela construiu e, se seu segredo for descoberto, seu plano perfeito pode ir por água abaixo. Com reviravoltas chocantes e segredos tão profundos que te deixarão tentando adivinhá-los até o final da história, A outra Sra. Parrish é um thriller repleto de emoções e completamente viciante, escrito por mãos diabolicamente imaginativas.

A história começa mostrando o perfil de Amber Patterson. Mentirosa nata, muito persuasiva e perspicaz. Se infiltra na vida de Daphne e com seu plano diabólico, vai sorrateiramente destrinchando a vida da “Nova Melhor Amiga”. Em um piscar de olhos, Amber torna-se imprescindível na vida de Daphne. Sempre solícita e humilde, a nova moradora de Bishops Harbor, era mesmo um achado, uma preciosidade que sem levantar suspeitas, estava sempre disposta a ajudar no que fosse preciso.

Li vários thrillers com personagens que possuíam o mesmo comportamento doentio de Amber, adoro esse gênero! Mas, a protagonista criada por Liv Constantine superou alguns desses personagens igualmente distorcidos com louvor. Ela vai além em suas maldades, é cruel, maléfica e tem plena consciência disso.

Na sequência somos apresentados a Daphne Parrish, uma socialite, casada com o multimilionário Jackson Parrish e mãe de duas meninas, Tallulah e Bella. Proprietária da bem sucedida instituição “Sorriso de Julie”, cujo nome foi dado em homenagem a sua falecida irmã, vítima de fibrose cística, Daphne desperta em Amber o audacioso sentimento da cobiça. A misteriosa mulher quer ter o que Daphne tem, quer frequentar os mesmos lugares que Daphne e o mais perigoso de tudo, ela quer ser Daphne.

Amber chega na vida de Daphne de maneira sutil, fazendo parecer que sua  presença não passava de uma grande coincidência ou obra do destino.

“- Ah, meu Deus, Amber. É inacreditável. Estou começando a sentir que foram os céus que nos uniram.

– Parece que era pra ser – respondeu Amber, depois parou por alguns segundos.” (Página 41)

Contudo, ao longo da trama, acompanhamos uma pessoa fria, calculista e absolutamente obcecada pela vida de outra mulher. Sem uma razão aparente, apenas motivada pela inveja do estilo de vida e classe social de sua vítima, Amber estuda minuciosamente todos os passos de Daphne, que por sua vez, recebe a estranha de braços abertos no ceio de sua família, sem saber que estava alimentando uma cobra pronta para dar o bote.

“Daphne era tão boa que ela quase se sentia culpada.” (Página 109)

Foi realmente uma experiência excepcional acompanhar as astúcias de Amber no intuito de se transformar na outra Sra. Parrish. Sua sagacidade e ousadia, tem requintes de psicopatia e extrapolam qualquer limite. Ela é verdadeiramente diabólica e esta disposta a tudo para conquistar seu objetivo.

“Ela não queria um lugar só para ela. Queria o lugar de Daphne.” (Página 222)

Com um plano mirabolante e estratégias dignas dos melhores enxadristas, num enredo insano sobre segredos, mentiras, inveja e traição, as irmãs Constantine nos surpreendem em seu livro de estreia e conduzem a história de maneira genial, deixando seus leitores extasiados a cada página, e a reviravolta final, fecha com chave de ouro esse thriller espetacular!

Super indicado para os fãs de suspense e para aqueles que pretendem se aventurar no gênero, já é um dos meus favoritos. Sensacional!

19 jul, 2017

O casal que mora ao lado, de Shari Lapena

Autor: Shari Lapena
Título original: 
The couple next door
Editora: 
 Intrínseca
Número de páginas:
 294
Avaliação: 
3,5/5
Onde comprar: Amazon | 
Americanas | Saraiva 

É o aniversário de Graham, e sua esposa, Cynthia, convida os vizinhos, Anne e Marco Conti, para um jantar. Marco acha que isso será bom para a esposa; afinal, ela quase nunca sai de casa desde o nascimento de Cora e da depressão pós-parto. Porém, Cynthia pediu que não levassem a filha. Ela simplesmente não suporta crianças chorando. Marco garante que a bebê vai ficar bem dormindo em seu berço. Afinal, eles moram na casa ao lado. Podem levar a babá eletrônica e se revezar para dar uma olhada na filha. Tudo vai dar certo. Porém, ao voltarem para a casa, a porta da frente está aberta; Cora desapareceu. Anne e Marco se envolvem em uma teia de mentiras, que traz à tona segredos aterradores.

No vídeo de hoje trago pra vocês a resenha do suspense psicológico “O Casal que mora ao lado”, apesar de ter achado o final um tanto corrido, gostei bastante da leitura e acho que vale a pena. 🙂

26 abr, 2017

Quem era ela, de JP Delaney

quem eraAutor: JP Delaney
Título original:
The Girl Before
Editora:
 Intrínseca
Número de páginas:
 336
Avaliação: 
4,5/5
Onde comprar: Amazon |
Americanas | Submarino

Sinopse: É preciso responder a uma série de perguntas, passar por um criterioso processo de seleção e se comprometer a seguir inúmeras regras para morar no nº 1 da Folgate Street, uma casa linda e minimalista, obra-prima da arquitetura em Londres. Mas há um preço a se pagar para viver no lugar perfeito. Mesmo em condições tão peculiares, a casa atrai inúmeros interessados, entre eles Jane, uma mulher que, depois de uma terrível perda, busca um ponto de recomeço.
Jane é incapaz de resistir aos encantos da casa, há muitos segredos por trás daquelas paredes claras e imaculadas. Com tantas regras a cumprir, tantos fatos estranhos acontecendo ao seu redor e uma sensação constante de estar sendo observada, o que parecia um ambiente tranquilo na verdade se mostra ameaçador.
Enquanto tenta descobrir quem era aquela mulher que habitou o mesmo espaço que o seu, Jane vê sua vida se entrelaçar à da outra garota e sente que precisa se apressar para descobrir a verdade ou corre o risco de ter o mesmo destino. Com um suspense de tirar o fôlego e um clima de tensão do início ao fim, JP Delaney constrói um thriller brilhante repleto de reviravoltas até a última página. Uma história de duplicidade, morte e mentiras.

Oi gente! A resenha de hoje é de um livro ótimo, um thriller intrigante que nos deixa com diversas dúvidas. A narrativa é dividida em dois tempo: o passado, com Emma, e o presente, com Jane. As narrativas vão encaminhando, até o momento onde elas praticamente se fundem. O ponto de ligação entre as duas personagens é a casa da Folgate Street, nº1. Uma casa de arquitetura minimalista, e que contém uma lista imensa de exigências para ser alugada.

Se você se interessou, corre para conferir a resenha em vídeo, quanto mais vocês curtirem, mais fácil é para eu conseguir um sorteio. 🙂 😉

14 dez, 2016

Serviço Secreto, de Lee Child

servico-secreto-lee-childJack Reacher #6
Autor:
Lee Child
Título original:
Without Fail
Editora: Bertrand Brasil
Número de páginas:
 420
Avaliação: 
5/5
Onde comprar: Amazon |
Americanas | Saraiva | Submarino

Sinopse: Jack Reacher está acostumado a vagar sozinho de uma cidade a outra, sem destino, emprego, endereço ou identidade. Entretanto, ao ser procurado por M. I. Froelich, uma agente do Serviço Secreto, recebe um pedido bastante incomum: “Quero contratá-lo para assassinar o vice-presidente dos Estados Unidos da América”. Mais nova chefe de segurança do vice-presidente eleito, ela quer que Reacher tente encontrar as falhas na defesa de sua equipe, testando sua eficácia contra um potencial ataque. Reacher é a pessoa certa para isso: tem a habilidade e a furtividade de um ex-policial do Exército, além de ser totalmente anônimo. Ela só não fala que, na verdade, a ameaça é real e a vida do vice-presidente de fato corre perigo.

A resenha NÃO contém spoilers dos livros anteriores

Jack Reacher é um ex-militar muito inteligente e experiente, que não tem endereço, carteira de motorista, conta em banco ou qualquer coisa que o prenda em algum lugar. Sua localização é sempre praticamente impossível de ser encontrada, a não ser que ele queira. No entanto, dessa vez alguém consegue localizá-lo, conseguindo imediatamente a sua atenção.

A agente do Serviço Secreto, M. I. Froelich, é além de muito competente, responsável pela segurança do vice-presidente dos EUA. Froelich foi namorada de Joe (o falecido irmão de Reacher) e diz que contatar Reacher foi sugestão de Joe, que garantiu que ele seria a pessoal ideal para o que Froelich precisa. A proposta da agente é que Jack teste a segurança de sua equipe, tentando encontrar as brechas e expondo as possíveis maneiras de matar o vice-presente. Ela alega ser apenas um teste da equipe, mas Reacher sabe que existe muito mais por trás disso, e que provavelmente o perigo é real. 

Jack aceita a missão, e convida sua velha amiga, Frances Neagley para participar. Em poucos dias ele comprova que o presidente poderia ter sido morto três vezes, o que revela que a equipe de Froelich realmente tem uma falha na segurança. Reacher e Neagley então passam a ajudar o governo a se livrar da ameaça real, correndo contra o tempo, antes que seja tarde demais. 

Reacher é um dos melhores personagens já criados, em minha opinião. Sou totalmente fã e a cada livro novo mais empolgada eu fico. Para quem não sabe, existem dois filmes baseados em dois dos seus livros, Jack Reacher – O Último Tiro (do livro One Shot) e Jack Reacher: Sem Retorno (do Never go Back). Os filmes são estrelados por Tom Cruise no papel do Reacher. O que me agrada muito pois sou apaixonada pelo ator (mesmo ele não tendo nada das características físicas descritas no livro). 

Este é um dos meus livros favoritos da série, e não tem ligação nenhuma com os anteriores. Jack está de boa viajando de carona, com um casal de velhinhos simpáticos para em seguida estar investigando uma trama intrincada que pode resultar na morte do vice-presidente. Adrenalina do começo ao fim!

Tudo faz sentido, não existe ponta solta e eu confesso que não desconfiei de nada, até que a revelação chegou. Reacher é claro já sabia de praticamente tudo e matou a charada bem cedo, como de costume. Gosto da maneira ágil com que Lee Child conduz a história, foram 420 páginas que passaram em um piscar de olhos. alguns acontecimentos me deixaram bastante triste, mas faz parte não é mesmo? A sina de Jack é não se firmar em lugar nenhum, sempre seguindo para um próximo lugar no final do livro.

Reacher tem aquele jeitinho sedutor, a la James Bond, e atrai as mulheres com muita facilidade. Mas o que me agrada muito é que ele não as trata como objetos, pelo contrário, é um perfeito cavalheiro e preza pelo bem estar delas. Apesar de serem muitos livros (21 até agora), faço questão de ler todos e fico muito feliz em ver que a Bertrand também tem um carinho especial pela série, e esse ano publicou dois livros!! 

Se você gosta de ação e thrillers de tirar o fôlego, essa série é pra você! Recomendo com toda certeza. 😀

Coleção Jacy Reacher, por Lee Child:

  1. Dinheiro Sujo (Killing Floor)
  2. Destino: Inferno ( Die Trying)
  3. Alerta final (Tripwire)
  4. Caçada às cegas (Running Blind)
  5. Miragem em Chamas (Echo Burning)
  6. Serviço Secreto (Without Fail)
  7. Persuader
  8. The Enemy
  9. O último tiro (One Shot) – Foi lançado aqui primeiro e fora da ordem
  10. The hard Way
  11. Bad Luck and Trouble
  12. Nothing to Lose
  13. Gone Tomorrow
  14. 61 hours
  15. Worth dying
  16. The affair
  17. A wanted man.
  18. Never go back
  19. Personal
  20. Make Me
  21. Night School.
19 abr, 2016

A Garota Sem Passado, de Michael Kardos

a_garota_sem_passadoAutor: Michael Kardos
Editora: Arqueiro
Número de páginas:
304
Avaliação: 
4/5
Onde comprar: Amazon | Americanas | Saraiva | Submarino

Sinopse: Num domingo de setembro de 1991, Ramsey Miller deu uma festa em casa para os vizinhos. Depois, assassinou a esposa e a filha de 3 anos. Todo mundo na pacata cidade de Silver Bay conhece a história.

Só que todos estão errados. A menina escapou. Sob o nome falso de Melanie Denison, ela passou os últimos quinze anos escondida com os tios numa cidadezinha remota. Nunca pôde viajar, ir a uma festa na escola ou ter internet em casa, porque Ramsey jamais foi encontrado e poderia ir atrás dela a qualquer momento.

Mas, apesar das rígidas regras de segurança impostas pelos tios, Melanie se envolve com um jovem professor da escola local e engravida. Ela decide que seu filho não terá a mesma vida clandestina que ela e, para isso, volta a Silver Bay para fazer o que nem os investigadores locais, nem a polícia federal, nem o FBI conseguiram: encontrar seu pai antes que ele a encontre.

Eu amo esse gênero literário, não é novidade nenhuma. A trama desse livro me deixou bastante curiosa, e eu precisava saber o que realmente tinha acontecido com a família de Melanie. Como a sinopse é bem detalhada, vou direto às minhas considerações, ok?

O livro é narrado em terceira pessoa, e alterna entre os pontos de vista de Melanie, Ramsey e Allie (os pais de Melanie). No presente, vemos o que Melanie passa, sua vida restrita e cheia de limitações, e o quanto ela muda logo que descobre sua gravidez. De garota submissa ela se torna uma mulher, decidida a não deixar seu filho(a) passar pelos mesmos problemas. A alternância de pontos de vista (ora no presente, ora no passado), foi o triunfo da narrativa de Michael Kardos, pelo menos para mim. Através desse recurso foi possível acompanhar detalhadamente o que realmente aconteceu naquela fatídica noite, e a cada capitulo, mais a minha ansiedade e curiosidade aumentava. 

“Certas pessoas simplesmente não prestam, e você não pode deixar que elas atrapalhem a sua vida.”

Quando Melanie retorna a sua cidade natal, Silver Bay, ela conta com a ajuda de Arthur Goodale, um jornalista aposentado que possui um blog, onde conta sua frustração em não ter resolvido o caso Miller, que nada mais é que o caso da família de Melanie. Com a supervisão de Arthur, Melanie vai encontrando pistas e montando o quebra-cabeças que é a sua história. 

A narrativa é fluída e bem rápida, são trinta capítulos curtos que passam voando. Os personagem foram bem construídos, e Michael Kardos conseguiu me deixar bastante confusa com cada um, eu não conseguia ter certeza de nada e ao final fui surpreendida. Ramsey Miller é um homem complexo, teve uma infância e uma adolescência conturbada, e só conseguiu melhorar quando conheceu a mãe Melanie. Tudo o que achamos saber, não é nem 1/5 da verdade. 

A Garota sem passado é um thriller surpreendente, repleto de suspense e reviravoltas. O final é brilhante e deixou-me com o queixo caído. Recomendo muito! Só não leva nota máxima porque senti falta de uma determinada conclusão (seu eu disser, vai ser spoiler), mas isso não tira a beleza da trama. 🙂